Pedreiras: Sociedade realiza manifestação contra a absolvição de homem que arrastou mulher nua e assassinou um idoso

Manifestantes em frente a Pousada do Inácio

Na manhã desta sexta-feira(09), foi organizada pela a sociedade civil organizada, em parceria com o grupo do Laço Branco, uma manifestação, protestando  em decorrência do resultado do júri que aconteceu no dia 07/11, quarta-feira, que absolveu o réu acusado de tentativa de feminicídio e homicídio contra um idoso.

Uma grande parte da população está revoltada com a decisão, pois o ato chocou a todos quando aconteceu em 05/10/2017, quando a vítima foi arrastada nua pelas ruas do Mercado Central de Pedreiras, e muitas pessoas filmaram e tiraram fotos, diante da situação.

Manifestantes com cartazes

 

Os manifestantes consideram a decisão injusta, pois todos foram testemunhas da amplitude o caso, que foi notícia nacional, e esperam que o Tribunal de Justiça atenda ao pedido do Ministério Público, que recorreu imediatamente, solicitando a anulação do resultado obtido pelo juri popular.

O percurso iniciou em frente a Pousada do Inácio, local que aconteceu o homicídio, e local que a vítima sofreu tentativa de feminicídio e saiu nua pelas ruas da cidade, sendo arrastada pelo ex-companheiro, e se estendeu por todo o Mercado Central, com cartazes que continham mensagens pelo fim da violência, finalizando na Praça Corrêa de Araújo, onde várias pessoas fizeram uso da fala, como a vereadora Ceiça, Raira Barreto, Katyane Leite, Markus Krause, Toinha, Juscelio Silva, Ana Roberta, Ruth Barreto, estudantes do C.E. Oscar Galvão, Elisangêla Calheiros, Hiarley Leal, Francisco do movimento LGBT, Pastor Augusto e uma prima da vítima, deixando a sua mensagem pelo fim da violência e pelo resultado do júri.

Manifestação em Pedreiras

Muito emocionada, a prima da vítima se pronunciou, e disse que está muito triste com o resultado, pois sua prima teve que fugir, com medo de ser morta, deixando as duas filhas, devido a decisão que foi tomada.

Prima da mulher que foi arrastada, muito emocionada

Ruth Barreto e Katyane Leite, que estavam à frente da organização, agradeceram a presença de todos, e se colocaram a disposição para continuar na luta pelo fim do feminicídio e a qualquer tipo de violência.

Veja mais fotos do ato:

 

Deixe uma resposta