Pedreiras: Centenário, seu Zezinho continua firme e comemorando mais um ano de vida

José Antônio Lima “Zezinho” – 106 anos de idade

José Antônio de Lima, Seu “Zezinho”, cearense da cidade de Missão Velha, nascido no dia 10 de Março de 1912, comemorou mais um ano de vida. Agora são 106 anos de muita alegria, felicidade e lucidez.

Filhos, netos, bisnetos e amigo participaram de uma Missa em Ação de Graças por mais um ano de vida, afinal, não é todo dia que vemos uma pessoa lúcida comemorar um centenário e seis anos de muita disposição.

A disposição de seu Zezinho é invejável. Seu maior combustível para tudo isso, segundo ele, é muita alegria, amor no coração, e, ter uma família de verdade. Suas qualidades éticas e moral, assim definida por um dos filhos, Antônio Gomes, conhecido como Antônio do Terço dos Homens, são exemplos a serem seguidos por todos da família.

Para se ter uma ideia do que aconteceu no ano que nascia seu Zezinho, O Titanic zarpava de Southampton, Inglaterra em 10 de abril de 1912, às 13:30h,  em direção a Nova York, levando 2207 passageiros:  885 tripulantes (329 na primeira classe, 285 na segunda e 706 na terceira). O custo da passagem de primeira classe era de 512 libras e o da terceira, 7 libras. O drama do transatlântico, história que todo mundo conhece, ocorria às 23:40h. A vigilância observa demasiadamente tarde a presença de um iceberg e o oficial de plantão grita desesperadamente para mudar o curso.

Também no mesmo ano,  em 1912, acontecia o Bombardeio de Salvador, mandado pelo truculento presidente Hermes da Fonseca, que atingiu vários prédios históricos da primeira capital do Brasil. A Biblioteca Pública, a primeira do País, foi incendiada, reduzindo a pó imensurável patrimônio cultural.

Apesar de nascer em um ano cheio de tragédias pelo mundo, e de relatos negativos no Brasil, seu Zezinho trouxe com a ele o prazer da vida, de amigo e de um testemunho presente, que ainda tem muito a contar sobre sua história.

Moderadamente, vez em quando, um copo de cerveja ainda faz parte de sua descontração.

Fotos: Reprodução

Parabéns, seu Zezinho! No ano que vem tem mais. Pedreiras se orgulha desse filho adotivo querido, e, nós do Blog, agradecemos por mais uma matéria histórica. 

Deixe uma resposta