Dia da Bíblia foi comemorado em Pedreiras

Carreata. Dia da Bíblia em Pedreiras/Fotos: Sandro Vagner

Pedreiras e Trizidela do Vale foram tomadas por uma carreata, realizada pelos evangélicos, em homenagem ao dia da Bíblia, o Livro Sagrada, que consta os ensinamentos de Deus, narrados pelos evangelistas que foram seguidores de Jesus.

A carreata saiu da Avenida João do Vale, percorreu as avenidas de Pedreiras; seguiu para o município de Trizidela do Vale, e, ao retornar, a manifestação se encerrou na praça do Jardim, onde foi realizado um culto, que contou as presenças de pastores, ministros, e diversos integrantes de várias congregações evangélicas de Pedreiras, Trizidela do Vale, e  de outros municípios.

Fotos: Sandro Vagner

O dia da Bíblia é comemorado no segundo domingo de dezembro, hoje (11), mas as comemorações foram antecipadas para ontem (10).

Fotos: Sandro Vagner

No culto, na praça do Jardim, cantores locais e pregadores da palavra de Deus, ressaltaram a importância do Livro mais lido no mundo, a  Bíblia Sagrada.

Flagra

Durante a carreata flagramos dois jovens, que acreditamos não ser de nenhuma congregação, com um barulho ensurdecedor numa moto sem descarga, e levantando pneu. Durante a imprudência, os dois chegaram a cair, e, por pouco não provocaram um acidente.

Clique em continuar lendo, e veja o vídeo.

Continue lendo

Há vinte anos o mundo ficou sabendo sobre a morte do “Poeta do Povo” João do Vale

musica-o-compositor-joao-do-vale-canta-com-gonzaguinha-na-decada-de-80-1395257232050_956x500
João do Vale e Gonzaguinha/Reprodução do Globo Repórter especial da Rede Globo

Os veículos de comunicação, há vinte anos atrás, publicavam uma notícia que deixou de luto a música popular brasileira. Em Pedreiras, a emissoras de rádio, como, a extinta Rádio Cultura, e Rádio Cidade FM, levaram aos seus ouvintes a triste nota sobre o fim de uns dos maiores compositores do nosso tempo.

Como repórter da Rádio Cultura, lembro-me muito bem da grande movimentação em torno da notícia que se espalhou rápido como o vento; até o Jô Soares, notificou. Assim, também como os jornais de grande circulação no país e no mundo. No nosso Estado, artistas maranhenses se manifestavam sobre a perda artística, principalmente muitos que já haviam gravado músicas de João do Vale, como por exemplo, a cantora Alcione de Nazaré.

Como naquela época ainda era impossível essa rapidez na comunicação, o telégrafo era usado com muita intensidade, num desses, o ator Reginaldo Farias, externou suas condolências à família de João. Políticos também homenagearam o amigo João, inclusive o ex-presidente José Sarney.

Em nível local os artistas pedreirenses se reuniram ao redor do caixão de João, e as homenagens não faltaram, cantaram, recitaram poemas e muitos faziam questão de dizer; “conheci João, era meu amigo”.

Capa do CD, que João do Vale teria me dito que não sabia dessa gravação.
Capa do CD, que João do Vale teria me dito que não sabia dessa gravação. (Sandro Vagner)

Lembro da última entrevista, que até hoje, a tenho guardada em fita K7, que fiz com João do Vale, quando soube da notícia que tinham lançado um CD (foto) com suas músicas, que segundo ele, não sabia de nada sobre a gravação. Foi no meio dessa conversa que chegou a citar o nome de minha filha Ruth, que carinhosamente  chamou-a  de Rutinha, quando lhe disse que ela gostava de cantar suas músicas, com apenas três anos de idade. Mas, durante essa entrevista, assim, como em outras, sempre sorridente, e, já com a voz falha, devido o AVC, me disse: “Posso morrer na China, mas quero ser enterrado em Pedreiras. Pedreiras é minha vida. Eu amo Pedreiras.“. Esse pedido foi atendido pelo grande amigo, o saudoso Dr. Josélio Carvalho Branco, que chegou a opinar, que, o corpo de João seria enterrado na antiga SUCAM, enquanto os familiares achavam por bem sepultá-lo em Lago da Onça, lugar onde nasceu. Mas o corpo foi enterrado no cemitério do Alto São José, onde o ex-prefeito Raimundo Louro, através do Secretário de Cultura, que também foi escolhido por votação, Manoelzinho, construiu o mausoléu. O resto da história muita gente já conhece.

De uma coisa tenho certeza, mesmo sem ter o seu verdadeiro valor reconhecido, quando mais precisou, João do Vale nunca será esquecido.

Por Sandro Vagner

Veja uma matéria postada pela Folha de São Paulo, no dia 07 de dezembro de 1996, sobre a morte de João do Vale.

Morre compositor João do Vale aos 62

WAGNER OLIVEIRA
DA AGÊNCIA FOLHA

O compositor João do Vale, 62, morreu em consequência de derrame cerebral (trombose) às 13h15 de ontem em São Luís (MA).

Vale estava internado desde novembro em coma parcial na UTI do UDI Hospital, em São Luís.

Desde a sua internação, o compositor havia sofrido dois derrames cerebrais que o deixaram praticamente paralisado. Segundo o médico Carlos Gama, Vale era diabético e sofria de hipertensão arterial -que causou insuficiência renal.

O corpo do compositor seria levado ontem à noite do hospital para a AML (Academia Maranhense de Letras), onde seria velado até a madrugado de hoje.

Por volta das 2h, estava previsto o transporte do caixão com o corpo do compositor para a cidade de Pedreiras (cerca de 300 quilômetros de São Luís), cidade onde Vale nasceu e morava até antes de ser internado. A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PFL), decretou luto oficial hoje pela morte de João do Vale.

Muitos intérpretes da MPB gravaram canções escritas pelo compositor maranhense.
Um dos grandes sucessos de João do Vale é a música “Carcará”, que ficou conhecida na voz da cantora Maria Bethânia.

O cantor Caetano Veloso gravou “Asa do Vento”, outra música escrita por Vale. O último CD da cantora Elba Ramalho traz a canção “Estrela Miúda”, um dos primeiros sucessos do compositor, que compôs cerca de 400 músicas.

A primeira música gravada por Vale foi “Cesário Pinto”. Em 1953 a cantora Marlene gravou o xote “Estrela Miúda”.

Em 1964, João do Vale participou, com Nara Leão e Zé Keti, do show “Opinião”, escrito por Armando Costa, Oduvaldo Viana Filho e Paulo Pontes.

Nara foi substituída por Maria Bethânia. E surge a antológica interpretação de “Carcará”, que projetou nacionalmente o compositor e a intérprete.

Ele compôs em 1969 a trilha sonora do filme “Meu Nome é Lampião”, de Mozael Silveira.
Em 1987, sofreu um derrame cerebral, que deixou sequelas: durante três anos, o compositor ficou preso a uma cadeira de rodas, além de adquirir dificuldade de comunicação.

Em 95, Chico Buarque organizou uma coletânea de João do Vale, com renda revertida para o compositor maranhense. Foram 16 regravações, entre 443 composições do autor. Participaram Edu Lobo, Maria Bethânia, Paulinho da Viola, Alceu Valença, o próprio Chico, entre outros.

Sobre a obra de João do Vale, Chico Buarque disse: “João do Vale está na mesma linha de Luiz Gonzaga e, para mim, sua obra tem tanto peso e valor quanto a de Gonzaga”.
João do Vale era casado e tinha sete filhos.

Fonte: Arquivo da Folha de São Paulo

Dia de finados em Pedreiras. Missa e visita ao cemitério do Alto São José

Missa no cemitério do Alto São José (Foto: Toconni e Sara Bsrreto)
Missa no cemitério do Alto São José (Foto: Toconi e Sara Barreto)

Há tempos atrás, a missa dedicada aos mortos era celebrada dentro do próprio cemitério, que fica localizado no Alto São José, mas com o grande número de túmulos, ficou impossibilitada a realização do ato religioso, que teve que ser transferido para o pátio, um lugar amplo, e com mais comodidade para todos.

Missa no cemitério do Alto São José (Foto: Toconi e Sara Barreto)
Missa no cemitério do Alto São José (Foto: Toconi e Sara Barreto)

A missa celebrada pelo Padre José Geraldo, é uma tradição da Igreja Católica, que sempre no dia de finados, presta essa homenagem aos nossos entes queridos.

Missa no cemitério do Alto São José (Foto: Toconi e Sara Barreto)
Missa no cemitério do Alto São José (Foto: Toconi e Sara Barreto)

Continue lendo

Dona de Casa. Ninguém vive sem UMA!

Arte (Internet)
Arte (Internet)

O último dia do mês de outubro, 31, é dedica à Dona de Casa. Ela é tão importante como qualquer outra pessoa ou autoridade. Várias são suas funções; além de dona de casa, tem seu trabalho, e além de ser mulher, é esposa, mãe, amiga, companheira, enfim, adjetivos a mais que se fossemos enumerá-los seria precisa escrever um livro.

Diante de tamanho reconhecimento, o Blog, parabeniza essa verdadeira e dedicada mulher especial, você dona de casa, não esquecendo a minha, claro, Dona Ester.

Dia Nacional da Poesia

A ex-presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei  Lei 13.131/2015, que oficializa o dia 31 de outubro, dia do nascimento de Carlos Drummond de Andrade, como o Dia Nacional da Poesia.

A estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro
A estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro

Sem o poeta a poesia não existiria; por isso, queremos aproveitar esse espaço de homenagens, para lembrar que, hoje (31) é o Dia da Poesia. Data em que nasceu o poeta, contista e cronista Carlos Drummond de Andrade (1902-1987).

Por Sandro Vagner

A Coordenação da Campanha do 22 Informa

img-20160912-wa0390

Em razão do falecimento do nosso amigo Toinho Beiju e da consternação que toma conta dos nossos corações, cancelamos nossa agenda de campanha para esta segunda-feira (12). Aproveitamos este momento para nos desculpar pelo lançamento da nossa agenda antecipada. Contamos com a compreensão de todos neste momento em que prestamos solidariedade à família do querido amigo.

Atenciosamente,

Comunicação 22

Hoje é o Dia do Nutricionista. Parabéns a Todos os Profissionais

Dia-do-Nutricionista-2-471x550Quem não gosta de comer bem? O nutricionista é o responsável por cuidar e instruir as pessoas a terem uma alimentação saudável, e até mesmo orientar aqueles que estão mais gordinhos e desejam emagrecer. Nestes casos, não adianta parar de comer ou se alimentar de qualquer jeito, pois isso não ajudará a perder peso e ainda prejudicará sua saúde. Para os que precisam manter uma dieta, é necessário estar sempre com o acompanhamento de um nutricionista.

Os nutricionistas têm a função de orientar seus pacientes a comer bem! Cereais, frutas, vegetais e alimentos ricos em fibra são alguns itens do cardápio para ter uma alimentação saudável. Nada de alimentos gordurosos, frituras e muitos doces. Tudo deve ser controlado e nunca consumido em exagero, para, assim, não termos nossa saúde prejudicada. Ninguém gosta de ficar doente, não é mesmo? Um viva a todos os nutricionistas do mundo! (smartkids).

P_20160831_072842

Parabéns a todos, em especial a minha filha Drª Ruth de Sá Barreto dos Santos.

Vereador Mais Velho da Câmara de Pedreiras, Está de Parabéns

14018129_1056734054405132_1805293029_n
Ney Braga (neto) e Cearense (Pai-avô) (Foto: álbum família)

14 de agosto para mim é uma das datas mais especiais de minha vida, pois hoje além de comemoramos o dia dos Pais, comemoramos também o aniversário deste Homem mega, hiper, super especial, e que detém toda minha admiração e respeito, tanto pelo importante papel de PAI que ele assumiu e assume em minha vida, como também pelo grande Homem, Pai de família, Amigo e Político que és, sempre zelando pelas amizades, sempre cuidando e se preocupando com toda a família, e sempre procurando servir ao seu povo e a sua cidade com todo carinho e amor.

Feliz dia dos Pais meu querido Pai-Avô, e Feliz aniversário, que Deus nosso Senhor continue lhe abençoando sempre, lhe dando muito mais anos de vida e que você continue com toda essa saúde e vigor que o senhor tem, para continuar exercendo o seu importante papel de nosso líder da família, e para continuar também sempre servindo e defendendo o povo de sua cidade com todo amor e dedicação que o senhor sempre teve.

Feliz dia dos Pais e Feliz aniversário. Te amo!

Ney Braga (Neto)

Nossa Homenagem no Dia do Amigo. Aos Verdadeiros

IMG-20160720-WA0284

Canção da América

Milton Nascimento

Compositor: (Milton Nascimento E Fernando Brant)

Amigo é coisa pra se guardar
Debaixo de sete chaves,
Dentro do coração,
assim falava a canção que na América ouvi,
mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir,
mas quem ficou, no pensamento voou,
com seu canto que o outro lembrou
E quem voou no pensamento ficou,
com a lembrança que o outro cantou.
Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito,
mesmo que o tempo e a distância, digam não,
mesmo esquecendo a canção.
O que importa é ouvir a voz que vem do coração.
Pois, seja o que vier,
venha o que vier
Qualquer dia amigo eu volto a te encontrar
Qualquer dia amigo, a gente vai se encontrar.

Apagando uma Velinha e Acendendo Mais 50. Parabéns Sr. Tavinho

13346778_899312830213900_3387207552343744497_n
                             Senhor Tavinho e os filhos

Esta figura emblemática de ética e dedicação à cidade de Trizidela do Vale, completa mais um ano de história e luta. Como fundador desta cidade nunca se negou a contribuir, lutar e trabalhar pelo município. Contemporâneo e conterrâneo do saudoso Jackson Lago, juntos construíram o PDT. Sempre esteve presente em todos os momentos de decisão.

Pois como ele mesmo fala ” Se for para melhorias e avanços de Trizidela estarei junto”.

Construiu uma história de vida e uma família respeitáveis.

Parabéns Senhor Tavinho. Sua história muito nos honra.

O Blog deseja vida longa e muita saúde.

Poeta e Escritor Samuel Barreto Homenageia Papete em Rede Social

13076879_995798790456796_4185143570758366331_n
Samuel Barreto – Poeta

Conhecedor profundo da arte maranhense, o poeta, escritor, compositor e professor Samuel Barreto usou as redes sociais para prestar sua última homenagem ao amigo Papete, que morreu nesta madrugada (26), em São Paulo, vítima de um câncer na próstata.

Intitulado “Estrofes para Papete”, o poema já recebeu inúmeros elogios pela bela homenagem ao cantor maranhense que cantou e encantou nossa arte, principalmente o bumba-meu-boi.

13240083_1092760687449198_4337426364884501577_n
Papete – Cantor e instrumentista

Estrofes para Papete

A mão que brilhou
No tempo parou
Não toca mais som
Papete se foi
Lamenta meu boi
No choro do tom.

A música soluça
O tambor ainda pulsa
Querendo cantar
Teixeira é da lua
Josias é da rua
Que vão recordar.

A arte não cansa
Papete é a dança
Do seu batalhão
Acenda a fogueira
O amor na lareira
Do meu Maranhão.

Samuel Barrêto