Visitas aos Túmulos e Missa Marcaram a Manhã do Dia de Finados em Pedreiras

Cemitério do Alto São José – Pedreiras/MA
Hoje, 02 de novembro, é feriado dedicado aos finados. O principal cemitério de Pedreiras, no Alto São José, logo cedo, foi tomado por familiares que foram fazer visitas aos túmulos dos entes queridos.
A tradição católica preza desde o acendimento de velas, colocação de coroas, flores sobre os túmulos, e uma missa matinal, que foi celebrada no pátio do campo santo. Durante a homilia, o padre José Geraldo deixou bem claro, que, hoje não é dia de tristeza, mas de saudade. Aproveitando, o padre chegou a fazer um apêlo as autoridades e empresários, que fosse doado um terreno para construir um novo cemitério em Pedreiras, o atual não comporta mais os mortos. Quem visita o cemitério do Alto São José é conhedor da dificuldade que encontra para transitar entres os túmulos.
O Blog fez uma visita ao túmulo do pedreirense e Maranhense do século XX, João do Vale, e comprovou o descaso com o homem que cantou e levou o nome de Pedreiras além-fronteiras. João do Vale, que tantas homenagens recebe, mas provavelmente com interesse financeiro, também merecia mais respeito em memória, pelo menos com a preservação do seu túmulo, que foi construído na administração do ex-prefeito Raimundo Louro.
Neste dia, muita gente que mora próximo ao cemitério, aproveita para ganhar um extra, com venda de velas e coroas, tudo através do comércio informal.

Acidente com Vítima Fatal Agora a Pouco na MA – 119

Osmário Marinho – Vítima
Osmário Marinho, era servidor da CAEMA de Pedreiras, também prestava serviço como enfermeiro no hospital de Lago do Junco. Teria deixado o plantão, e viajava com destino a Pedreiras, para retomar outro plantão, desta vez, na companhia de água.

Segundo informações, o veículo, um Onix, prata, pode ter ido de encontro a uma barreira na MA-119, que liga os municípios de Trizidela do Vale a Lago do Junco. Durante o acidente o jovem foi sacado do veículo.

O corpo foi levado direto para o hospital de Trizidela do Vale, para depois ser entregue aos familiares.

Osmário Marinho era natural da cidade de Bacabal.

Fotos: WhatsApp

Maranhão é Destaque no Financial Times. Matéria Traduzida

A manchete diz o seguinte:

“Maranhão Brilha em Meio a Escuridão no Brasil”.

Somente os assinantes do jornal britânico, tem acesso à matéria.

Agora a pouco um dos nossos ilustres leitores, o juiz Marco Adriano, ficou satisfeito em ter uma boa leitura em pleno domingo, e contribuiu com a matéria, nos enviando a tradução.

Os erros são devido o tradutor digital.

Joe Leahy, em São Luis, Brasil

O Palácio dos Leões, que comanda São Luis, a capital era colonial do nordeste do estado do Maranhão do Brasil, a partir de uma falésia com vista para o mar, tem visto muitos invasores ir e vir em sua 400 anos de história. Mas nada parecido com seu último conquistador, governador Flávio Dino.

O Partido Comunista do Brasil político derrotado nas eleições do ano passado uma das mais longas dinastias políticas em execução na América Latina, a família Sarney. Com seus membros ocupando alguns do Brasil e mais poderosas posições políticas do Estado ao longo de cinco décadas, a família havia se tornado uma parte aparentemente inamovível da oligarquia tradicional do Brasil.

Mas agora, 10 meses em seu mandato de quatro anos, o Sr. Dino está enfrentando um desafio sem dúvida maior – como cumprir sua promessa eleitoral de levantar as fortunas de segundo mais pobre estado do Brasil, mesmo que o país sofre sua pior recessão desde a década de 1930.

“A situação fiscal [do estado] permanece estável e acreditamos que no próximo ano deve ser menos negativo para o Brasil”, o Sr. Dino, um ex-juiz, diz o Financial Times na sala de reuniões do palácio, cujo ar-condicionado proporciona alívio do sol tropical . “Mas se a economia fica ainda pior, é quando pode haver um problema.”

Com política nacional brasileira em turbulência, graças a paralisia política e da economia definido para afundar 3 por cento este ano, a vitória do Sr. Dino é uma ilustração do desejo de governança positivo e limpo entre os eleitores desencantados com a corrupção e serviços de má qualidade, dizem os analistas.

Como no Maranhão, coalizão governista do Brasil liderada pelo Partido dos Trabalhadores, ou PT, está enfrentando esgotamento político, após quase 13 anos no poder, atolados por um escândalo de corrupção na empresa gigante petrolífera estatal Petrobras. Os partidos de oposição, por sua vez, em vez de forjar novas idéias para apelar aos eleitores, estão sabotando um programa de austeridade muito necessária do governo para equilibrar o orçamento do Brasil e restaurar as condições para o crescimento.

“O Brasil está imerso em uma crise tridimensional – político, econômico e ético”, escreveu o ex-governador do banco central Carlos Langoni, em um relatório, o Memo Brasil.

Em contraste com as políticas negativas a nível nacional, o Sr. Dino em sua campanha eleitoral no ano passado, procurou unir a oposição, definindo as diferenças de lado ideológicas – seu vice-governador é do PSDB pró-negócios – e conquistando os eleitores com um programa para combater a pobreza e estagnação econômica no estado. Ele também veio com uma visão atualizada da política de esquerda no Brasil – reconhecendo a importância do setor privado para gerar riqueza.

“Ele é pró-mercado”, diz Ricardo Zimbrão Affonso de Paula, economista da Universidade Federal de.

Os obstáculos enfrenta o Sr. Dino são consideráveis, até porque a dinastia Sarney e seus aliados continuam entrincheirados.Eles controlam a principal estação de jornal e televisão. Estradas, pontes e cidades suportar o seu nome. Um museu no centro histórico de São Luis Unesco Patrimônio da Humanidade de fim de século 17 ostenta um busto gigante do patriarca da família José Sarney.

O pesadamente bigodudo de 85 anos de idade, foi governador do estado do Maranhão em 1966, presidente do Brasil em 1985, e até recentemente chefe do senado.Sua filha Roseana serviu quatro mandatos como governador do Maranhão, sua última final em 2014.

A família recusou a ser entrevistado, mas afirma ter atraído R $ 130 bilhões (US $ 34 bilhões) em investimento privado para o Estado, principalmente em projetos grandes de alumínio, petróleo, celulose e portuárias.Os críticos argumentam aposta as Sarney ‘na grande indústria não aliviar a pobreza.Indicadores do Maranhão ONU de desenvolvimento humano (IDH) são o segundo pior no Brasil, abaixo das Filipinas e El Salvador em 2013.

Para combater isso, Sr. Dino disse que estava introduzindo programas como o “Mais IDH”, trazendo suprimentos de água doce para 30 cidades menos desenvolvidas do Estado, bem como “Mais Asfalto”, que irá selar estradas no interior. Há planos para construir sete hospitais regionais no próximo ano, 300 novas escolas, e recrutar policiais para combater um aumento de 330 por cento na taxa de homicídios.

Sr. Dino afirma que ele está pagando por isso e muito mais, eliminando a corrupção e excesso. Ele diz que uma economia de R $ 68 milhões nas despesas do palácio apenas cortando champanhe, caviar e lagostas em banquetes de estado e reduzir a segurança governamental pela metade.

Tais economias também são necessários para ajudar a compensar a recessão. A depreciação da moeda do Brasil, o real, em relação ao dólar aumentou os pagamentos do estado de sua dívida externa em 25 por cento em seis meses. Enquanto isso, as transferências do governo federal, que respondem por metade do orçamento do Maranhão caíram 30 por cento.

Apesar disso, o governo do estado em setembro recebeu um voto de confiança da Moody, a agência de classificação, que disse que a dívida líquida relativamente baixa do Maranhão à receita atual de 41 por cento, o deu “um amplo espaço” para lidar com o real de deslizamento.

Com exportações de commodities do Estado a abrandar ainda mais, as taxas de aprovação ainda elevados do Sr. Dino de 77 por cento permaneceram sob ameaça, disse Zimbrão do Maranhão universidade federal.

Mas os eleitores parecem dispostos a dar-lhe o benefício da dúvida, por enquanto.

“Eu votei para ele porque ele é novo”, diz Maria Ferreira, uma empregada doméstica que implora pelo dinheiro do almoço perto do Palácio dos Leões. “Talvez ele possa fazer alguma coisa. Os Sarney não fez nada. “

Gil Cutrim Tenta Defender Prefeitos Corruptos e AMPEM se Pronuncia

José Augusto Cutrim Gomes presidente AMPEM
NOTA DE ESCLARECIMENTO
 
A ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO MARANHÃO – AMPEM, entidade que congrega Procuradores e Promotores de Justiça, diante do pronunciamento proferido pelo Sr. Gil Cutrim, Prefeito do Município de São José de Ribamar e Presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, nesta sexta-feira (30 de outubro de 2015), por ocasião da abertura dos trabalhos da 1ª Marcha Municipalista do Maranhão, no qual acusou o Ministério Público de perseguição a prefeitos no interior do Estado, conforme noticiado pelo Blog Jorge Vieira , vem a público apresentar os seguintes esclarecimentos:
 
1 – O Ministério Público é uma instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, com a elevada incumbência de defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis.
 
2 – É atribuição inalienável do Ministério Público zelar pelo exato e rigoroso cumprimento da lei, em defesa da sociedade e do regime democrático, sobretudo, para proteger o patrimônio público e a probidade administrativa, assim como outros interesses difusos e coletivos, como o meio ambiente, a educação, a saúde, etc.
 
3 – Nesse mister, sempre que for verificada a existência de indícios de irregularidades que possam gerar prejuízos à sociedade, é dever e obrigação funcional dos membros do Ministério Público atuar em defesa da observância dos princípios que regem a Administração Pública, notadamente contra os atos e condutas lesivas à moralidade administrativa, utilizando-se, para tanto, dos instrumentos constitucionais que lhes foram conferidos, o Inquérito Civil e a Ação Civil Pública.
 
4 – Além disso, é importante lembrar que a Constituição Republicana conferiu autonomia ao Ministério Público, assim como a independência funcional necessária para que seus membros possam exercer livremente a missão de defender os interesses públicos e os valores democráticos, de forma tal que, não submetidos a nenhum dos outros poderes, atuem exclusivamente a serviço da sociedade.
 
5 – Dessa forma, ao atuar em desfavor de gestores públicos e ex-gestores, o Ministério Público do Estado do Maranhão, como a exemplo de todo do Ministério Público brasileiro, tem apenas cumprido e honrado seu papel social e constitucional de defender a sociedade, atuando de forma livre e firme no combate à corrupção e à improbidade administrativa e guiado pelo interesse público.
 
6 – O pronunciamento feito pelo Presidente da FAMEM, em evento daquela entidade representativa dos municípios, só demonstra que a atuação firme e combativa dos promotores e procuradores de justiça tem desagradado grande parte dos gestores públicos, os quais, à míngua de respostas convincentes à sociedade, resolveram partir para acusações injustas e infundadas contra a própria Instituição do Ministério Público do Estado do Maranhão, numa clara tentativa de desqualificar o trabalho desenvolvido pelos nossos valorosos membros, assim como colocar em descrédito nossa aguerrida missão.
 
7 – Diante do exposto, esta Associação Representativa de Membros do Ministério Púbico, em repúdio à lamentável postura do Presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, esclarece que o Ministério Público sempre buscou o diálogo permanente com os Poderes constituídos, contudo, quando outras medidas são inócuas, cabe à Instituição investigar os fatos e buscar judicialmente a responsabilização dos gestores e pessoas envolvidas.
 
8 – Por fim, afiançando a seriedade e a responsabilidade com que todas as ações de combate à corrupção estão sendo desenvolvidas em todo Estado, a AMPEM vem por meio da presente nota assegurar à população maranhense que os membros do Ministério Público do Estado do Maranhão têm buscado apenas cumprir seu papel de defender os interesses da sociedade, a proteção do patrimônio público e da probidade administrativa.
 
JOSÉ AUGUSTO CUTRIM GOMES
Presidente da AMPEM
 
Por: blog do Minard

14 Presos Fugiram da Delegacia de Governador Nunes Freire. Um Já foi Recapturado

Alguns dos fugitivos
O Blog entrou em contato com a delegacia de Governador Nunes Freire, que confirmou a fuga dos presos, a princípio seriam 20, mas após uma contagem foi divulgado o número exato, 14 fugitivos.
 
Conversando com o policia de plantão, ele disse que um dos presos já foi recapturado. As polícias Civil e Militar estão trabalhando na tentativa de conseguir prender mais fugitivos.
 
Alguns dos fugitivos
 
 
A população também pode contribuir com o trabalho da polícia, é só ligar para o seguinte número:
 
(98) 3371 – 1791
 
Sua identidade será mantida em sigilo total. Qualquer presença de elementos estranhos na região, comunique imediatamente à polícia.

Com show de Nadson, Sampaio Vence o ABC e Cola no G4

Reprodução

NATAL – Depois de 12 partidas em quatro meses e 25 dias, o Sampaio Corrêa encerrou, na noite deste sábado (31), o jejum de vitórias como visitante no Campeonato Brasileiro Série B. Jogando no Estádio Frasqueirão, em Natal, em partida válida pela 33ª rodada da Segundona, a Bolívia Querida contou com uma atuação inspirada do meia Nadson, que marcou três gols, para vencer o ABC por 3 a 2, resultado que mantém o time maranhense na briga por uma das quatro vagas na Primeira Divisão de 2016.
 
Apesar da pressão do ABC nos primeiros minutos, o Sampaio Corrêa soube controlar a pressão dos mandantes e contou com o pé direito de Nadson para abrir o placar, já nos minutos finais da etapa inicial. Precisando vencer para continuar respirando na briga contra o rebaixamento, o Alvinegro Potiguar conseguiu o empate no segundo tempo, com Bismark, mas Nadson silenciou o Frasqueirão com dois gols, aos 18 e 36 minutos. Adriano Alves, nos acréscimos, ainda marcou o segundo gol do ABC, mas não evitou a vitória do Sampaio em Natal.
 
A quebra da série negativa fora de casa veio em um excelente momento para o Sampaio Corrêa: com 53 pontos, o Tubarão conseguiu manter a sua quinta colocação na Série B, mesmo com a vitória de quatro concorrentes diretos na briga pelo acesso, e encurtou a diferença para o quarto colocado Bahia, que perdeu para o Botafogo e segue com 54 pontos. O ABC, 18º colocado com 28 pontos, está em uma situação delicada na tabela e pode ser rebaixado na próxima rodada.
 
Depois do compromisso em Natal, o Sampaio Corrêa volta para os braços de sua torcida, para dois jogos seguidos no Estádio Castelão. O primeiro deles será disputado no próximo sábado (7), às 20h (horário local), contra o Oeste, em partida que terá transmissão minuto a minuto e cobertura completa do Imirante Esporte. Na sexta-feira (6), o ABC joga a sua sobrevivência na Segundona diante do Ceará, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.
 
O jogo
 
Em um jogo de vida ou morte, tanto para o ABC quanto para o Sampaio, os mandantes aproveitaram o calor da torcida para esboçar uma pressão nos primeiros minutos, sempre com jogadas pelo lado esquerdo. A primeira grande chance do jogo foi do Alvinegro Potiguar: aos 17 minutos, Bismark foi lançado e dividiu com o goleiro Rodrigo, com a bola sobrando nos pés de Romarinho, mas a conclusão do atacante abecedista acertou a trave esquerda.
 
Com o susto, o Sampaio Corrêa tentou controlar mais a bola, esperando um erro de posicionamento do ABC para abrir o placar. Mais tranquilo, o Tubarão desperdiçou uma boa chance aos 23 minutos, com Jheimy, que não aproveitou um bate-rebate na pequena área. O ABC, porém, não estava acuado: Marcílio, quatro minutos depois, soltou um chute cruzado, para boa defesa de Rodrigo.
 
Depois de equilibrar as ações no Frasqueirão, o Sampaio se lançou ao ataque e criou boas tentativas: aos 35 minutos, Diones recebeu cruzamento na grande área e cabeceou, por cima do gol de Saulo. O camisa 1 do ABC voltaria a trabalhar pouco depois, interceptando um passe de Jheimy para Válber, na pequena área. Aos 44 minutos, porém, não teve jeito: após tabela com Jheimy, Nadson apareceu livre na grande área e bateu forte, marcando o primeiro gol do jogo.
 
“Nadshow” confirma vitória no Frasqueirão
 
Mesmo com a vantagem no placar, o Sampaio Corrêa não se acomodou e voltou do intervalo disposto a ampliar a diferença e confirmar a vitória. Logo aos quatro minutos, Henrique fez bela jogada individual e serviu Jheimy, que acertou o travessão. Quatro minutos depois, Jheimy teria mais duas oportunidades, mas as finalizações não foram boas. Pouco depois, o ABC surpreendeu: aos 13 minutos, Reginaldo fez um cruzamento na medida para Bismark, que deixou tudo igual no Frasqueirão.
 
Apesar do gol de empate, o ABC teve pouco tempo para comemorar: aos 18 minutos, Válber fez grande jogada e lançou Nadson, que deu um toque sutil, na saída de Saulo, para recolocar o Sampaio na frente. O gol desanimou os donos da casa, que quase sofreram o terceiro gol aos 25 minutos, mas Saulo fez boa defesa em finalização de Jheimy e impediu que Henrique aproveitasse o rebote.
 
Enquanto o ABC ainda esboçava uma reação, o Sampaio Corrêa continuava dominando o jogo e confirmou a vitória aos 36 minutos, novamente com Nadson, que recebeu novo lançamento de Válber e marcou o seu terceiro gol no confronto. O zagueiro Adriano Alves, já aos 45 minutos, descontou para o ABC e tentou dar um pouco de emoção ao jogo, mas o Sampaio teve tranquilidade para segurar a vitória.
 
Fonte: imirante.com.br

Manifestantes Incendeiam Delegacia de Igarapé do Meio Hoje

Delegacia de Igarapé do Meio foi incediada por populares na manhã deste sábado (31). Manifestantes também interditaram a BR-222, próxima ao município, em pelo menos quatro pontos.

A revolta dos populares foi mediante um cumprimento de ordem de reintegração de posse ainda na tarde de ontem(30). De acordo com os manifestantes, a Polícia Militar teria excedido no uso da força e várias pessoas acabaram sendo detidas. Inconformados com a ação da Polícia Militar, a população tocou fogo em galhos de árvores bloqueando a rodovia.
Por volta das 14h, deste sábado (31), incendiaram a delegacia do município. Os manifestantes depredaram também a Câmara de Vereadores e se concentram na porta da prefeitura municipal e deram o prazo máximo até as 15h, para invadir a casa do prefeito Raimundinho, caso as pessoas detidas não sejam soltas.

A tensão no município é grande.