São Luís: Morre aos 75 anos de idade o Padre Jorge “Irmão Raimundo”

Irmão Raimundo

Morreu hoje (11), em São Luís, por volta das 03:00h, O Padre Raimundo Jorge de Melo, 75 anos, conhecido como Irmão Raimundo. Ele estava internado no Hospital UDI. Irmão Raimundo estava morando atualmente na capital maranhense, em companhia da sobrinha, a empresária Fabíola Brasil, proprietária da Loja Potyguar.

O religioso foi um dos padres da Paróquia de São Bendito, em Pedreiras, onde residiu por um bom tempo, chegando a ter residência fixa na rua dos Jasmins, Conjunto Primavera, chamando à atenção dos vizinhos, por ter construído uma cisterna, hábito obtido durante suas viagens pelo mundo, que ajudou matar a sede de muita gente durante a seca.

Em sua rede social, o médico Dr. Allan Roberto, escreveu o seguinte sobre Irmão Raimundo:

“Uma vida de renúncia à riqueza material que toda a sua família ostentava e desfrutou e que ele renunciou para dedicá-la aos pobres, aos mais fracos, aos oprimidos e aos lavradores, em especial. Primeiramente, como Padre Jorge Melo, que no Maranhão nos anos 70 e 80 desafiava a ditadura, os latifundiários, os grileiros e a pistolagem.

Depois, como Irmão Raimundo, após ingressar na França numa ordem religiosa dedicada aos lavradores, na qual, como ministério, serviu na África, no Pará, em Pedreiras e em Barreirinhas.

Uma vida de renúncia à riqueza e dedicada aos pobres. O exemplo de Cristo seguido à risca.
A Igreja, o Brasil e o Maranhão estão mais pobres de exemplo de vivência cristã verdadeiro a partir de hoje. E o céu exulta em júbilo com seu novo Santo que se achega para junto do Altíssimo.”

O corpo do Padre Jorge ou Irmão Raimundo, como era chamado de forma carinhosa por todos, foi sepultado na tarde deste domingo, às 17:00h, no Cemitério Parque da Saudade, Vinhais, em São Luís, Maranhão.  

Padre Jorge era tio da ex-prefeita e deputada estadual Maura Jorge, de Lago da Pedra.

Ficam as boas lembranças do homem simples, amigo e carinhoso, que deixou inúmeros afilhados na cidade de Pedreiras.

Que Deus o tenha!

Agradecimentos pelas informações aos amigos Hermínio Veloso, Ofélia e ao médico Allan Roberto.

Deixe uma resposta