Logo

Pedreiras: Rádio Cidade FM de Pedreiras festeja seus 30 anos com grande passeio ciclístico

Por Acélio Trindade

Klebinho Branco e a esposa Érika Flecha/Foto: Instagram do empresário

A concentração na entrada de Pedreiras começou antes das  7h da manhã de ontem, domingo, 29 de setembro de 2019.

Ouvintes da aniversariante, Rádio Cidade FM,  chegaram cedo, gente como a professora Maria Manuele dos Santos que acompanha o jornalismo da CIDADE FM desde a adolescência.

É maravilhoso, sem falar também das notícias do meio policial e também as principais ocorrências tanto aqui em Pedreiras a região também do Médio Mearim como também notícias de todo o país”, elogiou fazendo referências ao programa Tribuna 101, de  7h às 10h da manhã, com Ribinha da FM na externa e outros radialistas no estúdio.

Em comum  quem foi ao I PEDAL AVENTURA (nome dado ao passeio ciclístico de aniversário da emissora), além de ser ouvinte  é um  amante do ciclismo enquanto  atividade física.

Jéferson Santos incluiu a prática na vida há mais ou menos 9 meses depois de inchaço nos pés, o diagnóstico foi de má circulação sanguínea e a ordem médica foi – procure se exercitar. Ele escolheu a bicicleta para se mexer e ganhou muito com isso,  ganhou qualidade de vida.

 “Perdi 20 kg…SÓ BENEFÍCIOS? Tacha glicose, colesterol tudo baixo, certo (…) e a gente vem acompanhando o grande crescimento desse movimento que é o ciclismo aqui em Pedreiras”, disse o autônomo com satisfação na fala.

O crescimento da prática alimentou a ideia de comemorar os 30 anos da emissora com um grande passeio ciclístico, como nos explicou o radialista que tem os mesmos 30 anos  da Cidade FM como colaborador, José Ribamar , mas conhecido como Ribinha da FM.

 “A inscrição era de uma lata de leite e o público esperado inicialmente era de 150, superou as expectativas mais de 400 pessoas se inscreveram e a gente não esperava assim essa quantidade

TRILHAS E ASFALTOS

Metade dos 10 km de PEDAL AVENTURA foi em estradas vicinais, área rural de Pedreiras.

Encontramos muitos participantes de Peritoró, Bacabal, Alto Alegre do Maranhão e  Lima Campos como o professor Joabe Borges.

 “O QUE TE MOTIVOU A VIR DE LIMA CAMPOS? Aventura muita adrenalina…QUE TÁ ACHANDO? Em relação as que já participei tá nota 10”, respondeu

Em meio a tantas bicicletas e pedaladas  duas amigas  corredoras maratonistas pedreirenses resolveram aproveitar a manhã de maneira diferenciada.

Deu 50 minutos, um longãozinho básico, mas valeu a pena, é muito bom se exercitar, num domingo, principalmente num longão assim, é bom demais…GOSTARAM? adorei”, comemorou uma delas, Deuzilene Ramos.

Fotos; Acélio Trindade e Instagram do empresário Klebinho Branco

Ao final do percurso, vários sorteios, capacetes, dinheiro, bicicletas. Uma maneira esportiva de se comemorar 30 anos de existência e, sem nenhuma dúvida, de muito sucesso uma vez que a Cidade FM lidera a audiência na região do Médio Mearim sob a liderança do empresário Kléber Branco, o Klebinho.

 “Premiação ai nós pegamos uma parte em dinheiro, são poupanças, uma de R$ 1.000,00, três de R$ 500, cinco de R$ 300, além de três bicicletas sorteadas pra galera (…) importante que façam a divulgação deste tipo de evento pra que outros venham surgir”, concluiu.

Fonte: blogdoacelio.com.br

Brasília: Senado acata sugestão popular que libera uso medicinal da cannabis

Divulgação/Anvisa

A liberação da maconha para uso medicinal deu um pequeno, mas importante passo na última semana no Senado. Em meio a muita polêmica, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) acatou, na quinta-feira (26), uma sugestão legislativa (SUG 6/2016) sobre uso da cannabis medicinal e do cânhamo industrial – variante da cannabis com menor concentração de tetraidrocanabinol e sem ação psicoativa relevante. A proposta vai tramitar como projeto de lei na Casa.

Uma espécie de marco regulatório para o uso medicinal dessas substâncias foi sugerido pela Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Reduc). O documento enviado pela entidade ao Senado detalhava, em 133 artigos, normas procedimentais e regulamentares sobre métodos de pesquisa, produção, registro, rotulagem, padronização, certificação, licenciamento, comercialização, circulação, tributação, publicidade, inspeção, controle e fiscalização da maconha medicinal e do cânhamo.

Apesar do voto favorável à sugestão, o relator, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), apresentou uma nova redação à proposta, muito mais sucinta. Segundo Vieira, o texto mais enxuto tornará mais fácil contornar problemas de inconstitucionalidade e injuridicidade da redação original, principalmente sobre competências e atribuições de órgãos do Poder Executivo, que não devem ser definidas pelo Congresso.

Com a nova redação, o projeto passa a ter apenas seis artigos que tratam dos produtos, dos processos e dos serviços relacionados à maconha medicinal e ao cânhamo industrial. Um deles submete a produção, a distribuição, o transporte e a comercialização da cannabis medicinal à vigilância sanitária, com monitoramento da cadeia produtiva e do mercado.

O texto prevê ainda que normas relacionadas ao plantio, à cultura e colheita do cânhamo industrial sejam de responsabilidade de uma autoridade agrícola do estado. Também devem ser fomentados pelo Poder Público o desenvolvimento científico e tecnológico sobre medicamentos derivados da cannabis e sobre a produção do cânhamo industrial. Segundo Vieira, a proposta não libera o plantio caseiro a famílias com pacientes de doenças nas quais está provada a ação terapêutica da cannabis.

A Mesa do Senado ainda vai numerar a proposta e definir por quais comissões o texto vai passar. Se avançar no Senado, ele terá de ser enviado à Câmara dos Deputados. Se, por um lado, a sugestão com uma proposta sobre uso medicinal avançou, outra sobre uso recreativo, apreciada há duas semanas pela comissão, foi arquivada pelos senadores.

Outro lado

Autor de um projeto de lei (PL 5.158/19) que prevê a distribuição do canabidiol (CBD) pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas que não contempla outras substâncias medicinais produzidas a partir da maconha, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) defendeu que o assunto não pode ser tratado apenas com emoção, mas com responsabilidade. Girão destacou que a ciência tem demonstrado que, para algumas pessoas, a maconha medicinal causa a piora da saúde. O senador também apontou vícios de inconstitucionalidade e problemas de juridicidade para votar contra a SUG 6/2016, que, de acordo com ele, já está contemplada no ordenamento jurídico brasileiro.

Apioada por vários senadores, a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), usuária de um medicamento a base de cannabis, fez um apelo emocionado para que o senador não impedisse a votação da sugestão. Segundo ela, rejeitar a proposta seria virar as costas para as famílias que precisam da maconha medicinal e estão sofrendo. A parlamentar falou da própria situação.

“Se a gente aprovar um projeto permitindo só o canabidiol, o medicamento que eu tomo vai ser proibido. Isso vai fazer com que eu perca a minha força laboral. E, poxa, alguém aqui já me viu alucinando em algum canto do Congresso? Alguém aqui já me viu falando besteira? Alguém aqui tem algum senão quanto à minha dedicação, à minha seriedade no meu trabalho?”, questionou Mara.

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Pedreiras: Polícia Civil prende suspeito de arrombamentos em Trizidela do Vale

Israel dos Santos Bezerra – Suspeito/Foto Divulgação: Polícia Civil de Pedreiras – MA

Israel dos Santos Bezerra foi preso em flagrante na manhã deste sábado (28), pela Polícia Civil de Pedreiras, ele é suspeito de ter praticado um arrombamento ao um estabelecimento comercial no centro de Trizidela do Vale.

Segundo o Delegado Regional de Pedreiras, Dr. Diego Maciel Ferreira, Israel é suspeito de ter praticado o mesmo crime a um escritório.

Israel foi preso por uma equipe de investigadores de plantão da 14ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedreiras, após identificação do mesmo.

Loteria: Mega-Sena, concurso 2.193: aposta única de Londrina (PR) fatura R$ 5,69 milhões

Aposta única da Mega-Sena custa R$ 3,50 e apostas podem ser feitas até às 19h — Foto: Marcelo Brandt/G1

Uma aposta de Londrina (PR) levou o prêmio de R$ 5.698.505,42 do concurso 2.193 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (28) em São Paulo.

Veja as dezenas sorteadas: 07 – 08 – 22 – 27 – 29 – 42

A quina teve 55 apostas ganhadoras; cada um receberá R$ 31.103,09. A quadra teve 4.664 apostas ganhadoras; cada um levará R$ 523,97.

O valor acumulado para o próximo concurso, marcado para quarta-feira (2) é de R$ 3 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Fonte: g1.globo.com

Maranhão: Suspeitos de matar PM em Imperatriz são identificados; Dois seguem foragidos

Segundo a polícia, Pedro Vinicios (à esquerda) e Emerson Santos (à direita) teriam participado do assassinato do soldado Wanderson Monteiro. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil já identificou todos os supostos autores do homicídio contra o soldado da PM Wanderson Monteiro, em Imperatriz, no sudoeste do Maranhão. O crime aconteceu no dia 23 de setembro na Rua Paraíba do bairro Juçara, dentro de uma loja de celulares onde o policial trabalhava como vigilante.

Soldado Wanderson Monteiro foi morto a tiros durante assalto a uma loja de celulares em Imperatriz — Foto: Arquivo pessoal

Segundo a polícia, o PM morreu ao reagir a um assalto. Ele teria percebido apenas um dos assaltantes, quando um segundo o atacou e o atingiu com um tiro na cabeça. Wanderson era casado e deixa a esposa grávida.

Para o delegado que investiga o caso, Praxíteles Martins, três homens participaram do assalto dentro da loja. Pedro Vinicios da Silva Fontes e Emerson Santos de Sousa continuam foragidos, enquanto um terceiro, chamado Pedro Brito, que aguardava do lado de fora da loja, foi morto em confronto com a polícia no mesmo dia do crime.

“O atirador foi identificado como Pedro Vinicios da Silva Fontes. Tem ainda um outro indivíduo que estava dentro da loja, temos imagens. E tem um terceiro envolvido que estava do lado externo da loja que acabou tombando em confronto com a polícia militar. Ele foi abordado, reagiu a abordagem e acabou falecendo em confronto”, afirmou o delegado.

Fonte: g1.globo.com/ma

Brasília: Sobe para 53 número de municípios atingidos por óleo no Nordeste

Adema/Governo de Sergipe

Subiu para 53 o número de cidades afetadas pela mancha de óleo que atingiu o litoral do Nordeste desde o início do mês.

Segundo o balanço mais recente divulgado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), já são 112 localidades em oito estados afetadas pela mancha. Apenas na Bahia ainda não houve registro do problema.

Uma investigação do Ibama, que monitora a situação desde o dia 2 de setembro, com apoio do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, indica que o petróleo que está poluindo as praias é o mesmo, e a origem não é do Brasil.

De acordo com a investigação do instituto, o petróleo que está poluindo todas as praias é o mesmo. Trata-se de petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo, como gasolina. No entanto, sua origem ainda não foi identificada. Em análise feita pela Petrobras, a empresa informou que o óleo encontrado não é produzido pelo Brasil.

Mesmo sendo de origem estrangeira, os responsáveis estão sujeitos a multas de até R$ 50 milhões, em conformidade com a Lei de Crimes Ambientais, Lei 9.605/1988.

O Ibama informou que requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza de praias. Nos próximos dias, a empresa disponibilizará um contingente de cerca de 100 pessoas.

O instituto orienta as pessoas que identificarem manchas de óleo em alguma praia a entrar em contato com a prefeitura do local e com o instituto por meio da Linha Verde, no número 0800618080.

Até o momento, o petróleo foi encontrado em nove tartarugas, seis delas mortas, e em uma ave, também morta. Segundo o Ibama, não há evidências de contaminação de peixes e crustáceos, mas a avaliação da qualidade do pescado capturado nas áreas afetadas para fins de consumo humano é competência do órgão de vigilância sanitária.

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Brasília: Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 5,5 milhões

Marcelo Camargo/Agência Brasil

As seis dezenas do Concurso 2.192 da Mega-Sena, sorteadas hoje (26), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo, não teve vencedores. O prêmio para o próximo concurso, que será sorteado no sábado (28), está estimado em R$ 5,5 milhões.

Os números sorteados foram 07 – 16 – 37 – 53 – 57 – 59.

A quina teve 38 ganhadores que vão receber, cada um, R$ 36.389,59. Acertaram quatro números 2.635 apostadores, que receberão o prêmio individual de R$ 749,69.

As apostas para o próximo concurso da Mega-Sena podem ser feitas até às 19h de sábado. A aposta mínima, de seis números, custa R$ 3,50.

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Brasília: Bolsonaro sanciona com vetos lei que muda regras eleitorais

José Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (27), com vetos, o projeto que altera regras eleitorais (Projeto de Lei 5029/19). Com isso, as medidas já valerão para as eleições municipais de 2020. O Congresso Nacional ainda terá a possibilidade de apreciar os vetos na semana que vem, que poderão ser mantidos ou derrubados. O prazo final para isso ocorrer a tempo de valer para o ano que vem é o dia 4 de outubro, limite de um ano antes do pleito. 

A versão do projeto que veio do Legislativo foi aprovada no último dia 18, pela Câmara dos Deputados, depois de ter sido modificada durante a tramitação no Senado. O texto alterou regras do Fundo Partidário, normas relacionadas à prestação de contas, regras de elegibilidade, e ainda recriou a propaganda político-partidária no rádio e na televisão. 

O Palácio do Planalto informou que, entre os pontos vetados pelo presidente da República, está justamente a recriação da propaganda político-partidária no rádio e na televisão, que havia deixado de existir com a reforma aleitoral anterior (Lei 13.487, de 2017). Um dos motivos para a extinção do horário político era para viabilizar a criação do Fundo Eleitoral, já que o horário político-partidário é custeado mediante renúncia fiscal conferido às emissoras de rádio e TV, como contrapartida ao tempo disponibilizado. 

“O veto se deu por inconstitucionalidade, uma vez que ofende dispositivo constitucional que dispõe que as proposições que tragam renúncia de receita ou aumento de despesa estejam acompanhados de estudo de impacto orçamentário-financeiro, o que não ocorreu na proposição em questão”, informou o Planalto, em nota.

Outro ponto vetado por Bolsonaro foi a previsão de aumento de recursos a serem destinados ao Fundo Eleitoral anualmente, sem limitação prévia, não apenas em ano de eleição como previsto atualmente. Para o próximo ano, caberá à lei orçamentária definir o valor do fundo, segundo percentual do total de emendas de bancada cuja execução é obrigatória. O projeto de lei do orçamento (PLOA 2020), enviado pelo governo federal, destina R$ 2,54 bilhões para as eleições municipais. Em relação ao pleito de 2018 (R$ 1,72 bilhão), o aumento proposto é de 48%. “Igualmente, a razão do veto está atrelada às questões orçamentárias, uma vez que a proposição não veio acompanhada do impacto orçamentário-financeiro”, justificou o Planalto no veto da medida.

Também foi vetado dispositivo que possibilitava gastos ilimitados com passagens aéreas e impedia que fossem apresentados documentos que comprovassem os gastos e as finalidades. O dispositivo que permitia a utilização do fundo partidário para pagamento de multas também foi vetado, segundo o Palácio do Planalto, “por contrariar a lógica, a saúde financeira do sistema e por permitir que o dinheiro arrecadado com as multas e direcionados ao fundo seja utilizado para pagar as próprias multas”.

Outros dispositivos vetados flexibilizavam os critérios de de análise da elegibilidade dos candidatos com base na Lei da Ficha Limpa. Com isso, a Justiça Federal só deveria analisar a ficha do candidato no momento da posse e não no do registro da candidatura, como ocorre hoje. 

Foram vetados ainda, segundo o governo, os dispositivos que traziam anistias às multas aplicadas pela Justiça Eleitoral. “Os vetos em comento se justificam em razão dos artigos contrariarem a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Constituição Federal, ao não trazerem o estudo do impacto nas contas públicas das anistias às sanções que foram aplicadas”, diz a nota do Planalto. 

O texto sancionado será publicado em uma edição extra do Diário Oficial da União ainda nesta sexta-feira. O Palácio do Planalto também listou alguns dos principais pontos sancionados pelo presidente da República, que já passam a valer após a publicação:

– Trecho que amplia a possibilidade de se estabelecer sede e de promover os atos de registro de constituição dos partidos políticos em qualquer localidade do território nacional, não mais se restringindo apenas à capital federal;

– Item que determina que as manifestações das áreas técnicas dos tribunais eleitorais se atenham à legislação e às normas de contabilidade, competindo o juízo de valor aos magistrados;

– Dispositivo que desobriga os partidos políticos da apresentação de certidões ou documentos referentes a informações que a Justiça Eleitoral já receba por meio de convênio ou integração de sistema eletrônico com órgãos da administração pública ou entidade bancária e do sistema financeiro;

– Item que permite o recebimento de doações de pessoas físicas por meio de boleto bancário e débito em conta, além de dispor que os bancos e as empresas de meios de pagamentos disponibilizem a abertura de contas bancárias e seus serviços de meios de pagamento e compensação aos partidos políticos;

– Dispositivo que altera a legislação trabalhista para quem presta atividades nos partidos políticos;

– Item que disciplina a forma de utilização dos gastos com advogados, contadores e demais despesas serão realizados em razão do processo eleitoral;

– Dispositivo que regulamenta a cobrança das multas eleitorais, de modo a limitar a cobrança mensal destes valores.

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Brasília: Gilmar recomenda que Janot procure ‘ajuda psiquiátrica’ após ex-procurador dizer que pensou em matá-lo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot Foto: Ailton de Freitas / Arquivo O Globo

O ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF ) Gilmar Mendes divulgou uma nota nesta sexta-feira sobre a revelação feita pelo ex-procurador-geral Rodrigo Janot de que um dia entrou na Corte armado com o objetivo de assassiná-lo. Mendes recomendou que Janot “procure ajuda psiquiátrica” e afirmou que o ex-procurador-geral “certamente não tem medo de assassinar reputações”. Ele também chamou Janot de facínora , em uma entrevista coletiva após participar de um evento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Se a divergência com um ministro do Supremo o expôs a tais tentações tresloucadas, imagino como conduziu ações penais de pessoas que ministros do Supremo não eram. Afinal, certamente não tem medo de assassinar reputações quem confessa a intenção de assassinar um membro da Corte Constitucional do País. Recomendo que procure ajuda psiquiátrica”, diz trecho da nota divulgada por Mendes.

O ministro diz que lamenta “o fato de que, por um bom tempo, uma parte do devido processo legal no país ficou refém de quem confessa ter impulsos homicidas”. Afirma que ao falar em se suicidar após o assassinato Janot visava se livrar da pena e que este ato “seria motivado por oportunismo e covardia”.

Revelação : ‘Ia dar um tiro na cara dele (Gilmar) e depois me suicidaria’, diz Janot

Mendes, um crítico da atuação de Janot e de vários pontos da Operação Lava-Jato, afirmou que continuará a apontar desvios em investigações.

“O combate à corrupção no Brasil — justo, necessário e urgente — tornou-se refém de fanáticos que nunca esconderam que também tinham um projeto de poder. Dentro do que é cabível a um ministro do STF, procurei evidenciar tais desvios. E continuarei a fazê-lo em defesa da Constituição e do devido processo legal”, afirma.

O ministro se disse ainda surpreso com a revelação e alfinetou novamente Janot: “Sempre acreditei que, na relação profissional com tão notória figura, estava exposto, no máximo, a petições mal redigidas, em que a pobreza da língua concorria com a indigência da fundamentação técnica. Agora ele revela que eu corria também risco de morrer”.

A revelação de que planejou assassinar Mendes foi feita por Janot em entrevistas publicadas nesta quinta-feira pelos jornais “O Estado de S. Paulo”, “Folha de S.Paulo” e pela revista “Veja”. Sem citar o nome do ministro, a cena também é relatada no livro “Nada menos que tudo”, escrito com os jornalistas Jailton de Carvalho e Guilherme Evelin. A obra será lançada pela Editora Planeta.

“Tirei a minha pistola da cintura, engatilhei, mantive-a encostada à perna e fui para cima dele. Mas algo estranho aconteceu”, relata o ex-procurador-geral.

Fonte: oglobo.globo.com

Pedreiras: 1ª Promotoria de Justiça realiza I Fórum de Discussão e Regulação em Saúde

Foto: Sandro Vagner

O evento foi realizado hoje (27), no Auditório do Campus da UEMA de Pedreiras, e contou com as presenças dos gestores municipais de Pedreiras, Antônio França, e de Trizidela do Vale, Fred Maia; secretárias de saúde, Karen Cynthia (Pedreiras) e Arilene Bezerra (Trizidela do Vale); assessores das pastas; servidores municipais dos dois Municípios; Agentes Comunitário de Saúde e outros profissionais.

Karen Cynthia – Secretária Municipal de Saúde de Pedreiras/Foto: Sandro Vagner

As secretárias apresentaram à Promotora de Justiça, Marina Carneiro, através de uma transparência, as atividades, dados e a situação de cada secretaria, quando se trata dos hospitais, assim, também, como prestaram informações sobre outras atividades desenvolvidas pela saúde.

O I Fórum de Discussão – Regulação em Saúde – Desafios à Governança das Redes de Atenção à Saúde, foi promovido pelo Ministério Público, 1ª Promotoria de Justiça, através da promotora Marina Carneiro. Segundo ela, algumas demandas chegaram ao Ministério Público, que evidenciaram dificuldades na regulação das redes de atenção à saúde, citou como exemplo questões sobre uma paciente que deu entrada no Hospital de Pedreiras, estava grávida, não tinha ambulância, e quem teria a responsabilidade de fazer o transporte da paciente, além de outras situações.

Prefeito Antonio França, Prefeito Fred Maia; Marina Carneiro (Promotora de Justiça); Arilene Bezerra (Secretária de Saúde de Trizidela do Vale); e Karen Cynthia (Secretária de Saúde de Pedreiras)Foto: ASCOM do Ministério Público de Pedreiras

Essas situações pontuais que nos chegaram, essa que se refere à rede cegonha, e uma outra a que se refere à Rede de Atenção Psicossocial, me fizeram refletir sobre a necessidade da gente reunir os dois Municípios, reunir os profissionais de saúde que atuam na área e discutir a regulação. Discutir quais são as dificuldades, quais são os desafios que as pessoas que atuam nas redes de atenção à saúde têm enfrentado, pra que a gente possa pensar em medidas, em ações, que aperfeiçoem esse sistema.” Declarou a Promotora de Justiça , Marina Carneiro.

Segundo a Promotora Marina Carneiro, o Ministério Público quer estar junto da sociedade, conversando sobre essas problemáticas, para que possa pensar em medidas que venham para aperfeiçoar.

Foto: Sandro Vagner

Debates e opiniões também fizeram parte do I Fórum de Discussão – Regulação em Saúde.

Fotos: Sandro Vagner

  • siga-nos no facebook

  • FEMAF – Vem aí o IV Simpósio

  • Vice-prefeito de Pedreiras. Acesse nossa página no Facebook. Clique no Flyer

  • Promoção especial pra você! Natal com presente Lima Gaz

  • Venha nos visitar!

  • SBF Empreendimentos

  • Clique no flyer e acesse o site da FAESF

  • Vitorino Net

  • Connect Pedreiras

  • Em pleno funcionamento

  • Acesse nossa página. Clique no banner

  • Pedreiras Grand’ Hotel – Para pessoas que buscam tranquilidade, conforto, bons serviços e clima agradável

  • LOJA DOIS PAPELARIA – Avenida Rio Branco – Centro – Pedreiras

  • Óticas Diniz

  • LHNet

  • Telefones Úteis

    WhatsApp da PM (99) 8156-5426 Tenente do Dia (99) 98174-3547 Sargento do Dia (99) 98140-4154
  • downloadfilmterbaru.xyz nomortogel.xyz malayporntube.xyz