Rebelião no RN tem 26 mortos, quase todos decapitados, diz governo

Polícia faz revista de presos (Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte)

Vinte e seis presos morreram na rebelião da Penitenciária de Alcaçuz que já é a mais violenta da história do Rio Grande do Norte.Quase todos foram decapitados. O motim começou na tarde de sábado (14) e terminou 14h depois já na manhã deste domingo (15).

Mais cedo, havia sido divulgado que 27 presos morreram, mas, segundo o secretário de Segurança Pública, Caio Bezerra, um deles foi computado duas vezes por que alguns corpos foram esquartejados e dois foram carbonizados.

O secretário disse ainda, em coletiva na noite de domingo, que haverá reforço nas guaritas e nos arredores do presídio durante a noite para evitar fugas, e que na segunda-feira será realizada uma nova revista na unidade para buscar armas brancas ou de fogo.

O secretário de Justiça, Wallber Virgolino, disse que os líderes identificados estão isolados dentro da unidade prisional e que ele espera que na segunda seja feita a transferência de presos para outras unidades no próprio estado. O objetivo é separar duas facções: Sindicato do Crime e PCC. Ele classificou o local como “cenário de barbárie”.

O secretário de Segurança Pública, Caio Bezerra, fala durante coletiva de imprensa sobre a rebeilão (Foto: G1/Fernanda Zauli)

Os corpos foram levados para o Instituto de Técnico-Científico de Polícia (Itep) para que seja feita a identificação, mas, por questões de segurança, seguiram de lá até o quartel da PM. Um caminhão frigorífico foi alugado para armazenar os corpos enquanto não acontece a liberação para os sepultamentos. Além disso, legistas do Ceará e da Paraíba foram deslocados para ajudar no trabalho de identificação. Alguns presos, além de decapitados, também foram esquartejados.

A identificação dos corpos deve acontecer a partir da manhã de segunda-feira. Nenhum dos mortos foi identificado por enquanto.

Corpos foram levados para o Instituto de Técnico-Científico de Polícia (Itep) (Foto: Emmily Virgílio/Inter TV)

Nove presos que estavam com ferimentos graves foram transferidos para o Pronto-socorro Clóvis Sarinho, em Natal. De acordo com a direção do hospital, nenhum deles corre risco de morte, mas não há previsão de alta.

Em entrevista coletiva realizada na manhã deste domingo (15) o Governo do Estado informou que identificou pelo menos seis líderes da rebelião. De acordo com a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), o governo vai pedir a transferências dos líderes para presídios federais. Outros detentos devem ser transferidos ainda neste domingo (15) para outras unidades prisionais do estado.

O titular da Sejuc, Wallber Virgolino, confirmou que os presos do pavilhão 5 invadiram o pavilhão 4. Segundo ele, um trabalho de contenção realizado por agentes penitenciários com o uso de bombas de efeito moral evitou a entrada dos rebelados no pavilhão 1. “Em termos de número de mortes essa é a maior rebelião da história do Rio Grande do Norte”, disse.

Ainda de acordo com o secretário, a rebelião no Rio Grande do Norte não tem relação confirmada com os motins no Amazonas e em Roraima. “Não há confirmação de relação, mas com certeza as rebeliões naqueles presídios incentivaram o que aconteceu aqui”, disse Virgolino.

Três equipes de delegados da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e 15 homens estão responsáveis pela perícia dos locais de crime.

A Penitenciária de Alcaçuz, segundo o governo, ficou parcialmente destruída e não há previsão para reconstrução. Ainda na tarde de sábado (14) um detento fugiu da penitenciária, mas foi recapturado em seguida.

Presos amanheceram telhado de pavilhões (Foto: Fred Carvalho/G1)

Sobre a rebelião
A rebelião começou com uma briga entre presos dos pavilhões 4 e 5 por volta das 17h de sábado (14). De acordo com a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Vilma Batista, homens em um carro se aproximaram do presídio antes da rebelião e jogaram armas por sobre o muro.

Segundo o governo, a briga estava restrita aos dois pavilhões. O pavilhão 5 é o presídio Rogério Coutinho Madruga, que fica anexo a Alcaçuz. Há separação entre presos de facções criminosas entre os dois presídios.

Continue lendo

Pedreiras: Após ser roubado várias vezes, empresário corta as duas pernas de suposto ladrão

Foto: Reprodução do vídeo

Desde cedo começou circular nas redes sociais, WhatsApp, principalmente, um vídeo de um homem que teve as duas pernas cortadas, após ser flagrado roubando a mesma pessoa, e mais um amigo da vítima.

No ano passado, o mesmo acusado foi flagrado por filmadoras invadindo veículos, um seria do empresário que não tolerou mais o absurdo, e resolveu fazer justiça com as próprias mãos.

Não iremos postar o vídeo, mas recomendamos que ele não seja assistido por crianças, devido imagens fortes, e muito sangue.

Francisco Eduardo – Vítima/Foto: Reprodução WhatsApp

Francisco Eduardo M. dos Santos, sem condições de andar, foi socorrido e levado ao hospital de Peritoró. Sobre comentários que o mesmo teria morrido, não é verdade. O Blog manteve contato com um dos diretores administrativos do HGP, Otacílio Fernandes, confirmando que o paciente está bem, e não corre risco de morte.

Suspeitos de agredir e matar ambulante em estação do Metrô de SP continuam foragidos

Os dois agressores identificados são Alípio Rogério Belo dos Santos e Ricardo Nascimento Martins (Foto: TV Globo/Reprodução)

Os homens que tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça após agredir e matar um ambulante na estação do Metrô D. Pedro 2º, na Linha 3-Vermelha, no Centro de São Paulo, continuam foragidos.

A polícia identificou através de imagens de câmeras de segurança os dois suspeitos: Alípio Rogério Belo dos Santos, de 26 anos, e Ricardo Nascimento Martins, de 21 anos, são primos. Segundo o defensor dos criminosos, eles devem se entregar nesta terça (27).

O ambulante identificado como Luis Carlos Ruas, conhecido como Índio, morreu após ser atingido por vários golpes na noite de domingo (25). Luiz Carlos foi socorrido por funcionários do metrô, mas não resistiu e morreu no hospital Municipal Vergueiro. O caso foi registrado no 78º Distrito Policial como homicídio qualificado, mas será encaminhado ao 5ºDP.

Em nota, o metrô confirmou o ataque e afirmou que os primeiros socorros foram prestados pelos agentes de segurança. “O Metrô colabora com a Autoridade Policial para o esclarecimento do crime.”

Luiz Carlos Ruas era vendedor ambulante (Foto: TV Globo/Reprodução)

Imagens
As cenas gravadas pelas câmeras de segurança começam com a perseguição a uma travesti, que passa por baixo da catraca, corre, seguida por rapazes com camiseta preta e bermuda branca.

Ela conseguiu escapar. Em seguida, quem aparece fugindo dos agressores é o vendedor ambulante. Ele cai e é espancado com socos e pontapés. Luiz Carlos Ruas morreu no hospital. Ele trabalhava há mais de 20 anos na saída de uma passarela para pedestres do lado de fora da estação.

Antes da agressão, um morador de rua, que também é homossexual, disse ter sido agredido pela dupla. “Não teve nada, ele já veio me socando”, disse o carroceiro José Vieira Filho.”É triste, triste de verdade. eu só tenho isso como um grande preconceito, grande raiva ao próximo, não tem outra explicação.”

O caso aconteceu na noite deste domingo (25). Fotos tiradas dentro da estação mostram o momento em que dois homens atacam o ambulante. Após a agressão, os homens ainda voltaram até a vítima, desacordada, e um dos suspeitos deu mais um soco na cabeça.

O delegado Oswaldo Nico Gonçalves disse à Globonews que os dois homens são primos, moram perto um do outro e beberam muito no dia de Natal. O delegado contou que um deles disse que estava muito aborrecido porque teve problemas com a mulher. No mesmo dia, um dos homens teria socado a porta da vizinha na vila em que os dois moram.

A vítima ainda tentou correr até a bilheteria do Metrô, mas foi atingido por vários golpes e caiu. A Polícia Civil informou que está investigando o caso por meio de um inquérito policial.

Fonte; Agência de Notícias

Registrado mais um assalto no centro de Pedreiras

Escritório da empresa que foi assaltada em Pedreiras/Foto: Sandro Vagner

Por volta das 09h, de hoje (22), um elemento armado com um revólver invadiu o escritório da CCN (Companhia Certificadora do Nordeste), no prédio da Rádio Cidade, no centro da cidade, e praticou um assalto. O gerente da empresa teve que entregar um Scanner portátil, no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais), um celular da empresa, vinte leitores de cartão digital, dez token (aparelho que produz certificado digital), e a quantia de R$ 400, 00 (quatrocentos reais). O gerente tinha acabado de chegar do banco, onde foi fazer o saque da segunda parcela do seu 13º salário, e acredita que tenha sido seguido pelo bandido.

Nos últimos dias, aumentou o número de assaltos em Pedreiras. Motos são alvos fáceis dos bandidos que atacam de cara limpa, e, em plena luz do dia.

Está na hora da ROTAM retornar à Pedreiras, e reforçar a segurança no município. Este ano, a população já havia passado por momentos de terror, com vários assaltos e homicídios, foi preciso autoridades, associação comercial e a população provocarem uma audiência pública, para saber o que poderia ser feito para conter o alto índice de violência em Pedreiras e Trizidela do Vale. Foi então que entrou a resposta do Secretário de Segurança do Estado, Jerfeson Portela, que enviou duas guarnições da ROTAM. Enquanto os policiais que contaram com apoio da PM e Civil de Pedreiras, estiveram na cidade, foram realizadas várias prisões, ao ponto de bandidos pedirem pra serem presos, ou, mãe de delinquentes entregarem o “bonzinhos”.

Que as autoridades competentes possam, mais uma vez, interferir junto a segurança estadual, para conter o alto índice de violência que voltou a tomar conta de Pedreiras, Trizidela do Vale e região.

O mais Incrível, é como os bandidos tem a facilidade de andar armados, e como conseguem uma arma

Chega! Basta!

E o cidadão que paga em dias seus impostos, como fica?

Loja Majestic Cosmetic Foi Assaltada Hoje Em Pedreiras

Majestic Cosmetic é de propriedade da empresária Lígia Veras, filha do vereador Chicutinha, que funciona na rua Maneco Rêgo, no centro comercial de Pedreiras. A loja foi alvo de assaltante na tarde deste sábado (15). Clientes e funcionários foram surpreendidos por um assaltante armado com um revólver, e em poucos segundos conseguiu cometer o crime, levando cordão, relógio, celular e outros produtos.

De cara limpa, usando apenas um boné, o meliante fez um raspa e saiu tranquilo. A polícia foi acionada, mas não há informações sobre a prisão do bandido.

Preso Suspeito de Matar Estudante em Banheiro da UFMA

kevin-rodrigues
Kelvin Rodrigues – Vítima de latrocínio (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Foi preso na madrugada desta segunda-feira (8) o suspeito de assassinar o estudante Kelvin Rodrigues Ribeiro, de 22 anos, dentro do banheiro da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Mailton Cardoso, conhecido como “Cabeça”, de 23 anos, foi encontrado na região da Vila Maranhão.

A operação foi realizada por equipes das polícias Civil e Militar. O suspeito foi levado ao 5º Distrito Policial (DP), e O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) pediu a prisão preventiva dele.

Além de Mailton, outros três suspeitos de envolvimento no crime foram conduzidos à delegacia, entre eles o irmão dele, Mailson. Segundo informações policiais, o principal suspeito confessou o latrocínio, registrado na noite da última sexta-feira (5). Ele contou à polícia que tentou roubar o celular do estudante. A vítima reagiu e, durante luta corporal, acabou sendo atingida com facadas no peito e nas costas.

Fonte: imirante.com.br

Mais Assaltos em Pedreiras. O medo está de Volta!

assalto_assassinato
Imagem ilustrativa

É indiscutível que a violência diminuiu em Pedreiras, desde que o governo do Estado enviou reforços para deixar a população mais tranquila diante a onda de violência que tomava conta  de Pedreiras e Trizidela do Vale.

A ROTAM, Força Tática e Polícia Civil mostraram que é possível manter a ordem e proteger nossa população. Alguns bandidos foram presos, outros se entregaram, e tudo parecia voltar a normalidade, parecia!

O fim de semana passado foi o estopim que faltava ser aceso para o medo voltar a rondar todos nós. Longe de mim, querer causar terrorismo com os últimos acontecimentos, que teve até crianças sob mira de arma de fogo e pediram aos bandidos para que eles não atirassem no seu pai.

Sabemos que não é impossível manter a ordem, e as autoridades estão fazendo isso acontecer, mas mesmo assim alguns bandidos continuam desafiando a paz imposta por nossa justiça.

Hoje (13), os moradores do Bairro Mutirão em Pedreiras, voltaram a ser vítimas desses bandidos que querem a qualquer custo mostrar que eles continuam na área. Dois elementos usando arma de fogo tomaram de assalto celular. Pelo visto, como disse uma leitora, que já foi vítima desses desocupados, o medo está de volta.

Como é fácil bandidos conseguirem arma de fogo em nossa cidade. Está na hora de alguém se preocupar com os fornecedores.

Acreditamos na justiça, e temos certeza que esse mal será cortado pela raiz, antes que se espalhe mais uma vez.

Deus nos proteja.

Delegado Lucas Smith Relata Motivos Sobre Homicídio Em Pedreiras

IMG-20160605-WA0069
Dr. Lucas Smith – Delegado

Segundo o Delegado de plantão, Dr. Lucas Smith, durante depoimento, o acusado Antônio José Soares da Silva, teria dito que ele e a vítima, Aidene Ferreira da Conceição, teriam saído ontem à noite (04), e frequentaram diversas festas e fizeram consumo de bebida alcoólica. Quando o casal retornou para a casa, já por volta das 02h da manhã de hoje (05), Aidene teria  pedido as chaves de casa para sair novamente, mas o acusado se negou a entregar. Diante disso desencadeou uma briga, que culminou com Antônio José desferindo diversas facadas no pescoço da vítima, que veio a óbito de imediato. Após isso ele ainda desferiu 3 facadas nele mesmo, sendo duas no pescoço e uma no tórax, mas passa bem.

page
          Aidene Ferreira (vítima)                                    Antônio José (acusado)

Antônio José Soares foi autuado em flagrante por homicídio doloso qualificado pelo feminicídio (quando o crime for praticado contra a mulher por razões da condição de sexo feminino). O auto de prisão em flagrante foi encaminhado ao Fórum pelo delegado Dr. Lucas Smith, e o acusado já está no centro de detenção de Pedreiras.

Antônio já havia sido preso e estava sendo processado por lesão corporal grave contra Aidene, no ano de 2015.

Homicídio Nas Proximidades do Chacal. Mulher Foi Assassinada a Facada e Acusado Tentou o Suicídio

IMG-20160605-WA0021
Antônio José Soares da Silva – Acusado, que tentou suicídio (Foto: Leitor)

Agora há pouco uma mulher foi assassinada no bairro do engenho, em Pedreiras. O acusado tentou se matar, e bastante ferido foi encaminhado para o hospital.

A vítima é Aidene Ferreira da Conceição, 31 anos de idade, e o acusado é Antônio José Soares da Silva, 57 anos.

Daqui a pouco mais informações através da 14ª DRPC/Pedreiras.

Morre Jovem Que Foi Agredido Com Pauladas no Mutirão em Pedreiras

received_880663395412463
Wanderson Santos “Andim” – Vítima

Um jovem morador da Rua Hosana Barroso, no bairro Mutirão, em Pedreiras, Wanderson Santos, conhecido como Andim, que foi agredido por pauladas no dia 26 (quinta-feira), feriado de Corpus Christi,  faleceu hoje (30) em Presidente Dutra. Ele estava internado em estado grave desde que foi agredido por Mário Lúcio da Silva Cutrim, conhecido como “Lucim”.

Segundo informações de moradores, toda confusão, que culminou na morte do jovem, foi por causa de uma dívida no valor de R$ 20,00 (vinte reais). Lucim teria ido cobrar a vítima, que não tinha dinheiro e ainda proferiu alguns palavrões ao cobrador. Minutos depois Andim teria se armado com uma faca e o agressor com duas pedras, que arremessou a primeira não acertando a vítima, mas na segunda tentativa o acertou nas costas, quando Andim caiu, segundo os moradores, foi agredido por Lucim, com várias pauladas, o deixando em coma.

received_880661395412663
Mário Lúcio da Silva Cutrim “Lucim” – Suspeito

O caso foi registrado na 14ª DPC de Pedreiras.