Divulgado o resultado da campanha do Glaucoma em Pedreiras

Foto: URS/Pedreiras

Sábado dia (21) foi realizada a Campanha do Glaucoma com atendimento a toda população pedreirense fazendo parte do grupo de risco pessoas acima de 40 anos de idade, portadores de alta miopia, diabéticos, hipertensos e pacientes que já tenham casos semelhantes na família.

O Glaucoma é caracterizado pelo aumento dá pressão intraocular, isso pode acontecer de maneira lenta ou súbita. Na maioria dos casos não há sintomas específicos, mas a pessoa pode notar sensação de irritação ocular, dor nos olhos e na região ao redor dos olhos, vermelhidão e dificuldade na visão noturna.

Enfermeira Edinete Carvalho durante entrevista concedida ao Tribuna Notícias

A Enfermeira Edinete Carvalho Coordenadora da Estratégia de Saúde dá Família, disse que foram atendidas 164 pessoas, quase 100% a mais do que na Campanha anterior, 84 pessoas. Diagnosticados com Glaucoma 88 pessoas e 17 com indicação de catarata.

A única maneira de prevenção é realizar o exame oftalmológico anualmente, com a medida dá pressão ocular, quem é diagnosticado com Glaucoma passa a fazer o tratamento na maioria das vezes a base de colírio e para o resto da vida. Por isso a adesão e a disciplina do cliente são fundamentais para evitar que a enfermidade progrida e possa chegar ao ponto de causar cegueira irreversível.

Fonte: Unidade Regional de Saúde de Pedreiras

Obesidade em adolescentes pode ser causada por falhas de mastigação, diz estudo

Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostra que a maioria dos adolescentes obesos apresenta problemas na mastigação. De acordo com o estudo, que analisou a forma de comer de 230 jovens, a maioria mastiga de um lado só da boca, ou usa técnicas para ajudar na mastigação, como adição de molho à comida e ingestão de líquidos.

Segundo a dentista Paula Midori Castelo, professora adjunta do Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas da Unifesp, que coordenou a pesquisa, foram selecionados para a análise adolescentes saudáveis com idade entre 14 e 17 anos. Entre os adolescentes, havia os considerados magros, com sobrepeso e, em um nível mais preocupante, os obesos. Nenhum apresentava problemas dentários como cárie ou necessidade de tratamento ortodôntico.

Nos testes, feitos na Faculdade de Odontologia da Unicamp, na cidade de Piracicaba, os voluntários foram filmados enquanto se alimentavam, para que os pesquisadores avaliassem seus possíveis hábitos alimentares que podem contribuir para a obesidade.

Paula disse que a maior parte dos obesos pratica a mastigação unilateral, um problema comportamental, sem relação com problemas dentários. Essa falha sobrecarrega os dentes, ossos e musculatura de um lado da arcada dentária.

“No dia a dia, as pessoas podem querer mastigar de um lado só por restaurações mal feitas ou próteses. Mas não é legal mastigar de um lado só, porque você não mistura adequadamente o alimento com a saliva, não tritura tão bem, não forma o bolo alimentar adequado”, disse ela.

Outro hábito observado com mais frequência entre os obesos é a adição de molho aos alimentos secos, o que facilita a mastigação e a deglutição. Eles também mostraram preferência por alimentos cortados em pedaços menores, carnes desfiadas e dispensam morder uma maçã inteira, por exemplo.

Tomar sucos, refrigerantes e água durante as refeições também é prejudicial, porque a tendência entre os voluntários foi engolir pedaços grandes de comida usando os líquidos para facilitar o processo. “Quando as partículas diminuem, elas chegam no estômago prontas para serem digeridas, para que as enzimas atuem para absorver os nutrientes. O alimento mal mastigado causa fricção no esôfago e a absorção dos nutrientes é prejudicada. O obeso também tem carência nutricional”, explicou.

Fonte: Agência Brasil

Hospital Geral de Peritoró realiza a campanha “Novembro Azul”

Hospital Geral de Peritoró/Foto: Sandro Vagner
Hospital Geral de Peritoró/Foto: Sandro Vagner

Serão dois dias de campanha, que teve início hoje (29), no Hospital Geral de Peritoró, que tem como objetivo conscientizar, principalmente, os homens, a respeito de doenças masculinas, enfatizando, claro, a prevenção do câncer de próstata, principalmente em homens mais velhos. Cerca de 6 em cada 10 casos são diagnosticados em homens com mais de 65 anos, sendo raro antes dos 40 anos.

Sandro Montenegro - Dir. do Hospital Geral de Peritoró/Foto: HGP
Sandro Montenegro – Dir. do Hospital Geral de Peritoró/Foto: HGP

A campanha deflagrada no Hospital Geral de Peritoró, teve início com uma palestra voltada ao público masculino, que tomou ciência da importância da realização do exame preventivo, onde foi citado que, infelizmente, o preconceito ainda é o maior vilão, mas que aos poucos todos estão se conscientizando da importância da prevenção.

O câncer de próstata é a segunda principal causa de morte por câncer em homens, seguido apenas pelo câncer de pulmão. Cerca de 01 (um) homem em 36 (trinta e seis) morrerá de câncer de próstata. Por isso, é importante se prevenir.

Equipe do Hospital Geral de Peritoró/Foto: HGP
Equipe do Hospital Geral de Peritoró/Foto: HGP

Uma equipe de profissionais, incluindo dois urologistas, Dr. Ricardo e Dr. Leonildo, iniciou o atendimento, que foi considerado um sucesso, onde na oportunidade, somente hoje (29), foram realizados 40 (quarenta) exames. Amanhã (30) é esperado um público maior, por se tratar do último dia da campanha. Quem for ao Hospital Geral de Peritoró, não sairá sem fazer o exame preventivo.

Recepção do HGP/Foto: Sandro Vagner
Recepção do HGP/Foto: Sandro Vagner

Além dos médicos, o Diretor do Hospital Geral de Peritoró, Sandro Montenegro, salientou o objetivo da campanha. Segundo ele, essa ação veio na hora certa. Aproveitou e agradeceu toda equipe por se empenhar nos atendimentos.

Como diagnosticar o câncer de próstata?

O diagnóstico do câncer de próstata é baseado no toque retal, no nível do PSA, e no sistema de graduação de Gleason. A partir dessas informações o médico define quais exames de imagem são necessários para finalizar o diagnóstico e definir o tratamento. Homens com exame de toque normal, PSA baixo e graduação de Gleason baixa podem não precisar de exames de imagem, uma vez que a chance da doença ter se disseminado é baixa. (Fonte: Instituto Oncoguia).

Quanto a campanha do “Novembro Azul” no Hospital Geral de Peritoró, é importante relembrar que o atendimento vai somente até esta quarta-feira (30).

Uma das ambulâncias adquiridas pelo Governo do Estado/Foto: Sandro Vagner
Uma das ambulâncias adquiridas pelo Governo do Estado/Foto: Sandro Vagner

Aproveitando nossa visita ao Hospital, fomos convidados a registrar a aquisição de duas novas importantes ambulâncias super equipadas, adquiridas pelo governo do Estado, que irão facilitar o atendimento aos pacientes. (Uma das ambulâncias estava sendo aguardada).

Foto: Sandro Vagner
Foto: Sandro Vagner

O Blog agradece toda equipe do Hospital Geral de Peritoró, e aos diretores Sandro Montenegro, Zuza e Otacílio Fernandes, pela receptividade.

Fotos do segundo dia de atendimento

Continue lendo

Presidente do CRO-MA participará de reunião em Pedreiras

img-20161108-wa0110

Os Cirurgiões Dentistas, ASBS (Auxiliar de Saúde Bucal) e TSBS (Técnico em Saúde Bucal) de Pedreiras e Trizidela do Vale, participarão nesta quinta-feira, (10) de uma reunião com o Presidente do CRO-MA, Dr. Marcos Pinheiro, no Auditório da Mearim Motos, a partir das 19:h.

Essa será uma grande oportunidade que todos os profissionais terão para debater sobre os direitos da categoria, e discutir sobre a atuação do Conselho.

Participe!

Dicas de Saúde: Como eliminar naturalmente verrugas, pontos escuros, acne, espinhas, cicatrizes e manchas!

Imagens ilustrativas
Imagens ilustrativas

Doenças e problemas na pele são muito desagradáveis.

Afinal, além dos incômodos que podem causar, como coceira, dores e ardências, também mexem com a autoestima, principalmente se área afetada for o rosto.

Manchas, verrugas, pontos negros, cravos e espinhas são apenas algumas das situações mais complicadas que a saúde da nossa pele pode enfrentar.

Independentemente do que seja, o segredo é agir o mais rápido possível, pois só assim podemos aumentar as chances de cura.

Não estamos falando para você entrar o mais rápido possível numa farmácia e comprar caros medicamentos que tratem a pele.

Nada disso!

A química da maioria dessas drogas pode prejudicar ainda mais uma pele delicada.

Como você já deve saber, as alternativas naturais são superindicadas, além de fazer um enorme bem à nossa saúde.

1. Sinais

Eles não são um problema grave na pele.

No entanto, é bom prestar atenção na mudança de cor ou de tamanho, pois podem ser um sinal de câncer.

Se forem nada mais do que sinais, você não precisa fazer nada.

Mas, se quiser reduzir o tamanho deles, uma alternativa natural é o uso do alho esmagado em cima da pele por 4h, diariamente.

Outra opção é o vinagre de maçã, que não tem o mesmo poder do alho, mas pode ajudar também.

Quer saber os melhores remédios caseiros para sinais?

Veja:

– Alho: extrato de alho ou alho cru podm  ser muito produtivo para o tratamento de sinais.

Em seguida, aplique o alho na região.

Faça isso diariamente.

– Bicarbonato de sódio e óleo de rícino: misture os ingredientes até formar uma pasta e aplique no sinal durante a noite.

Cubra com uma gaze e só tire no dia seguinte, lavando bem.

Repita o procedimento diariamente.

– Vinagre de maçã: molhe uma bola de algodão no vinagre e aplique no sinal.

Cubra com uma gaze e deixe agir por 8h.

Faça isso até o sinal desaparecer ou ficar bem menor.

Fonte: Cura pela Natureza

Dicas da Irmã Terezinha de Sá Barreto (Freira) 

Campanha de ‘Multivacinação’ Começa Nesta Segunda-feira

polio
Campanha deste ano inclui, além de pólio, todas as vacinas disponíveis pelo SUS para crianças de até 5 anos e de 9 a 15 anos incompletos (Foto: Rizemberg Felipe/Jornal da Paraíba)

Começa nesta segunda-feira (19) uma campanha nacional de “multivacinação” que incluirá, pela primeira vez, todas as vacinas disponíveis pelo SUS para crianças de até 5 anos e para crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos, incluindo a imunização contra HPV para meninas. O esforço de vacinação vai até o dia 30 de setembro.

Para realizar as imunizações, o Ministério da Saúde enviou 19,2 milhões de doses extras das 14 vacinas para os postos de saúde de todo o país. Serão cerca de 36 mil postos fixos de vacinação e 350 mil profissionais de saúde envolvidos nos 12 dias de mobilização.

As doses já estão normalmente disponíveis de forma gratuita no Sistema Único de Saúde (SUS), em qualquer posto. O objetivo principal da campanha é estimular que os pais levem os filhos para pôr em dia a carteira de vacinação.

Segundo Ana Goretti Kalumi, do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal dos adolescentes no Brasil ainda não é adequada, por isso a campanha incluiu essa faixa etária. “Os adolescentes são um público que, diferentemente das crianças pequenas que são levadas pelas mães às unidades de saúde, são muito resistentes a buscar serviços de saúde”, disse a especialista em coletiva de imprensa.

A vacinação contra pólio ocorre normalmente no mês de agosto. Este ano, porém, ela foi adiada, segundo o Ministério da Saúde, devido à Olimpíada no Rio, que poderia diminuir a adesão.

Contra pólio, devem ser vacinadas crianças entre 6 meses e 5 anos de idade que ainda não tenham completado o esquema vacinal, que consiste em três doses da vacina injetável e mais duas doses de reforço em versão ora, a gotinha.

Neste ano, o calendário de vacinações teve mudanças no esquema vacinal contra HPV, pólio, meningite e pneumonia. As alterações foram anunciadas em janeiro.

O vídeo da campanha inclui, além do Zé Gotinha, os personagens da “Carreta Furacão”, trenzinho de Ribeirão Preto-SP que faz sucesso na internet.

Vacinar adolescentes é desafio
Segundo a médica Mônica Levi, presidente da Comissão Técnica para revisão dos calendários vacinais e consensos da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), a cobertura vacinal de crianças mais velhas e adolescentes ainda é um desafio a ser superado. “Temos um programa nacional de vacinação de muito sucesso, mas algumas vacinas do adolescente acabam esquecidas”, diz.

Um dos casos de baixa adesão é a vacina contra HPV para meninas, que tem o objetivo de prevenir câncer de colo de útero. Mônica lembra que a vacinação contra HPV teve sucesso na aplicação da primeira dose, mas informações divulgadas erroneamente sobre supostos efeitos colaterais da vacina, que posteriormente foram descartados, prejudicaram a campanha.

Quando entrou no programa nacional de imunizações, a vacina contra HPV chegou a ter 92,3% de adesão, entre 2014 e 2015. Porém, até março deste ano, apenas 69,5% das meninas de 9 a 11 anos tinham tomado a primeira dose da vacina. Quanto à segunda dose, a adesão foi ainda pior: só 43,73% do público-alvo foi atingido.

Veja mudanças na vacinação ocorridas este ano:

HPV
Como era: 2 doses para meninas de 9 a 13 anos com intervalo de 6 meses; 3ª dose 5 anos depois.Como fica: 2 doses com intervalo de 6 meses para meninas de 9 a 13 anos.

Poliomielite
Como era: injeção aos 2 e 4 meses e gotinha aos 6 meses. 2 doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos (ambas de gotinha).
Como fica: muda somente que a 3ª dose passa ser a injetável.

Pneumonia
Como era: 3 doses  (2, 4 e 6 meses de idade) e reforço entre 12 e 15 meses.
Como fica: 2 doses – aos 2 e 4 meses e um reforço aos 12 meses.

Meningite
Como era: 2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 15 meses.
Como fica:2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 12 meses.

Trizidela do Vale Pronta Para o Dia “D” da Vacinação Contra a Gripe

IMG-20160430-WA0020

Todos os postos de saúde de Trizidela do Vale estão aptos a receber o público para ser imunizado contra a gripe.

Vacina em Triz. do Vale

A preocupação do governo municipal em não deixar ninguém sem receber a vacina, fez com que todas as medidas fossem tomadas para não faltar a vacina nos postos existentes no município.

IMG-20160430-WA0025

O movimento está dentro do esperado em todos os postos de saúde de Trizidela  do Vale. No bairro aeroporto, por exemplo, no posto Chico Chicote a procura foi boa.

IMG-20160430-WA0024

Quem pode tomar a vacina

Devem tomar a vacina os grupos prioritários, que recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS): pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis também devem procurar os postos de saúde.

URS de Pedreiras Realiza Capacitação Sobre Acidentes Com Animais Transmissores da Raiva e Peçonhentos

P_20160428_104659

O encontro acontece durante todo o dia de hoje (28), no auditório do Hotel San Pedro, em Pedreiras. Segundo a Gestora da Regional de Saúde, Valdete Cruz, o momento é de discussão e capacitação sobre os acidentes com animais transmissores da raiva e animais peçonhentos. O contexto faz parte da vigilância em saúde, mas especificamente com a vigilância epidemiológica dentro do sistema de informação de notificações compulsórias, tanto dos agravos, como das doenças.

Segundo a gestora, é papel da cada profissional de saúde fazer a fiscalização dentro da sua especificidade, seja equipe da saúde da família, na vigilância epidemiológica ou de endemias, pois, todo profissional tem por obrigação fazer a vigilância em saúde, assim também como a notificação faz parte do contexto.

P_20160428_104844

A palestra está sendo realizada pelo coordenador de zoonoses da Secretaria Estadual de Saúde, Dr. Daniel Saraiva. A capacitação conta com a participação dos profissionais de saúde dos 13 (treze) municípios que compõem a Regional de Saúde de Pedreiras.

P_20160428_104822
Valdete Cruz – Gestora Regional de Saúde de Pedreiras (calça branca)

Nós precisamos fortalecer cada vez mais a atenção primária à saúde, a fim de que ela seja realmente a porta de entrada para nossa assistência à saúde, a fim de que, se nós tivermos mais ações de promoção e de proteção à saúde, nós possamos reduzir o número de internações, pois em nosso Estado a nossa rede hospitalar está sobrecarregada por situações feitas por agravos, mas que poderiam ser evitadas na atenção primária à saúde“, disse a gestora Valdete Cruz.

Prefeito Totonho Chicote Inaugurou UBS no Bairro do Diogo

IMG-20160424-WA0115

O Prefeito de Pedreiras Totonho Chicote inaugurou a Unidade Básica de Saúde (UBS), no bairro do Diogo. A denominação do prédio foi uma homenagem a saudosa professora Brasilizia Reis. A inauguração faz parte das comemorações do aniversário de Pedreiras, que vai completar 96 anos de emancipação política no dia 27 de Abril.

Participaram da solenidade o prefeito Totonho Chicote, Paulo Rogério (secretário de saúde), Patrício Oliveira (secretário de administração), Ana Matias (secretária de assistência social), Raimundo Louro (ex-deputado estadual) Robson Rios (presidente da câmara de vereadores) vereador Cearense, João da Eletrônica e convidados.

IMG-20160424-WA0045
Prefeito Totonho Chicote (segundo da esquerda para a direita)

A Unidade Básica de Saúde Brazilisia Reis vai atender os moradores dos bairros; Diogo, Parque Henrique e Primavera.

IMG-20160424-WA0041

Estamos trabalhando para entregar outras unidades de saúde. Temos certeza que estamos no caminho certo e vamos continuar melhorando a situação da nossa população. Aqui no Diogo a comunidade já pode contar com um espaço digno para os atendimentos de saúde“, disse o prefeito Totonho Chicote.