Preso Acusado de Roubo em Pedreiras

Um jovem conhecido como Marcos Paulo, de 18 (dezoito) anos de idade, foi preso pela Força Tática de Pedreiras, na Rua Marechal Castelo Branco. Ele é acusado de cometer roubo de celular.
Marcos Paulo – Acusado 
Marcos Paulo foi conduzido pela FT, até a 14ª Delegacia de Polícia Civil de Pedreiras, onde será ouvido pelo delegado de plantão.
Roubos desse tipo acontecem quase todos os dias em Pedreiras e Trizidela do Vale. A polícia sempre pede que as pessoas, principalmente os adolescentes, tomem cuidado e evite locais ermos quando estiver usando o aparelho.
As possíveis vítimas que sofreram assalto nos últimos dias, deverão comparecer à Delegacia para fazer o reconhecimento  do acusado.  

Polícias de Açailândia e de Pedreiras Procuram por Comparsa de “Tigrão”

Procurado
Após a prisão de Klésio Silva Santos (Tigrão) e a irmã dele Caroline Silva Santos, em Açailândia, ambos acusados de praticarem vários assaltos, as polícias civis de Açailândia e de Pedreiras estão tentando prender outro suspeito, que pode ser integrante do bando de “Tigrão”.
Segundo investigações, existe a possibilidade de uma associação criminosa envolvendo os suspeitos de praticarem assaltos nas duas cidades, Pedreiras e Açailândia, inclusive roubos de motocicletas.
Qualquer informação sobre a presença do acusado será importante para que a polícia possa efetuar a prisão do suspeito. Ligue para o número 190.
Não foi repassado ao Blog o nome do elemento.

Empresa Vai Investir 120 Milhões de Reais no Maranhão

O governado do Maranhão Flávio Dino e o Secretário de Indústria e Comércio do Maranhão Simplício Araújo, estão satisfeitos, com uma excelente visita, que se transformou em uma notícia maravilhosa aos maranhenses.
A novidade, veio através dos representantes da empresa Frango Americano, que anunciaram investimento de 120 milhões de reais, esse valor será revertido na implantação de dois abatedouros de aves no estado do Maranhão.
Nos próximos meses as negociações serão avançadas, incluindo outras informações sobre a implantação dos abatedouros de frango, que vão gerar mais emprego no estado.

Dois Assaltantes Foram Presos em Flagrante em Lago da Pedra

Ontem, em Lago da Pedra, foram presos dois homens acusados de praticar vários assaltos na cidade. Após tomar conhecimento dos fatos, a guarnição da Polícia Militar saiu em busca dos elementos e conseguiu prendê-los em flagrante. Os nomes ainda não foram identificados.
Com os suspeitos, os militares encontram um revólver calibre 38 e cinco cartuchos intactos. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, que vai iniciar a instauração de um inquérito criminal contra os acusados.

Prefeito e deputado são condenados por compra de votos

Josimar Cunha Rodrigues – Deputado Estadual
A Justiça Eleitoral declarou, no dia 14 de julho, inelegíveis por oito
anos o prefeito e o vice de Maranhãozinho, José Auricélio de Morais Leandro e
Raimundo Tarcísio de Lima, por compra de votos na eleição de 2012. A decisão
atinge, ainda, o ex-prefeito Josimar Cunha Rodrigues, conhecido como Moral da
BR, atual deputado estadual, que à época estava à frente da administração municipal.
A pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE), os atuais gestores
municipais tiveram seus mandatos cassados, mas a Justiça os manteve nos cargos
até o julgamento final da Ação de Investigação Judicial Eleitoral.
Segundo a denúncia do MPE, os acusados praticaram captação ilícita de
sufrágio ao distribuir materiais de construção e outros benefícios aos
eleitores. Além disso, eles utilizaram veículos da Prefeitura de Maranhãozinho
para entregar parte do material.

Investigação
Durante a investigação, iniciada com base na denúncia de uma eleitora,
foi constatada grande quantidade de materiais de construção na frente das casas
e com propaganda de apoio ao atual prefeito e vice.
O Poder Judiciário expediu mandado de busca e apreensão, em 5 de outubro
de 2012, nos estabelecimentos Santa Rosa Construções, Casa Rodrigues, AP
Construções e Casa Rodrigues, além da residência de Jiordana Pamela de Sousa
Rocha, funcionária da Prefeitura de Maranhãozinho acusada de operar o esquema
de compra de votos.
Na casa da servidora municipal, foram apreendidos um computador e um
caderno, contendo nomes e endereços de eleitores que receberam materiais de
construção, com a descrição do número de tijolos, telhas, sacos de cimento e
referências aos dias de visita.
Em nova apreensão na Casa Rodrigues, em 1º de novembro, foi localizado
um caderno de anotações com o nome “Auricélio” na capa, contendo 253
notas fiscais série D e 47 notas de entrega com carimbo de pagamento do
Comercial Duarte.
Segundo a denúncia do promotor de justiça eleitoral Hagamenon de Jesus
Azevedo, que à época atuava na 101ª Eleitoral, o candidato José Auricélio
realizou, durante a campanha, visitas a diversas residências de eleitores,
sempre acompanhado de Jiordania Rocha. Ela tinha a função de anotar as solicitações
dos eleitores e os pedidos de vantagens pessoais.
Para averiguar a compra de votos, o MPE ouviu os eleitores da lista
apreendida, e estes confirmaram o recebimento de materiais de construção e as
promessas que seriam atendidas após a votação.
Ao deporem na sede do Ministério Público, a maioria dos eleitores foi
acompanhada de um advogado da Prefeitura de Maranhãozinho, constrangendo-os nos
depoimentos. Duas testemunhas negaram, na presença do promotor eleitoral, que
tivessem contratado o advogado.
O MPE também comprovou que a Casa Rodrigues, de propriedade de Claudenir
Sousa Rodrigues, foi fornecedora de materiais de construção para a Prefeitura
de Maranhãozinho, em todas as gestões de Josimar Rodrigues. Ele foi prefeito
por três vezes.

Além da decretação de inelegibilidade, a promotora de justiça Laura
Amélia Barbosa, atual titular da Comarca de Governador Nunes Freire, da qual
Maranhãozinho é termo judiciário, também pediu ao Poder Judiciário a condenação
do ex-prefeito por abuso de poder econômico e político.

Vice-Prefeita Se Solidariza com Pedreirenses Sobre os Acontecimentos na Política Local

Fátima Vieira – Vice-Prefeita de Pedreiras
CARTA ABERTA AO POVO DE PEDREIRAS
Pautada
na certeza de que Nosso Senhor é sabedor de todas as coisas e por carregar a
convicção de que a justiça dos homens também será feita, venho a público
prestar a minha solidariedade aos irmãos pedreirenses e em especial aos
cidadãos que estão sendo vítimas de uma campanha midiática caluniosa e difamatória,
em que as questões políticas são deixadas de lado e voltadas ao perigoso e
assustador caminho das questões pessoais.
Muito me
preocupa o desfecho de todas essas barbaridades que estão sendo publicadas nas
redes sociais, no afã único e exclusivo de difamar, denegrir, manchar a
honra e a imagem das pessoas envolvidas diretamente no processo que poderá
culminar no afastamento do prefeito do nosso município.
As
agressões direcionadas a pessoas próximas a mim têm sido constantes. E me sinto
impotente ao presenciar a dor, o sofrimento e o mesmo sentimento de impotência
das vítimas desses ataques covardes, nos quais o anonimato tem dado a esses
criminosos a sensação de impunidade.
Tenho
acompanhado as notícias e tenho visto a total falta de limites e atitudes cada
vez mais abomináveis acontecerem. Nem mesmo as autoridades do Poder Judiciário
e do Ministério Público estão sendo poupadas e também são alvos do
desequilíbrio de pessoas sórdidas, que acuadas e desesperadas têm forjado
situações para desqualificar o judiciário na tentativa de prejudicar um
processo legitimo e com robustas provas de corrupção que envolve a atual
administração do município.
Confio
plenamente em nosso judiciário, nos homens e mulheres de bem que enfrentam
diariamente as mais complexas adversidades no único intuito de combater o crime
e as injustiças.
Compreendo
a ansiedade dos insatisfeitos com a péssima situação administrativa que passa
nosso município, no entanto, não podemos desistir e muito menos nos acovardar
diante dos obstáculos impostos no decorrer dessa caminhada.  Temos
que agir com equilíbrio, discernimento e muita cautela. Como já falei, as
pessoas que orquestram esses ataques covardes desconhecem o significado das
palavras respeito e dignidade e também não temem a Justiça.
Sei que
não é fácil para o judiciário tomar qualquer decisão que vá de encontro ao que
foi definido em uma eleição democrática, em que a maioria da população optou
por um determinado representante, como também sei que a Justiça para ser bem feita
precisa juntar elementos para que em sua decisão final não venha a ocorrer a
tão combatida e indesejada injustiça. Isso requer tempo!
Rogo a
Deus que esse processo chegue logo ao fim, pois também será o fim das práticas
covardes sofridas por nós e assistidas com perplexidade pelo nosso povo.
Pedreiras
é maior e bem mais forte do que isso tudo! 

Fátima
Vieira – Vice-Prefeita de Pedreiras

Ex-prefeito de Trizidela do Vale é condenado por improbidade administrativa

Tribunal de Justiça do Maranhão
Jânio de Sousa Freitas, ex-prefeito de Trizidela do Vale, foi condenado por improbidade administrativa pelos desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), que acataram recurso do Ministério Público do Maranhão (MPMA) e reformaram sentença da comarca de Pedreiras.

Com a decisão, Jânio de Sousa Freitas pagará multa civil de cinco vezes a remuneração que recebia no cargo de prefeito e terá suspensos os direitos políticos pelo prazo de cinco anos, ficando proibido de contratar com o poder público pelo mesmo período. A decisão prevê ainda a perda da função pública, caso ainda detenha.

A ação civil pública por improbidade original foi proposta pelo Ministério Público e julgada improcedente pelo juízo de Pedreiras, o que motivou recurso do MPMA junto ao TJMA. O órgão ministerial alegou que o ex-gestor desrespeitou normas da Lei de Improbidade e da Lei de Responsabilidade Fiscal, ao não disponibilizar à Câmara de Vereadores as contas do Município referentes aos exercícios de 2005, 2006 e 2007.

O relator do processo, desembargador José de Ribamar Castro, destacou a obrigatoriedade dos gestores públicos de prestarem contas dos recursos recebidos e despendidos durante seus mandatos, ainda que de forma não concomitante, justificando o regular emprego aos órgãos competentes, de forma a obedecer aos princípios da legalidade, moralidade e eficiência, entre outros.

Para o magistrado, a omissão na prestação de contas inviabiliza a necessária fiscalização dos gastos públicos, fato que ficou demonstrado no processo, atentando contra os princípios da administração pública e constituindo ato de improbidade.

“Mesmo tendo conhecimento da sua obrigação de prestar contas de sua gestão, o requerido deixou de cumprir por várias vezes seguidamente, o que caracteriza no mínimo uma omissão dolosa”, observou. (Processo nº 009968/2015)
Juliana Mendes
Assessoria de Comunicação do TJMA
(98) 3198.4370

Casamento Comunitário em Pedreiras

A juíza da terceira Vara da Comarca de Pedreiras, Dra. Larissa Rodrigues Tupinambá Castro,  teve o trabalho triplicado nesta quinta-feira (23/07). Primeiro, pela manhã, ela participou da cerimônia de casamento na cidade de Lima Campos, à tarde, comandou o casamento em Trizidela do Vale, e a noite, completou o compromisso em Pedreiras, onde realizou o casamento comunitário de 99 (noventa e nove) casais.

Juízas: Larissa, Ana Gabriela e Karine Pereira/Juiz Cristóvão

 

Assim como nos dois municípios, Lima Campos e Trizidela do Vale, a juíza contou com a participação das juízas: Ana Gabriela Costa Everton e Karine Pereira Reis, da comarca de Santa Inês. Os juízes: Marco Adriano Fonseca e Cristóvão Sousa Barros (convidado especial). Também estiveram presentes: o Deputado Estadual Vinícius Louro, o tabelião do cartório 2º ofício Hermes Nunes, Rejane Freire (Secretária de Assistência Social),  Márcia Krause (Sec. de Finanças), Vereador Filemon Neto, Paulo Rogério (Sec. de Saúde), Patrício Oliveira (Sec. de Administração), Padre José Geraldo, os Pastores Augusto Cruz e Neto, o Prefeito de Pedreiras, Totonho Chicote e a primeira dama Íris Chicote.

Íris Nascimento e Totonho Chicote (Prefeito de Pedreiras)

Os noivos entraram no salão ao som da Marcha Nupcial, com direito a chuva de papel picotado brilhoso e muitos flash.

Pr. Augusto/Pr. Neto/Pe. José Geraldo

Antes de iniciar os casamentos, o Padre José Geraldo e os Pastores Augusto e Neto, realizaram a solenidade da bênção ecumênica. Depois a Juíza Larissa Rodrigues deixou sua mensagem a todos os casais, desejando muitas felicidades.

Foram chamados à frente dois casais, o mais novo e o mais velho. Erílson de Sousa dos Santos, 27 anos e Milena Rafaela Bezerra, 17 anos. O senhor Aloísio do Vale de 74 anos, e Raimunda Campos, de 60 anos.

A cerimônia se concretizou com a realização dos casamentos e entrega das certidões. 

Identificado o Autor das Postagens e Panfletos Contra a Promotora de Justiça Sandra Pontes

Sandra Pontes – Promotora de Justiça de Pedreiras 
Não sou capaz de cometer tais crimes. Já está tudo nas mãos da polícia. Foi instaurado um inquérito
policial, e o autor de todas essas acusações contra mim, já foi identificado
”.

Essas foram as palavras
da Promotora de Justiça Sandra Soares de Pontes, se referindo aos panfletos
distribuídos na cidade e alguns prints de suposta conversa da Promotora com o
médico Allan Roberto, publicados em grupos de WhatsAap.

Casamento Comunitário em Trizidela do Vale

O casamento Comunitário é realizado pela 3ª Vara da Comarca de Pedreiras, em parceria com as prefeituras Municipais através das secretarias de assistências sociais.
Em Trizidela do Vale, a cerimônia aconteceu ontem (23/07), no auditório Dr. Kleber Carvalho Branco. Sessenta e oito (68) casais disseram “Sim”, nas presenças das autoridade que participaram do evento: As juízas Dra. Larissa Tupinabá, Ana Grabriela, Karine Pereira Reis, da vara da família de Santa Inês. Os juízes: Marco Adriano e Cristóvão de Sousa Barros, Deputado Estadual Vinícius Louro, Pastor Samuel, Frei William, Vereador José Sinval, representando a Câmara, escrivão Frederico Luciano, a Secretária de Assistência Social, Lígia Veras, o Prefeito Fred Maia e a primeira Dama, Vanessa Maia.
Noivos e convidados

Como em toda tradicional festa de casamento não faltou bolo, champanhe e coroas para as noivas. 

Dra. Larissa Fred Maia e Vanessa Maia



Foram contemplados com presentes os casais mais jovem e mais experientes: Eduardo Mathias da Silva e Silva (18 anos) e Tainara Gabriela de Paiva (16 anos); Paulo Leocádio dos Santos (84 anos) e Maria Ana de Jesus de (60 anos).
Quatro casais foram convidados representando os demais noivos e receberam a certidão de casamento em frente a mesa das autoridades, depois, os juízes continuaram com a cerimônia no salão.