Bancos do Maranhão Voltam a Funcionar Nesta Terça-Feira (27)

 

De Jesus / O Estado

SÃO LUÍS – Após 21 dias de paralisação, a greve dos bancários no Maranhão chega ao fim. A decisão foi tomada durante uma assembleia realizada nesta segunda-feira (26), na sede do Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA), em São Luís.
 
Bancos como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e bancos privados devem normalizar as atividades a partir nesta terça-feira (26). Entretanto, as agências do Banco da Amazônia e do Banco do Nordeste continuam em greve no Maranhão e em outros Estados. Nesta terça-feira (26), uma nova assembleia ocorrerá para ver a situação de ambas as agências.
 
De acordo com a assessoria da SEEB-MA, a categoria não aceitou a proposta oferecida pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), de reajuste salarial de 10%, mas acatou a decisão da maioria dos sindicatos brasileiros e optou por encerrar a greve.
 
A greve
 
Desde o dia 6 de outubro, bancários de todo o Brasil entraram em greve, pedindo reajuste de 35%, PLR de 25% linear, piso do Dieese (R$ 3.377,66), reposição das perdas salariais, isonomia, contratação de mais bancários, respeito à Lei das Filas, saúde, segurança, dentre outras reivindicações. A Fenaban chegou a oferecer 10% de reajuste para salários e reajuste de 14% sobre os vales-refeição e alimentação.
 
Fonte: imirante.com.br

Prefeito Parte Pra Cima de Vereador e o Agride Verbalmente Durante Reunião com Professores

 
 
PrefeitoTotonho Chicote – E ai, vereador, você disse que eu não sou homem?
 
Vereador Otacílio Fernandes – Eu não disse que você não é homem, eu disse que, quem não cumpre seus compromissos não honra as calças que veste!
 
Essa troca de “carinho” teria acontecido antes da reunião começar, foi o que disse ao Blog o vereador Otacílio Fernandes, que se sentiu ameaçado pelo Prefeito de Pedreiras Totonho Chicote.
 
 
Sobre a reunião, o Prefeito propôs outro acordo, pagar o rateio em duas parcelas: uma em janeiro e outra em fevereiro de 2016. Sem a presença da presidente do Sindicato, os professores e representantes do FUNDEB ficaram de levar a proposta, para que a mesma seja avaliada durante mais uma assembleia.
 
Ao pedir a fala, o vereador Otacílio Fernandes, segundo ele, voltou a ser “truncado” pelo Prefeito Totonho Chicote, que teria dito que ele, vereador, estaria alí, apenas para ouvir. Com isso, o parlamentar disse que iria deixar a reunião, uma vez que ele não podia falar, mas contido pelos professores continuou calado durante a reunião. Ao sair novamente da sala o vereador disse que o Prefeito voltou a insutá-lo. “Você anda me chamando de moleque e diz que eu não sou homem! Pois, eu sou homem, eu sou homem!“, teria dito o Prefeito Totonho Chicote, que teve como resposta do parlamentar a seguinte frase: “Eu nunca lhe chamei de moleque, apenas disse que homem que não cumpre seu compromisso não honra as calças que veste“, finalizou.
 
O vereador Otacílio Fernandes informou ao Blog, que não dava mais pra continuar na reunião, após a discussão com o Prefeito, e pediu pra sair.
 
Pelo visto as coisas parecem que só se complicaram cada vez mais.
 
Apenas um lembrete à administração e  a todos os entendidos sobre o repasse do rateio do FUNDEB.
 
Vejam o que diz esse artigo quanto a data do repasse da “Sobra” aos professores:
 
Considerando que o pagamento de abonos deve ser adotado em caráter provisório e excepcional, apenas em situações especiais e eventuais, particularmente quando o total da remuneração dos profissionais do magistério da educação básica não alcança o mínimo de 60% do Fundeb, sua ocorrência normalmente se verifica no final do ano. Entretanto, não se pode afirmar que isso ocorra, ou mesmo se ocorre somente no final do ano, visto que há situações em que são concedidos abonos em outros momentos, no decorrer do ano, por decisão dos Municípios. (ftp://ftp.fnde.gov.br/web/fundeb/remuneracao_do_magisterio
 
Aqui mesmo, em nossa região, existem municípios que realizam o repasse bem antes do fim do ano, o último prazo que tem para efetuá-lo. Por ventura, se os servidores aceitarem esse novo acordo, que já deixa dúvida na cabeça de cada um, eles já ficarão, também, sem receber o abono de 2015, que tem que ser repassado até o fim deste ano. Isso significa dizer, que em 2016 os professores ainda estarão recebendo a “Sobra” de 2014! E, ai?
 
Já ouviram aquele adágio popular:
 
 
 
Gato escaldado tem medo de água fria
 
Ou, esse outro:
 
Cachorro mordido de cobra tem medo de linguiça“.
 
Estamos de olho em tudo.

Ex-prefeito de Joselândia é Condenado Pela Justiça Federal

Foto: Divulgação
 
JOSELÂNDIA – O ex-prefeito da cidade de Joselândia, José Ribamar Meneses Filho, foi condenado pela Justiça Federal, por atos de improbidade administrativa. A condenação foi dada pelo juiz José Valterson de Lima, da 13ª Vara Federal, após a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Federal no Maranhão (MPF-MA).
 
Segundo informações contidas na sentença, o ex-gestor cometeu uma série de irregularidades envolvendo recursos federais repassados entre 2003 e 2004, o que causou prejuízo de mais de R$ 1,4 milhão aos cofres públicos. O MPF-MA aponta que foram realizados gastos sem comprovação da destinação da verba pública, dispensa indevida de processos licitatórios, irregularidades em construções de escolas, falha na remuneração mínima legal aos professores e emissão de cheques em favor do próprio ex-prefeito.
 
Ainda segundo o que conta na decisão, a quantidade de irregularidades apontadas no Relatório de Fiscalização demonstra o desprezo do ex-prefeito às regras básicas da gestão do dinheiro público e a má-fé na sua atuação.
 
José Ribamar Meneses Filho foi condenado ao ressarcimento de R$ 1,402.725,82 aos cofres públicos e ao pagamento de multa civil de R$ 467.575,27, valor referente a um terço do prejuízo verificado.
A pedido do MPF-MA, a Justiça Federal determinou, ainda, a suspensão de seus direitos políticos por oito anos e o impedimento de contratar com o poder público pelo prazo de cinco anos. Por não existir identificação de função de cargo público por parte do ex-prefeito, não foi aplicada pena de perda de função pública.
 
Fonte: imirante.com.br

Implantação da APAC em Balsas Avança a Passos Largos

Voluntários do curso de formação método APAC
 (foto: Emanuel Lemos)
 
Neste sábado (24) ocorreu a 11ª aula do curso de formação de voluntários, método APAC, em que teve com palestrante Enoque Barreto Filho, presidente da APAC em Pedreiras – MA. Uma das unidades mais avançada em atendimento, que hoje trabalha com 94 recuperandos.

Balsas é uma cidade com altos índices de criminalidade, e trabalha para concretizar o sonho de ter uma APAC. O curso de formação de voluntário, prepara e capacita a mão de obra para gerir a unidade e sobretudo para recuperar os presos.

Para se aplicar o método APAC é necessário que se tenha um local próprio. Sem a presença da polícia, dos agentes penitenciário. Mas com, com os voluntários e os próprios recuperando que trabalham para manter o bom funcionamento da unidade.

 
No período da manhã aconteceu uma reunião com os idealizadores do projeto, tratando do processo de implantação do Centro de Reintegração Social (CRS) em Balsas que está bastante avançado. Um terreno próprio foi adquirido, agora os idealizadores trabalham para obter o projeto de engenharia de planta da obra, para viabilizar a construção, firmar convênio com o estado que tem a responsabilidade de recuperar pessoas que cometeram crime.
Voluntários do curso de formação método APAC
(foto: Emanuel Lemos)

Regularizar a documentação da prefeitura tem sido um desafio, devido a burocracia existente e os valores de taxas e impostos elevados para uma instituição social que vive de doações. Nossa programação é firmar os convênios com o estado e com as entidades dispostas a apoiar a construção em 2016. Disse o Pe. Carlos Bianchi um dos idealizadores do projeto. “É possível mudar de vida, nós acreditamos e queremos criar as condições para que essa recuperação aconteça. Possibilidade estudar, trabalhar, rezar, encontrar com as pessoas e com Deus, reconstruir a própria vida.” Concluiu o Padre.

 
A APAC é para todos. Não é vida boa para preso. Há uma disciplina rigorosa: com horários para acordar, para trabalhar, para se recolher e exigências de bom comportamento na unidade. A APAC pune, cumpri a lei de execução penal, mas tem a proposta de recuperar o ser humano. Desde o 1º dia do cumprimento da pena o recuperando terá que se adequar a metodologia que vai propor reflexões, atendimento espiritual e psicológico para que ele entenda o motivo daquele erro, e a partir disso acontecer a mudança de vida, que será comprovado quando esse recuperando alcançar a liberdade. A reincidência de crimes por recuperando da APAC é de 4% enquanto no sistema convencional beira 90%, afirmou Yuri Sousa, psicólogo da APAC de Pedreiras – MA.
 
Para construir e/ou manter o Centro de reabilitação Social (CRS) em funcionado, é preciso mobilizar a sociedade, os empresários, os políticos, fazer parcerias com a sociedade civil. Convênio com o estado, e ter sócios contribuintes. Os voluntários do curso da APAC em Balsas tem muita disposição para tornar a realidade esse projeto, são pessoas que acreditam. Então apostem na ideia pois quem vai ganhar é a sociedade de Balsas, com a recuperação de pessoas que cometerem crimes, retornando para a sociedade depois de cumprir suas penas. Declarações de Enoque Barreto Filho, presidente da APAC em Pedreiras – MA.

APAC: Um Modelo de Humanização do Sistema Penitenciário que possui uma metodologia de valorização humana, oferecendo, aos condenados, condições de recuperar-se. A referida entidade tem o propósito de proteger a sociedade, socorrer as vítimas e promover a justiça.

APAC – Associação de Proteção e Assistência ao Condenado / Amando ao Próximo Amarás a Cristo, são os dois conceitos; dois sentidos que a representam. A primeira APAC nasceu em São José dos Campos (SP) em 1972 e foi idealizada pelo advogado e jornalista Mário Ottoboni e um grupo de amigos cristãos.         

 
Fonte: Diário de Balsas

Por Falta de Assinaturas Requerimentos Pedindo Criação de uma Comissão Parlamentar Processante Não Entraram na Pauta da Reunião dos Vereadores de Pedreiras

Os professores mais uma vez lotaram a galeria da Câmara de vereadores de Pedreiras. Eles, assim como outras pessoas foram acompanhar a reunião dos parlamentares, que poderiam criar uma CPP – Comissão Parlamentar Processante – para cassar o Prefeito e a vice-prefeita de Pedreiras.

 

A falta de assinatura, segundo os vereadores Otacílio Fernandes e Robson Rios, foi o motivo que impediu os requerimentos entrarem em pauta na sessão de hoje (26).

 

Durante a reunião, com exceção dos vereadores Paulinho SP e Cearense, todos se manifestaram a favor dos professores, mas Serapião Louro e o presidente Robson Rios disseram que, após a reunião com o Prefeito, sindicato e com alguns vereadores, se o gestor não cumprir mais uma vez o acordo, eles assinarão a cassação de Totonho Chicote.

Momento em que os professores viraram
as costas aos vereadores

 A reunião que deverá definir o futuro do Prefeito de Pedreiras Totonho Chicote, será logo mais às 16h (dezesseis horas), no gabinete do gestor, no CAIC. 

Vereador Otacílio Fernandes Pede Criação de uma Comissão Parlamentar Processante para Cassar o Prefeito Totonho Chicote

 
O vereador que você elegeu estará cumprindo o seu verdadeiro papel na câmara de Pedreiras?
 
Ele fiscaliza as ações do governo municipal?
 
Fica sempre ao lado do povo?
 
Ou defende sempre o Prefeito, mesmo sabendo que foi você que o colocou lá?
 
São essas e outras perguntas que na maioria das  vezes ficam sem respostas.
 
 
 
Você sabe o verdadeiro papel do vereador?
 
Paulo Silvino Ribeiro Colaborador do Brasil Escola. Bacharel em Ciências Sociais pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas. Mestre em Sociologia pela UNESP – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. E Doutorando em Sociologia pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas, o vereador, segundo ele, enquanto agente político, ele faz parte do poder legislativo, sendo eleito por meio de eleições diretas e, dessa forma, escolhido pela população para ser seu representante. Esta noção de representante da sociedade está entre as noções mais caras dentre suas funções, pois as demandas sociais, os interesses da coletividade e dos grupos devem ser objeto de análise dos vereadores e de seus assessores na elaboração de projetos de leis, os quais devem ser submetidos ao voto da assembleia (câmara municipal). Dessa forma, são responsáveis pela elaboração, discussão e votação de leis para a municipalidade, propondo-se benfeitorias, obras e serviços para o bem-estar da vida da população em geral. Os vereadores, dentre outras funções, também são responsáveis pela fiscalização das ações tomadas pelo poder executivo, isto é, pelo prefeito, cabendo-lhes a responsabilidade de acompanhar a administração municipal, principalmente no tocante ao cumprimento da lei e da boa aplicação e gestão do erário, ou seja, do dinheiro público.
 
Hoje (26), a Câmara de Pedreiras é composta por treze (13) vereadores, que se dividem entre apoiar ou criticar o Prefeito, ou seja, “situação e oposição”. Até onde temos conhecimento apenas cinco (05) vereadores: Otacílio Fernandes, Antônio França, Everson Veloso, Elias Bento e Elcinho Gírio (ex-líder de governo) lutam ou pelo menos tentam mostrar o quanto a dministração do atual prefeito de Pedereiras Totonho Chicote é ao contrário que ele pregava durante sua campanha eleitoral. E oito (08) parlamentares: Robson Rios, Serapião Louro (alguns dias foi oposição), Marcus Louro (alguns dias foi oposição), Cearense, Adonias Quineiro, Cláudia Alencar, Paulinho SP e Filemon Neto (indeciso, atualmente) acham que o gestor municipal, vai bem, obrigado!
 
Lembram quando o Blog enumerou no início dessa postagem algumas perguntas, entre elas; “Fica sempre ao lado do povo?” Essa parece ser a que ganhou maior negatividade na avaliação dos nossos leitores. Por isso, nesta segunda-feira, você eleitor, que votou, na certeza que seu vereador iria lhe representar muito bem, poderá tirar essa prova, após a titude que cada um dos nobres parlamentares deverá ter diante o pedido de criação de uma CPP – Comissão Parlamentar Processante, para cassar o Prefeito Totonho Chicote, de autoria do vereador Otacílio Fernandes.  O requerimento, até o fechamento dessa matéria já contava com três assinaturas.
 
 
 
 
O sentido dessa postagem não é forçar ou induzir nenhum dos vereadores a seguir o autor do requerimento, mas apenas para lembrá-lo, que o povo está cansado de esperar por atitudes que lhes são cabíveis, e até agora nada foi feito para satisfazer a população, como por exemplo: O dossiê da corrupção que chegou ao conhecimento da presidência da Câmara, nunca foi levado ao plenário para nehuma discussão, nem contra e nem a favor! E, se não fosse o Movimento Fóruns e Redes de Cidadania do Maranhão Núcleo de Pedreiras, todos os desmandos da gestão atual iriam continuar embaixo do tapete.
 
A Câmara é a casa do “POVO”, mas esse mesmo povo deve acompanhar todas as reuniões para saber realmente se valeu apenas votar no seu representante.
 
O encontro, a reunião, a sessão dos parlamentares, independente da denominação, também precisa ser fiscalizada, para depois, você eleitor saber quem de fato é o seu verdadeiro defensor na Câmara de Vereadores de Pedreiras, seja ele quem for.

Programa ‘Mais Empresas’ Estimula Expansão das Indústrias Sucroalcooleiras com Incentivos Fiscais

 
 
 
O aumento da produção de cana-de-açúcar no Maranhão, registrado pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), mostra que as ações desenvolvidas pelo governo Flávio Dino para o setor sucroalcooleiro começam a dar resultados.
 
Desde os primeiros dias de gestão do novo governo, a Secretaria de Estado de Indústria e Comércio (Seinc) está em contato com os produtores de cana-de-açúcar do Estado, ouvindo suas demandas, os entraves para o desenvolvimento do setor e propondo uma parceria para solucionar possíveis gargalos existentes.
 
Campestre do Maranhão, São Raimundo das Mangabeiras, Aldeias Altas e Coelho Neto foram alguns dos municípios visitados pela equipe técnica da Seinc. Além das visitas, reuniões periódicas foram realizadas com representantes do Sindicato de Produtores de Cana, Açúcar e Álcool do Maranhão (Sindicanálcool).
 
De acordo com a Lei 9.121, de 14 de março de 2010, que regulamentava o antigo programa de incentivos do Estado, foi vedada a participação de agroindústrias produtoras de álcool etílico, anidro e hidratado. Diante da demanda, a Seinc começou a se reunir com membros do setor, e por intermédio do programa ‘Mais Empresas’, de iniciativa do Executivo Estadual, instituiu que indústrias sucroalcooleiras recebessem incentivos fiscais.
 
Segundo o secretário Simplício Araújo, titular da Seinc, a ação do governo Flávio Dino, trouxe de volta a competitividade das empresas frente ao mercado. “Essas empresas estavam com um grande passivo junto às distribuidoras de combustíveis. O governo organizou um calendário de pagamentos que já estavam atrasados há um ano”, disse.
 
Com o cumprimento de prazos, as distribuidoras voltaram a ter confiança nas operações de indústrias sucroalcooleiras no Maranhão, contribuindo, assim, para a expansão do setor.
 
Fonte: SEINC

Waldir Maranhão é Alvo de Pedido de Cassação

 
Waldir Maranhão
Vice-presidente da Câmara
Assim como o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), é alvo de pedido de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar por suposta participação no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.
 
A representação foi protocolada por um cidadão na Corregedoria da Câmara, em 14 de outubro, e aguarda despacho da Mesa Diretora, para que as investigações possam ser iniciadas.
 
Autor do requerimento contra Maranhão, Victor Augusto Fonseca de Paula cita depoimento de Alberto Youssef ao Ministério Público Federal em que o doleiro afirma que o deputado integrava o rol de parlamentares do PP beneficiados por propinas de contratos da Petrobras.
 
De acordo com Youssef, Maranhão e outros parlamentares com “posição de menor relevância” no PP recebiam entre R$ 30 mil e R$ 150 mil no esquema de corrupção.
 
Posteriormente, em depoimento à CPI da Petrobras, Youssef voltou a dizer que Maranhão recebeu propina. As declarações do doleiro ao MPF e à comissão parlamentar de inquérito foram anexadas ao pedido de abertura de processo por quebra de decoro.
 
Blog do Matias Marinho

Corpo de Homem que Morreu no Mato Grosso e Está no IML Pode ter Parentes em Pedreiras

Marcelino Sousa Neto – Corpo está no IML de Mato Grosso
O vereador Elcinho recebeu uma ligação e depois mensagem em sua rede social sobre a morte de um homem em Mato Grosso, mas  morava na cidade de Caxias. Marcelino Sousa Neto, era o nome dele. As informações foram repassadas por uma pessoa que se identificou como Paulo, disse que  Marcelino, que trabalhava em um garimpo e morava em Nova Bandeirantes (MT)  foi vítima de morte súbita, e o corpo estaria no IML.
 
Paulo reforçou a informação, que Marcelino não tem nenhum parente lá, e seria natural de Caxias – MA, mas teria parentes em Pedreiras. Outra informação que pode ajudar encontrar alguém da família, repassada pelo informante, foram os nomes dos supostos irmãos da vítima: Raimundinho – Silvestre – Marisa – Raimunda e Pedro. Os pais são: Francisco Oliveira de Sousa e Maria de Lurdes Santos. 
 
Qualquer informação entrar em contato pelo número: 6684465772, falar com Paulo.