Trizidela do Vale: Jovem foi assassinado a golpes de faca

Ronaldo Leite dos Santos – Vítima/Foto: Reprodução da Identidade

As informações repassadas ao Blog, pelo Delegado titular de Trizidela do Vale, Dr.Márcio Mendes, o crime teria acontecido na noite de ontem (07), por volta de 21h, a vítima, Ronaldo Leite dos Santos, 21 anos, estava na casa do autor quando foi atingido por três golpes de faca. Ainda é desconhecido o motivo do crime.

Após receber as facadas, Ronaldo correu na tentativa de fugir, mas foi perseguido por Vicente até a ponte entre Pedreiras e Trizidela, onde caiu. Vicente fugiu em seguida e Ronaldo foi levado ao hospital de Trizidela do Vale e em seguida encaminhado para o Hospital de Peritoró, onde veio a falecer em decorrência dos golpes sofridos.

O autor do assassinato, segundo a Polícia Civil,  é Francisco Vicente, o mesmo que também matou o Zé de Biné, na época, ainda adolescente, ele teria confessado o crime, motivado por uma dívida de vinte reais. Francisco Vicente foi apreendido e internado provisoriamente no Instituto Canaã, onde passou 45 dias.

O suspeito continua foragido.

Pedreiras: Secretaria da Mulher realizou Seminário sobre os 12 anos da Lei Maria da Penha

Seminário sobre os 12 anos da Lei Maria da Penha/Foto: Sandro Vagner

No dia que foi comemorado os 12 anos da Leia Maria da Penha, a Secretaria de Políticas Para as Mulheres, do Município de Pedreiras, realizou um seminário no auditório do IEMA, que contou com a participação de diversos convidados, incluindo autoridades e representantes da sociedade de Pedreiras e de Trizidela do Vale.

A coordenação apresentou dois vídeos de violência contra a mulher, um, sobre a morte da advogada Tatiane Spitzner, onde Luís Felipe Manvailer, é acusado de feminicídio (homicídio em razão da condição de sexo feminino da vítima), que ocorreu no dia 22 de julho, em Guarapuava, Curitiba. Antes da morte dela, Luís Felipe cometeu uma série de agressões físicas, caso que continua com grande repercussão em todo o Brasil. O outro, foi local, quando um homem após matar um mototaxista em Pedreiras, sequestrou a namorada, e após algumas horas de negociação com a Policia, ele acabou matando a mulher, e cometeu suicídio em seguida.

Foto: Sandro Vagner

Para explanar sobre a Lei Maria da Penha, foi convidado o Delegado Regional de Policia Civil, Diego Maciel Ferreira, que através de um slides, explicou passo a passo os artigos da Lei Maria da Penha, 11.340 de 7 de agosto de 2006. Durante a palestra, o Delegado tirou algumas dúvidas e ressaltou a importância da denúncia contra a violência doméstica, que pode, sim, evitar uma morte.

Diego Maciel – Delegado Regional de Pedreiras (Palestrante)/Foto: Sandro Vagner

Foi um momento ímpar. A Lei Maria da Penha é uma ação afirmativa que deve ser divulgada de forma reiterada, haja vista que muitas vítimas sofrem de forma calada, e, sem dúvida alguma, é essencial que essa informação chegue para todos, no sentido de que, a Polícia Civil do Estado do Maranhão tome conhecimento de mais fatos, e com isso, consiga investigar, para que os agressores seja devidamente punidos.” Ressaltou o Delegado.

Foto: Sandro Vagner

Ao final, foi apresentada a equipe que trabalha no dia a dia com as mulheres em Pedreiras, Ruth Barreto – Nutricionista e elaboração dos projetos; Gessyca Saturnino – Psicóloga; Jessica Curvina – Advogada, Tamara Saturnino, Manoel Silva e Elisangela Calheiro – Administrativos; Antônio Carlos – Motorista. Jane Glêb, Secretária da Mulher, não pode participar devido a recuperação de uma cirurgia, mas os demais integrantes estiveram presentes e agradeceram a participação de todos que fizeram parte desse momento marcante, que serviu de alerta sobre as formas de comportamento da população em prol da defesa das vítimas de violência.

Foto: Sandro Vagner

Clique no link abaixo e conheça a Lei Maria da Penha.

Clique Aqui

Brasil: Liberação de saques do PIS/Pasep começa hoje para todas as idades

Os pagamentos do Fundo PIS/Pasep voltam a ser realizados aos cotistas a partir de hoje (8). No total, cerca de 23,8 milhões de pessoas de todas as idades, que trabalharam com carteira assinada entre 1971 e 1988, têm direito a acessar os recursos até 28 de setembro, quando se encerra a janela do novo cronograma permitido pela legislação.

Após essa data, o benefício volta a ser concedido exclusivamente ao público habitual, formado por cotistas maiores de 60 anos, aposentados, pessoas em situação de invalidez (inclusive seus dependentes) ou acometidas por enfermidades específicas, participantes do Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) e herdeiros de cotistas falecidos. O benefício tem potencial para injetar R$ 35,7 bilhões na economia do país, considerando o rendimento de 8,97% do último exercício anual do Fundo. 

Os cotistas que tiverem conta corrente na Caixa Econômica Federal (PIS) ou no Banco do Brasil (Pasep) e que estiverem com o cadastro do Fundo atualizado receberão o depósito automaticamente, sem necessidade de se dirigir às agências. De acordo com o cronograma vigente, Caixa e Banco do Brasil começarão a efetuar os depósitos automáticos a partir de amanhã. Devido à compensação noturna, os correntistas desses bancos poderão verificar os valores em suas contas no dia seguinte (9). Somente esse público soma cerca de 6,3 milhões de pessoas e garante a injeção direta de R$ 5,5 bilhões na economia.

Saque nas agências

A partir do dia 14 deste mês, o saque estará liberado para todos os cotistas, bastando que se dirijam às agências bancárias da Caixa (trabalhadores que atuaram na iniciativa privada) ou do Banco do Brasil (trabalhadores que atuaram no serviço público). São cerca de 17,5 milhões de pessoas que poderão sacar entre 14 de agosto e 28 de setembro. Para isso, basta levar ao banco um documento de identificação ou o número de registro do PIS/Pasep, consultando na hora o valor que tem direito de sacar.

Os dois bancos – Caixa e BB –  também oferecem essas consultas por meio de suas páginas na internet. “É importante frisar que, dos 23,8 milhões de cotistas com direito ao benefício, cerca de 15 milhões têm são pessoas com menos de 60 anos, as quais, a partir de 29 de setembro, não terão mais direito de resgatar os recursos, de acordo com a Lei 13.677/2018. Daí a importância de todos os trabalhadores que atuaram naqueles anos buscarem informação sobre os seus saldos disponíveis”, informou o Ministério do Planejamento, em nota. 

Desde o início do processo de flexibilização dos saques do fundo PIS/Pasep, em 2017, até junho de 2018, cerca de 4,8 milhões de cotistas já realizaram seus saques, totalizando R$ 6,6 bilhões pagos aos beneficiários.

Quem tem direito

Têm direito ao saque servidores públicos e pessoas que trabalharam com carteira assinada de 1971, quando o PIS/Pasep foi criado, até 1988. Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Desde a criação do PIS/Pasep, em 1971, o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completasse 70 anos, se aposentasse, tivesse doença grave ou invalidez ou fosse herdeiro de titular da conta. No segundo semestre do ano passado, o governo já tinha enviado ao Congresso duas medidas provisórias (MPs) reduzindo a 60 anos a idade para saque, sem alterar as demais hipóteses de acesso aos recursos. O Projeto de Lei de Conversão 8/2018, decorrente da MP 813/2017, que permitiu os saques, foi aprovado pelo Senado no dia 28 de maio e sancionado pelos presidente Michel Temer em junho, quando a flexibilização do saque passou a valer na prática.

fonte: agenciabrasil.com.br

Poção de Pedras: Polícia Civil prende suspeitos de assalto ao ônibus da Sideral

Fotos: Polícia Civil de Poção de Pedras – MA

Ontem (07) a Polícia Civil do Maranhão, por meio da delegacia de Poção de Pedras, deu cumprimento aos mandados de prisão de Francisco Pinto de Mesquita Silva e Jonas da Silva Santos, ambos condenado por roubo ao ônibus da empresa Sideral no dia 26 de outubro de 2017.

Relembre o caso

Clique Aqui

Pensão alimentícia

Ainda ontem, segundo informou o Delegado Dr. Périkles, a Polícia Civil de Poção de Pedras deu cumprimento a um mandado de prisão em virtude de dívida de pensão alimentícia.

Peritoró: Mulher foi presa com 450 gramas de substância semelhante à maconha

Cheila – Suspeita/Foto: Polícia Civil de Peritoró – MA

A Polícia Civil e a Polícia Militar de Peritoró prenderam em flagrante, por volta das 11:00h, desta terça-feira (07) CHEILA DE OLIVEIRA DA SILVA pelo crime de tráfico de drogas. Foram encontrados em sua residência 142 invólucros e uma barra bruta da substância entorpecente vulgarmente conhecida por maconha, totalizando 435 gramas da referida substância.

Segundo informações do Delegado de Polícia Civil de Peritoró, Dr. Fábio Cordeiro, foram encontrados, também, petrechos para embalagem e comercialização da droga e R$ 34,00 (trinta e quatro) reais em dinheiro trocado.

Foto: Polícia Civil de Peritoró – MA

A autuada será transferida para a Penitenciária Feminina de Pedrinhas, na capital do estado, onde ficará à disposição do Juízo da Comarca de Coroatá-MA.

fonte: Polícia Civil de Peritoró

Paraná: Ministério Público denuncia por feminicídio acusado de matar a mulher

Luis Felipe Manvailer e Tatiane Spitzner – Reprodução do Facebook

Curitiba – O Ministério Público do Paraná denunciou nesta segunda-feira Luís Felipe Manvailer, acusado de feminicídio (homicídio em razão da condição de sexo feminino da vítima). O crime, de homicídio qualificado, ocorreu no dia 22 de julho, em Guarapuava, e teve grande repercussão, sobretudo após a divulgação de imagens que mostram o biólogo, que era marido da advogada Tatiane Spitzner, cometendo uma série de agressões antes da morte dela, em Guarapuava.

Além do feminicídio, foram apresentadas como qualificadoras do homicídio: motivo fútil, morte mediante asfixia e uso de meio que dificultou a defesa da vítima. O homem também foi denunciado pela prática dos crimes de cárcere privado (por ter impedido a saída da esposa do apartamento) e fraude processual (por ter removido o corpo da vítima do local da queda e limpeza do sangue deixado no elevador).

Segundo as investigações do Ministério Público do Paraná, no dia 22 de julho, após uma discussão quando retornavam de uma casa noturna, o denunciado passou a agredir a vítima, tendo, ao final das discussões, lançado-a da sacada do apartamento onde residiam, no 4º andar. Consta da denúncia que, durante as agressões, o acusado “produziu lesões compatíveis com esganadura (…) praticando tal delito mediante asfixia”.

O Ministério Público também requereu que seja mantida a prisão preventiva do denunciado. Ele está preso desde o dia 22 de julho, quando foi detido ao tentar fugir do país após cometer o crime, tendo sido encontrado em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava.

fonte: odia.ig.com.br

Pedreiras: Várias autoridades prestigiaram a Sessão Solene na Câmara de Vereadores

Vereador Aristóteles Sampaio, Vereadora Ceiça, Vereador Bruno Curvina, Vereador Didi Motos e o Prefeito Antônio França/Foto: Sandro Vagner

A noite desta segunda-feira (06), na Câmara Municipal de Vereadores de Pedreiras, foi marcada com a realização da sessão solene. Com ausência apenas do vereador Filemon Neto, que continua em tratamento de saúde, os demais edis retornaram do recesso parlamentar. Todos os vereadores decidiram, que a sessão ordinária, devido o pequeno número de requerimentos, ficasse para a próxima semana.

Capitão Machado (Corpo de Bombeiros de Trizidela do Vale); Major Ricardo (Comandante do 19º BPM-Pedreiras) e Capitão PM Euclides (Força Tática)/Foto: Sandro Vagner

Várias autoridades participaram do momento cívico. Estiveram presentes o comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar, Major Ricardo, Capitão Euclides (Força Tática); Capitão Machado (Corpo de Bombeiros), Secretária de Administração, Socorro Rios; secretária de Assistência Social, Irmã Zenite, e o prefeito de Pedreiras, Antônio França.

Antônio França – Prefeito de Pedreiras/Foto: Sandro Vagner

Tenho certeza, que essa casa pode contribuir com a gestão. Quero parabenizar cada um deles, inclusive, o vereador Robson Rios, que hoje, colocou aqui seu nome como pré-candidato a deputado estadual. Sabemos que campanha já é difícil, e uma campanha a cada dois anos, é mais difícil, ainda. Que Deus o abençoe.” Disse o Prefeito de Pedreiras, Antônio França.

Foto: Sandro Vagner

Parte  dos parlamentares se manifestou sobre o retorno àquela casa. Alguns aproveitaram a presença do chefe do poder Executivo, para lhe desejar uma boa administração.

Zezinho do Amor – Vereador/Foto: Sandro Vagner

O vereador Zezinho do Amor, que estava comemorando a passagem de seu aniversário, agradeceu a todos pelas felicitações. Desejou sucesso ao companheiro, vereador Robson Rios, na sua caminhada, onde o mesmo almeja uma cadeira no legislativo maranhense. 

Foto: Sandro Vagner

Na galeira, mais uma vez, o número de expectadores foi considerado pequeno.

As sessões na Câmara de Pedreiras acontecem todas as segundas-feiras, a partir das 19:30h.

Brasil: Defesa de Lula desiste de pedido de liberdade no STF

Luis Inácio Lula da Silva – Ex-presidente do Brasil

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou hoje (6) desistência do recurso no qual pedia que ele aguarde em liberdade o julgamento de recursos contra sua condenação na Operação Lava Jato. O caso poderia ser julgado nesta semana pela Corte.

Na petição, a defesa alegou que pediu que somente a suspensão da condenação fosse julgada, e não a questão sobre a inelegibilidade de Lula. A desistência precisa ser homologada pelo relator, ministro Edson Fachin.

Desde junho, quando entrou com recurso na Segunda Turma da Corte, a defesa de Lula pretende que a Corte julgue somente a concessão de liberdade e tenta evitar que o plenário analise a questão da inelegibilidade para as eleições de outubro deste ano porque o ex-presidente ainda pode ser beneficiado por uma liminar e disputar as eleições caso tenha a candidatura barrada. 

Com a confirmação da condenação na Lava Jato a 12 anos de prisão pela segunda instância da Justiça Federal, o ex-presidente pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados pelos órgãos colegiados da Justiça. 

Recurso 

No dia 22 de junho, Fachin enviou pedido de liberdade do ex-presidente para julgamento pelo plenário, e não na turma, como queria a defesa. Ao justificar o envio, Fachin disse que a questão deve ser tratada pela Corte por passar pela análise do trecho da Lei da Ficha Limpa, que prevê a suspensão da inelegibilidade “sempre que existir plausibilidade da pretensão recursal”.

No entanto, a defesa de Lula recorreu e afirmou que a análise da questão não foi solicitada. “O embargante requereu exclusivamente a suspensão dos efeitos dos acórdãos proferidos pelo Tribunal de Apelação para restabelecer sua liberdade plena. A petição inicial, nesse sentido, é de hialina [límpida] clareza ao requerer o efeito suspensivo para impedir a ‘execução provisória da pena até o julgamento final do caso pelo Supremo Tribunal Federal’”, sustentou a defesa.

fonte: agenciabrasil.com.br

Eleições 2018: ‘Novela dos vices’ terminou com alianças de última hora

Lideranças do PT e do PCdoB anunciam coligação para a Presidência da República nas eleições de 2018 – 06/08/2018 (Guilherme Venaglia/VEJA.com)

Eram 23h54 de domingo (5) quando tocou o telefone no diretório nacional do PT, em São Paulo. Do outro lado da linha, representantes do PCdoB afirmavam que o partido tinha aceito a proposta petista e estava informando a Justiça Eleitoral da retirada da candidatura de Manuela D’Ávila, para a formalização de uma coligação com o PT, o Pros e o PCO em torno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A pressa dos petistas para fazer o mesmo e incluir o PCdoB nas suas deliberações tinha uma razão de ser: técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entenderam durante a última semana que à 0h desta segunda-feira — após o período de convenções, portanto — não seria mais possível indicar vices nem incluir coligações.

Resolvidos os trâmites burocráticos, dirigentes das legendas fizeram um anúncio conjunto. A candidata a vice do PT será Manuela, mas, até que a situação jurídica do ex-presidente esteja “regularizada”, o nome que será registrado é o do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. O discurso é que, escalado como “representante” de Lula, Haddad precisará estar registrado como vice para ter a legitimidade de falar em nome da candidatura.

Na prática, a escolha de “dois vices” é a preparação para um anúncio que deve vir no próximo mês, quando a candidatura de Lula provavelmente será barrada na Justiça Eleitoral, uma vez que ele foi condenado em segunda instância e, portanto, se enquadra na Lei da Ficha Limpa. Nesse momento, o PT deve promover Haddad para a cabeça de chapa e incluir Manuela como sua candidata a vice-presidente.

O anúncio dos petistas encerra a longa novela que marcou a escolha dos vices nas chapas presidenciais de 2018. Além de Haddad/Manuela com Lula, foram conhecidos neste domingo os companheiros de chapa de Ciro Gomes (PDT), Henrique Meirelles (MDB) e Jair Bolsonaro (PSL), que serão, respectivamente, a senadora Kátia Abreu (PDT), o ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto (MDB) e o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB).

A escolha não representou, para Ciro e Meirelles, a aquisição de uma nova aliança. Como ambos são de partidos tradicionais e fecharam apenas coligação com legendas muito menores (Ciro com o Avante; Meirelles com o PHS), a escolha de soluções caseiras se tornou natural. O PDT ainda tinha esperança de romper a neutralidade do PSB, mas, diante da impossibilidade desse acerto, optou pelo nome de Kátia, ex-ministra da Agricultura no governo de Dilma Rousseff (PT).

Já Meirelles e o MDB, antes de buscarem Rigotto, sondaram a ex-prefeita e senadora Marta Suplicy sobre a possibilidade. Na sexta, Marta anunciou que não disputaria a eleição para nenhum cargo neste ano e que estava se desfiliando do MDB. Com a recusa, o nome do ex-governador surgiu como alternativa para a candidatura do partido.

Além do PDT e do MDB, dois nanicos anunciaram no final de semana chapas puras: o Patriota lançou como candidato à Presidência o deputado federal pelo RJ Cabo Daciolo (cuja vice será a pedagoga Suelene Balduino); o PPL vai para a disputa presidencial com João Goulart Filho como cabeça-de-chapa e o professor Léo Alves de vice.

fonte: abril.com.br

Brasil: Saiba quem são os candidatos a presidente nas eleições 2018

Com a convenção do PPL, que lançou, neste domingo (5), João Goulart Filho como candidato à Presidência da República, 14 candidatos foram escolhidos pelas legendas para concorrer ao cargo de presidente da República. Segundo a legislação eleitoral, as chapas completas com os candidatos, vices, alianças ou coligações têm de ser oficializadas até amanhã (6).

Veja quem são os candidatos a presidente: 

Álvaro Dias (Podemos) 

O senador Álvaro Dias foi escolhido pelos convencionais do Podemos para ser candidato à Presidência da República. A candidatura do parlamentar pelo Paraná foi oficializada em Curitiba, durante convenção nacional do partido. Na primeira fala como candidato, Álvaro Dias anunciou que, se eleito, vai convidar o juiz federal Sérgio Moro para ser ministro da Justiça, e repetiu a promessa de “refundar a República”.

Ele vai compor a chapa com o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, cujo partido, o PSC, havia decidido lançar candidatura própria à Presidência, mas desistiu em favor de uma aliança com o Podemos. Além do PSC, fazem parte da coligação até agora os partidos PTC e PRP.

Podemos confirma Álvaro Dias (de camisa azul) como candidato a presidente da República – Podemos/Direitos reservados

Cabo Daciolo (Patriota)

A convenção nacional do Patriota oficializou a candidatura do deputado federal Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, o Cabo Daciolo. O evento ocorreu no município de Barrinha, no interior de São Paulo. O candidato foi escolhido por unanimidade. A candidata a vice é Suelene Balduino Nascimento, do mesmo partido. Ela é pedagoga com 23 anos de experiência e atua na rede pública de ensino do Distrito Federal.

Daciolo defende mais investimentos em educação e segurança por considerar áreas essenciais para o crescimento do país. Em discurso durante a convenção, Daciolo se posicionou contrário à legalização do aborto e à ideologia de gênero. 

Cabo Daciolo é confirmado como candidato do Patriota nas eleições 2018 – Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Ciro Gomes (PDT)

O PDT confirmou no dia 20 de julho a candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido.

Esta é a terceira vez que Ciro Gomes será candidato à Presidência da República: em 1998 e 2002, ele concorreu pelo PPS. Natural de Pindamonhangaba (SP), construiu sua carreira política no Ceará, onde foi prefeito de Fortaleza, eleito em 1988, e governador do estado, eleito em 1990. Renunciou ao cargo de governador, em 1994, para assumir o Ministério da Fazenda, no governo Itamar Franco (1992-1994), por indicação do PSDB, seu partido na época. Ciro Gomes foi ministro da Integração Nacional de 2003 a 2006, no governo do ex-presidente Lula. Tem 60 anos e quatro filhos.

PDT confirma Ciro Gomes como candidato à Presidência da República em convenção nacional – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Geraldo Alckmin (PSDB)

Em convenção nacional realizada na capital federal, o PSDB confirmou, nesse sábado (4), a candidatura do presidente do partido e ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, à Presidência da República nas eleições de outubro. Dos 290 votantes, 288 aprovaram a candidatura de Alckmin. Houve um voto contra e uma abstenção. A senadora Ana Amélia (PP-RS) é a vice na chapa.

No primeiro discurso como candidato, Alckmin disse que quer ser presidente para unir o país e recuperar a “dignidade roubada” dos brasileiros. Ele defendeu a reforma política, a diminuição do tamanho do Estado e a simplificação tributária para destravar a economia.

Convenção Nacional do PSDB, em Brasília, lança Geraldo Alckmin como seu candidato à Presidência da República – José Cruz/Agência Brasil

Guilherme Boulos (PSOL)

O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores SemTeto (MTST), Guilherme Boulos, foi lançado no dia 21 de julho como candidato à Presidência da República pelo PSOL, na convenção nacional em São Paulo. Também foi homologado o nome de Sônia Guajajara, representante do povo indígena, para vice-presidente. 

Boulos destacou que irá defender temas que pertencem aos princípios do partido, como o direito ao aborto e à desmilitarização da polícia. 

O PSOL confirmou a candidatura de Guilherme Boulos à Presidência da República – Rovena Rosa/Agência Brasil

Henrique Meirelles (MDB)

O MDB confirmou, no dia 2 de agosto, o nome de Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda, como candidato à Presidência da República. O partido informou que Germano Rigotto, ex-governador do Rio Grande do Sul, será o vice na chapa.

Henrique Meirelles destacou como prioridades investimentos em infraestrutura, para diminuir as distâncias no país, além de saúde e segurança pública. O presidenciável também prometeu reforçar o Bolsa Família. Para gerar empregos, Meirelles disse que pretende resgatar a política econômica, atrair investimentos e fazer as reformas para que o país cresça 4% ao ano. 

Convenção Nacional do MDB confirmou candidatura de Henrique Meirelles – Antonio Cruz/Agência Brasil

Jair Bolsonaro (PSL)

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), 63 anos, foi confirmado, no dia 22 de julho, como o candidato à Presidência da República nas eleições deste ano pelo PSL. O vice é o general Hamilton Mourão, do PRTB.

Na convenção, Bolsonaro adiantou que, se eleito, quer excluir o ministério das Cidades e fundir pastas como Fazenda e Planejamento, assim como Agricultura e Meio Ambiente. O candidato prometeu ainda privatizar estatais. 

PSL lança candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República – Fernando Frazão/Agência Brasil

João Amoêdo (Partido Novo)

João Dionisio Amoêdo foi oficializado candidato à Presidência da República pelo Partido Novo durante convenção na capital paulista, no dia 4 de agosto. O cientista político Christian Lohbauer foi escolhido como candidato à vice-presidente. Entre as principais propostas de Amoêdo estão equilibrar as contas públicas, acabar com privilégios de determinadas categorias profissionais, melhorar a educação básica e atuar fortemente na segurança. O presidenciável também é favorável à revisão do Estatuto do Desarmamento.

João Amoêdo disse que quer levar renovação à política e mudar o Brasil. O presidenciável defendeu a privatização de empresas estatais.

Partido Novo confirma João Amoêdo como candidato a presidente – Rovena Rosa/Agência Brasil

João Goulart Filho (PPL)

O PPL lançou, no dia 5 de agosto, João Goulart Filho como candidato à Presidência da República. Ele é filho do ex-presidente João Goulart, o Jango, que teve mandato presidencial, de 1961 a 1964, interrompido pela ditadura militar. É a primeira vez que João Goulart Filho concorre ao cargo. 

O candidato a vice é Léo Alves, professor da Universidade Católica de Brasília. Algumas propostas do candidato são a redução drástica dos juros da dívida pública para dar condições ao Estado de investir no desenvolvimento social, o resgate da soberania, o controle das remessas de lucros das empresas estrangeiras e a revisão do conceito de segurança nacional.

João Goulart Filho concorrerá a presidente pelo PPL – PPL/Direitos reservados

José Maria Eymael (DC)

O partido Democracia Cristã (DC) confirmou, no dia 28 de julho, durante convenção na capital paulista, a candidatura de José Maria Eymael à Presidência da República, nas eleições de outubro, e do pastor da Assembleia de Deus Helvio Costa como vice-presidente.

Na área econômica, as diretrizes gerais de governo do DC incluem política macroeconômica orientada para diminuição do custo do crédito ao setor produtivo, apoio e incentivo ao turismo e a valorização do agronegócio com ações de governo específicas, que ainda não foram divulgadas, e apoio aos pequenos e médios produtores rurais.

Convenção Nacionald do DC lançou Eymael como seu nome para a disputa pela Presidência da República – Bruno Murashima/DC/Direitos Reservados

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

A convenção nacional do PT escolheu, por aclamação, no dia 4 de agosto, o nome de Luiz Inácio Lula da Silva para ser o candidato à Presidência da República. O encontro também homologou o apoio do PCO e do PROS à candidatura do PT.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso em Curitiba, desde 7 de abril, após ter sido condenado em segunda instância no caso do triplex de Guarujá. O ator Sérgio Mamberti leu, na convenção, uma carta escrita por Lula, onde ele afirmou que “querem fazer uma eleição presidencial de cartas marcadas, excluindo o nome que está à frente na preferência popular em todas as pesquisas”.

Convenção nacional do PT escolheu Lula para candidato a presidente – Rovena Rosa/Agência Brasil

Manuela D’ Ávila (PCdoB)

A deputada estadual Manuela D’Ávila foi confirmada pelo PCdoB, no dia 1º de agosto, como candidata do partido à Presidência da República. 

Depois de ter a candidatura lançada com apoio unânime dos delegados do partido, Manuela D’Ávila apresentou bandeiras como a da reforma da segurança pública, a justiça tributária, o combate às grandes corporações e a revogação da reforma trabalhista e da emenda constitucional que estabeleceu um teto para os gastos públicos por 20 anos. Ela criticou o “desemprego recorde”, a queda da massa salarial e a evasão de jovens de universidades e escolas técnicas.

Manuela D’Ávila é a candidata pelo PCdoB – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Marina Silva (Rede)

A primeira convenção nacional da Rede Sustentabilidade confirmou, por aclamação, no dia 4 de agosto, o nome Marina Silva como candidata da sigla à Presidência da República. O candidato à vice na chapa, o médico sanitarista, Eduardo Jorge, do Partido Verde (PV), também foi apresentado oficialmente no encontro. 

A presidenciável prometeu uma campanha limpa, sem notícias falsas e sem destruir biografias. Se comprometeu com as reformas da Previdência, tributária e política, que acabe com a reeleição e incentive candidaturas independentes. Se eleita, Marina também disse que pretende fazer uma revisão dos “pontos draconianos” da reforma trabalhista que, segundo ela, seriam feitas a partir de um diálogo com o Congresso.

Marina Silva é confirmada candidata a presidente pela Rede – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Vera Lúcia (PSTU)

Em convenção nacional, o PSTU oficializou, no dia 20 de julho, a candidatura de Vera Lúcia à Presidência da República e de Hertz Dias como vice na chapa. A escolha foi feita por aclamação pelos filiados ao partido presentes na quadra do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, na zona leste da capital paulista.

De acordo com Vera Lúcia, o plano de governo prevê reforma agrária, redução da jornada de trabalho sem redução de salário e um plano de obras públicas para atender as necessidades da classe trabalhadora. 

O PSTU decidiu que não fará nenhuma coligação para a disputa presidencial, nem alianças nas eleições estaduais.

Vera Lúcia é a candidata do PSTU – Romerito Pontes/Direitos Reservados

fonte: agenciabrasil.com.br