Logo

Brasília: Após dois anos sem partido, Bolsonaro se filia ao PL, nona legenda da carreira política

O presidente Jair Bolsonaro discursou ao lado de Valdemar Costa Neto (esquerda) e do presidente da Câmara, Arthur Lira (direita), durante a filiação ao PL — Foto: Reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro se filiou na manhã desta terça-feira (30) ao Partido Liberal. A cerimônia de filiação aconteceu na sede do partido em Brasília e contou com a presença do presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, e de integrantes do governo.

Bolsonaro foi eleito presidente pelo PSL em 2018 e deixou o partido em 2019, em meio a divergências com a cúpula da legenda. Na ocasião, chegou a articular a criação de um novo partido, a Aliança Pelo Brasil, que não passou da fase de coleta de assinaturas.

O PL será o nono partido da carreira política de Bolsonaro. Em três décadas, o atual presidente passou por PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP, PSC e PSL.

No discurso, Bolsonaro fez acenos aos parlamentares do PL e de outros partidos que tinham representantes presentes no evento. Tanto o PL como as outras siglas citadas por Bolsonaro fazem parte do chamado Centrão, uma bancada informal no Congresso que abriga siglas de centro-direita e com a qual o governo se aliou desde o ano passado, em busca de uma base de sustentação na Câmara e no Senado (veja mais sobre o Centrão ao fim desta reportagem).

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

“Estou me sentindo aqui em casa, dentro do Congresso Nacional, aquele plenário da Câmara, tendo em vista a quantidade de parlamentares aqui presentes. Me trazem lembranças agradáveis, lembranças de luta, acima de tudo, momentos em que nós, juntos, fizemos pelo nosso país. Eu venho do meio de vocês. Venho de 28 anos na Câmara”, afirmou o presidente.

Bolsonaro disse que não foi fácil optar pelo PL, tendo em vista propostas para entrar em outros partidos com o quais também sente afinidade.

“Eu vim do PP. E confesso, prezado Valdemar, a decisão não foi fácil. Até mesmo o Marcos Pereira [presidente do Republicanos], conversei muito com ele e com outros parlamentares”, completou Bolsonaro.

“Pode ter certeza que nenhum partido será esquecido por nós”, frisou.

Oficialmente, a pré-candidatura de Bolsonaro ainda não foi lançada. Ele fez questão de ressaltar que o evento desta terça era exclusivamente um ato de filiação.

“Não estamos aqui lançando ninguém a cargo nenhum. Um evento simples, mas de muita importância, a filiação, que é a passagem para que possamos pleitear algo lá na frente”, concluiu o presidente.

Bolsonaro repetiu uma provocação que tem feito nos últimos meses ao Supremo Tribunal Federal (STF). Sem se referir diretamente à corte e sem citar nomes de ministros, disse que “alguns” extrapolam “na região” da Praça dos Três Poderes.

“Nós temos um bem que está na nossa frente e não podemos desprezar, achar que ele não vai acabar nunca, um bem que nós devemos sempre zelar por ele, que é a nossa liberdade. Alguns extrapolam aqui, na região da Praça dos Três Poderes, mas essa pessoa vai ser enquadrada, vai se enquadrando, vai vendo que a maioria somos nós. E nós aqui, que temos voto em especial, é que devemos conduzir o destino da nossa nação”, disse Bolsonaro.

Vários ministros participaram do evento de filiação de Bolsonaro, como Paulo Guedes (Economia), Flávia Arruda (Secretaria de governo), Marcos Pontes (Ciência e tecnologia), Tarcísio de Freitas (infraestrutura), Tereza Cristina (Agricultura), Milton Ribeiro (Educação), Rogério Marinho (Desenvolvimento regional) e Ciro Nogueira (Casa Civil).

Entre os presentes, também estavam o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro.

Filiação de senador e de ministro

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

 

Além de Bolsonaro, também se filiou ao partido o senador Flávio Bolsonaro, filho mais velho do presidente. Será a quarta legenda do senador, eleito pelo PSL em 2018. O senador migrou para o Republicanos em março de 2020 e se transferiu de novo para o Patriota em maio deste ano.

Quem também se filiou ao PL na cerimônia desta terça o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Idas e vindas

 

O novo partido chegou a anunciar a cerimônia de recepção de Bolsonaro para o último dia 22, mas teve de adiar o compromisso em razão de exigências do presidente sobre alianças nos estados nas eleições de 2022.

Após o adiamento, questionado sobre a adesão ao PL, respondeu que “foi tudo conversado” com o presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, e que os dois estão “sem problema”.

“Uma pessoa que é conhecida por honrar palavra. Da minha parte também, e temos tudo para realmente ajudar na política brasileira”, declarou Bolsonaro.

Bolsonaro no Centrão

 

Eleito com um discurso contrário à “política fisiológica”, o presidente Jair Bolsonaro afirmou em julho deste ano que é do grupo de partidos do Centrão.

O partido foi da base aliada de todos os governos das últimas duas décadas: apoiou Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff, Michel Temer e, agora, Bolsonaro.

A declaração de Bolsonaro foi dada em entrevista a uma rádio, após ter sido questionado sobre a indicação do senador Ciro Nogueira (PP-PI) para comandar a Casa Civil. Nogueira presidente o Progressistas, outra sigla do Centrão.

“Eu sou do Centrão. Eu fui do PP metade do meu tempo. Fui do PTB, fui do então PFL. No passado, integrei siglas que foram extintas, como PRB, PTB. O PP, lá atrás, foi extinto, depois renasceu novamente”, declarou Bolsonaro.

“Nós temos 513 parlamentares. O tal Centrão, que chamam pejorativamente disso, são alguns partidos que lá atrás se uniram na campanha do [Geraldo] Alckmin [PSDB]. E ficou, então, rotulado Centrão como algo pejorativo, algo danoso à nação. Não tem nada a ver, eu nasci de lá”, acrescentou Bolsonaro.

Em 2018, o general Augusto Heleno, atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) de Bolsonaro, fez uma paródia do samba “Reunião de bacana” e insinuou que os integrantes do bloco são ladrões.

O samba original diz: “Se gritar pega ladrão, não fica um, meu irmão.” Heleno, na paródia, afirmou: “Se gritar pega Centrão, não fica um, meu irmão.”

Em maio deste ano, no entanto, Augusto Heleno afirmou que o bloco “não existe”.

“Sobre o Centrão, aquela brincadeira que eu fiz, foi numa convenção do PSL na época da campanha eleitoral. Naquela época, existia à disposição na mídia várias críticas ao Centrão. Não quer dizer que hoje exista Centrão, isso foi muito modificado ao longo do tempo”, afirmou Heleno na ocasião.

Costa Neto, condenado no mensalão

 

Em 2012, Valdemar foi condenado no julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 7 anos e 10 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Valdemar foi preso em 2013 e em 2014 passou a cumprir prisão domiciliar. Dois anos depois, em 2016, o ministro do STF Luís Roberto Barroso concedeu perdão da pena e determinou a soltura do ex-deputado. Na ocasião, a decisão seguiu parecer da Procuradoria Geral da República (PGR).

‘Carta branca’

 

Na semana passada, Valdemar Costa Neto reuniu em Brasília os presidentes estaduais do PL.

O colunista do g1 Gerson Camarotti informou que aliados próximos de Bolsonaro disseram que o presidente não precisava de uma “carta branca” do PL, mas, sim, ganhar tempo para acalmar a militância e, com isso, reverter as críticas de bolsonaristas nas redes sociais.

fonte: g1.globo.com

Pedreiras: Simplício Araújo confirma durante Live que continua como Pré-candidato ao Governo do Estado

Simplício Araújo confirma sua pré-candidatura ao governo do Estado do Maranhão/Foto: Instagram

Agora há pouco, em sua rede social (Instagram), ao vivo, o secretário de Indústria, Comércio e Energia do Maranhão, Simplício Araújo, confirmou sua pré-candidatura ao governo do Estado, após, ontem (29), o governador Flávio Dino ter indicado o nome de seu vice, Carlos Brandão, como seu pretendente para concorrer à sucessão estadual nas eleições de 2022.

Veja o vídeo

São Luís: Governador Flávio Dino diz que decisão para escolha de candidato ao governo será em janeiro

Durante uma reunião realizada agora há pouco no Palácio dos Leões, com a participação de 13 partidos que compõem o governo, apesar de manifestar seu apoio ao vice-governador Carlos Brandão, como candidato às eleições de 2022 para governo do estado, Flávio Dino puxou o freio de mão e disse em seu Twiter que a decisão final será mesmo em janeiro do próximo ano.

Os quatros pré-candidatos: Simplício Araújo, Weverton Rocha, Felipe Camarão e Carlos Brandão, que fazem parte do grupo do governador, estiveram presentes e acataram a palavra do governado, que disse:

A reunião foi tranquila, com muito espírito de diálogo e união. Devemos conversar novamente durante o mês de janeiro. O processo de definição para eleição de 2022 está em andamento, com uma visão democrática de ouvir os partidos, para decisão final em janeiro, em nova reunião a ser marcada.”

Até janeiro de 2022 muita coisa ainda pode acontecer, uma delas será alguns pré-candidatos tentarem caminhar com suas próprias pernas.

Vamos aguardar!

Nova York: Mistura ‘Frankenstein’ de mutações na nova cepa preocupa cientistas

População londrina volta a adotar máscaras após alerta do governo diante da ameaça da variante Ômicron, já detectada no Reino Unido Foto: TOM NICHOLSON / REUTERS

Enquanto as nações bloqueavam voos vindos da África do Sul em meio a temores de outro surto global do coronavírus, os cientistas passaram o domingo empenhados em reunir dados sobre a nova variante Ômicron, suas características e, talvez o mais importante, a eficácia das vacinas atuais na proteção contra essa nova cepa.

As primeiras descobertas formam um quadro misto. A variante pode ser mais transmissível e capaz de escapar das respostas imunológicas do corpo, tanto a provocada pela vacinação quanto a decorrente da infecção natural, diferentemente das versões anteriores do vírus, disseram especialistas em entrevistas.

As vacinas podem continuar a prevenir doenças graves e a morte, embora doses de reforço possam ser necessárias para proteger a maioria das pessoas. Mesmo assim, as fabricantes das duas vacinas mais eficazes, Pfizer-BioNTech e Moderna, estão se preparando para reformular seus imunizantes, se necessário.

— Nós realmente precisamos estar vigilantes sobre essa nova variante e nos preparar para ela —, disse Jesse Bloom, biólogo do Centro de Pesquisa do Câncer Fred Hutchinson Cancer Research Center, em Seattle, nos EUA, que concluiu: — Provavelmente em algumas semanas, teremos uma noção melhor do quanto essa variante está se espalhando e como pode ser necessário ter com uma vacina específica.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Mesmo com os cientistas examinando minuciosamente a nova variante, países ao redor do mundo reduziram as viagens de e para as nações do sul da África, onde a variante Ômicron foi identificada pela primeira vez. Apesar das restrições, o vírus já foi encontrado em meia dúzia de países europeus, incluindo o Reino Unido, além de Austrália, Israel e Hong Kong.

Resposta rápida da comunidade científica

A Ômicron já é responsável pela maioria dos 2,3 mil novos casos diários na província de Gauteng, na África do Sul, anunciou ontem o presidente Cyril Ramaphosa. Nacionalmente, as novas infecções mais do que triplicaram na semana passada, e a positividade do teste aumentou de 2% para 9%.

Os cientistas reagiram mais rapidamente à Ômicron do que a qualquer outra variante. Em apenas 36 horas desde os primeiros sinais de problemas na África do Sul, na última terça-feira, os pesquisadores analisaram amostras de 100 pacientes infectados, reuniram os dados e alertaram o mundo, disse Tulio de Oliveira, geneticista da Escola de Medicina Nelson R. Mandela, em Durban.

Uma hora após o primeiro alarme, cientistas da África do Sul também correram para testar vacinas contra a nova variante. Agora, dezenas de equipes em todo o mundo, incluindo pesquisadores da Pfizer-BioNTech e Moderna, juntaram-se à investigação.

Eles não saberão os resultados antes de duas semanas, no mínimo. Mas as mutações que a Ômicron carrega sugerem que as vacinas provavelmente serão menos eficazes, em algum grau desconhecido, do que foram contra qualquer variante anterior.

— Com base em muito trabalho que fizeram em outras variantes e outras mutações, podemos ter certeza de que essas mutações vão causar uma queda considerável na neutralização de anticorpos — disse Bloom, referindo-se à capacidade do corpo de atacar um vírus invasor.

Os médicos sul-africanos estão observando um aumento nas reinfecções em pessoas que já tiveram um diagnóstico de Covid-19, sugerindo que a variante pode superar também a imunidade natural, disse Richard Lessells, médico de doenças infecciosas da Universidade de KwaZulu-Natal.

A Ômicron tem cerca de 50 mutações, incluindo mais de 30 na spike, uma proteína viral em sua superfície a qual as vacinas treinam o corpo para reconhecer e atacar.

Algumas dessas mutações já foram observadas anteriormente. Acredita-se que algumas tenham potencializado a capacidade da variante Beta de driblar as vacinas, enquanto outras provavelmente turbinaram o alto poder de contágio da Delta.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

— Meu melhor palpite é que ela combina esses dois elementos — disse Penny Moore, virologista do Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis da África do Sul, sobre a nova variante.

Mas a Ômicron também tem 26 mutações únicas na spike, em comparação com dez na Delta e seis na Beta. Muitas delas parecem tornar a variante mais difícil para o sistema imunológico reconhecer e atacar o vírus.

— Há muitas que nunca estudamos antes, mas apenas olhando para a proteína spike, elas se encontram em regiões que sabemos serem imunodominantes — disse Moore, referindo-se às partes da proteína spike que interagem com as defesas imunológicas do corpo.

Vacinas adaptadas em seis semanas

A equipe de Moore talvez seja a mais avançada nos testes das vacinas contra a Ômicron. Ela e seus colegas estão se preparando para testar o sangue de pessoas totalmente imunizadas contra uma versão sintética da variante Ômicron.

A criação desse “pseudovírus” — um substituto viral que contém todas as mutações — leva tempo, mas os resultados podem estar disponíveis em cerca de dez dias.

Para simular mais de perto o que as pessoas provavelmente encontrarão, outra equipe liderada por Alex Sigal,  virologista do Instituto de Pesquisa em Saúde da África, está cultivando um vírus Ômicron vivo, que será testado contra o sangue de pessoas totalmente imunizadas, bem como aquelas que foram previamente infectadas.

Esses resultados podem demorar mais, mas devem fornecer uma imagem mais completa do desempenho das vacinas, disse Sigal.

Se as vacinas provarem ser muito menos potentes contra a Ômicron, talvez seja necessário ajustá-las para aumentar sua eficácia. Preparando-se para o pior, Moderna, Pfizer-BioNTech e Johnson & Johnson planejam testar uma versão artificial da Ômicron contra suas vacinas.

As vacinas de mRNA em especial, caso da Moderna e da Pfizer-BioNTech, foram construídas com uma tecnologia que deve permitir uma modificação rápida. Os cientistas da Pfizer “podem adaptar a vacina atual em seis semanas e enviar lotes iniciais em 100 dias no caso de uma variante de escape” que se esquivam do sistema imunológico, disse Jerica Pitts, porta-voz da Pfizer.

O trabalho da Moderna começou na terça-feira, imediatamente depois que seus cientistas souberam da Ômicron — a resposta mais rápida da empresa a uma variante, disse Stephen Hoge, presidente da farmacêutica.

Mesmo sem dados sobre a propagação da Ômicron, era óbvio que a variante seria uma ameaça considerável para as vacinas, disse ele.

— É uma mistura Frankenstein dos maiores sucessos — disse Hoge, referindo-se às muitas mutações da variante. — Simplesmente acionou cada um de nossos alarmes.

A Moderna, cuja vacina não é usada no Brasil, pode atualizar sua vacina atual em cerca de dois meses e ter resultados clínicos em cerca de três meses, se necessário, disse ele.

O papel da imunidade híbrida

Ambas as empresas também planejam testar se as doses de reforço fortalecerão o sistema imunológico suficientemente para proteger contra a nova variante. Os reforços das vacinas Pfizer-BioNTech e Moderna demonstraram aumentar os níveis de anticorpos significativamente.

Mas esses anticorpos podem não ser amplamente eficazes contra todas as mutações do vírus e podem não ser suficientes para neutralizar totalmente a Ômicron, disse Michel Nussenzweig, imunologista da Universidade Rockefeller em Nova York.

As pessoas que se recuperam da Covid e recebem até mesmo uma dose da vacina tendem a produzir uma gama mais ampla de anticorpos, capazes de reconhecer mais versões do vírus, do que as pessoas que foram apenas vacinadas.

— É claro que a imunidade híbrida, o tipo que as pessoas obtêm quando foram infectadas e vacinadas, é superior e é muito, muito provável que neutralize a nova variante também — disse Nussenzweig, antes de completar: — Depois de duas doses de vacina, não vimos isso. Mas esperamos que depois de três doses, talvez haja alguma recuperação.

Nussenzweig e seus colegas estão se preparando para testar a Ômicron contra as vacinas de mRNA, bem como as vacinas feitas pela Johnson & Johnson e AstraZeneca. Eles esperam ter resultados dentro de um mês.

Questões éticas

As vacinas específicas contra a Ômicron criadas em apenas algumas semanas seriam um feito milagroso. Mas a perspectiva de produzi-las e distribuí-las levanta questões assustadoras.

Se novas versões são necessárias para proteger as pessoas em todos os lugares, as empresas devem disponibilizá-las aos países africanos que mais precisam delas, mas menos podem pagá-las, disse Oliveira.

— A África do Sul pelo menos conseguiu obter suas próprias vacinas —, disse ele. Mas os países mais pobres, como Sudão, Moçambique, Eswatini e Lesoto, precisarão de opções de baixo custo.

A Pfizer não respondeu a uma pergunta sobre vacinas de baixo custo para as nações africanas. Hoge, da Moderna, disse que a empresa já tinha um acordo com a União Africana para entregar 110 milhões de doses a US$ 3,50 por meia dose da vacina.

Hoge disse reconhecer que 110 milhões correspondem a menos de 10% da população da África. Mas, ele observou, “nós também somos as menores de todas as fabricantes, então 10% certamente serão úteis.”

Apesar da frustração que os cientistas sul-africanos expressaram sobre a iniquidade da vacina e por terem sido punidos com as restrições de viagem, eles foram inundados por pedidos de sequências genéticas da Ômicron vindos de seus paris na Itália, Alemanha, Austrália e Nova Zelândia, bem como de laboratórios da América do Norte.

Quanto mais equipes envolvidas, melhor, disse Moore, que recebeu cerca de 50 solicitações apenas no sábado. À medida que o vírus se move pelo globo, é provável que continue mudando.

— Conseguir a combinação certa de mutações em si é um objetivo em constante movimento — disse ela.

Pesquisadores em todos os lugares querem evitar tirar conclusões prematuras, um erro que cometeram quando a variante Beta veio à tona. Os testes preliminares daquela variante levaram em consideração apenas uma mutação conhecida e subestimaram sua capacidade de escapar o sistema imunológico, lembrou Moore. Felizmente, a variante também acabou sendo menos contagiosa.

Para obter uma imagem completa da eficácia das vacinas contra a Ômicron, os cientistas devem observar não apenas os níveis de anticorpos, mas também as células do sistema imunológico que podem reconhecer e destruir as células infectadas. As células imunológicas chamadas células T são cruciais para evitar que uma infecção progrida para uma doença grave e morte.

Algumas das mutações da Ômicron ocorrem em partes do vírus direcionadas pelas células T, o que significa que a variante pode ser mais difícil para as células T reconhecerem.

Uma simulação de computador já previu que essas mutações podem alterar cerca de seis das centenas de regiões que as células T podem reconhecer, disse Wendy Burgers, imunologista da Universidade da Cidade do Cabo.

Isso pode não parecer muito. Mas as pessoas fazem conjuntos variados de células T, portanto, dependendo de quais alvos as mutações eliminam, algumas pessoas mal podem ser afetadas pela Ômicron — enquanto outras podem ficar vulneráveis.

A pesquisadora Wendy Burgers espera obter sangue de 50 pessoas infectadas com a variante para avaliar como as mutações se manifestarão em uma população. Assim que as amostras estiverem em mãos, os resultados estarão disponíveis após “provavelmente uma semana de análises e longas noites”, disse.

Mesmo que as vacinas resistam à Ômicron, novas versões provavelmente serão necessárias em algum momento, e talvez em breve. O vírus está adquirindo mutações muito mais rápido do que o esperado, disse Bloom.

A influenza sazonal é o exemplo frequentemente citado de um vírus que sofre mutações rapidamente, exigindo atualizações regulares das vacinas. Mas o coronavírus é “pelo menos igual e possivelmente até mais rápido do que a influenza”, disse Bloom.

— Sempre haverá novas variantes surgindo.

fonte: oglobo.globo.com

São Paulo: Preocupação com variante faz Salvador cancelar festa de réveillon

Salvador,Elevador Lacerda/© Márcio Filho / MTUR

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou nesta segunda-feira (29) o cancelamento da festa de Réveillon na capital baiana. Ele informou ter feito uma avaliação criteriosa a partir do surgimento da nova variante Ômicron e do aumento de casos de covid-19 em países da Europa.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

“Sei da importância do evento para a economia da nossa cidade, mas seguimos colocando a vida das pessoas em primeiro lugar”, disse em uma rede social.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Com relação aos festejos de Carnaval, considerados dos mais tradicionais do país, o prefeito declarou que irá tomar a decisão em conjunto com o governo estadual, “considerando toda segurança e cautela necessária para o momento”, disse.

fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Edição: Maria Claudia

Brasília: Réus por incêndio na boate Kiss começam a ser julgados na quarta-feira

Santa Maria (RS) – Um ano do incêncio na Boate Kiss durante show na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013. Entrada da boate (Wilson Dias/Agência Brasil/Arquivo)

Era para ser uma noite de alegria. A festa “Agromerados” marcaria a formatura de cursos como Agronomia, Veterinária e outros, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul. Mas o que aconteceu foi uma tragédia, uma das maiores da história recente do país.

No dia 27 de janeiro de 2013, a Boate Kiss, casa noturna localizada na Rua dos Andradas, no centro da cidade de Santa Maria, recebeu centenas de jovens para a comemoração. No palco, dois shows ao vivo. O primeiro, de uma banda de rock. Depois, foi a vez dos rapazes da banda Gurizada Fandangueira, de sertanejo universitário. A casa estava lotada: entre 800 e mil pessoas. A boate tinha capacidade para 690 pessoas.

Ouça na Radioagência Nacional: Réus por incêndio na boate Kiss começam a ser julgados na quarta

Segundo contou na época o guitarrista da banda Rodrigo Lemos, o fogo começou depois que um sinalizador foi aceso. Ele disse que os colegas de banda logo tentaram apagar o incêndio, mas o extintor não teria funcionado. Um dos componentes da bando, o gaiteiro Danilo Jaques, morreu no local.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Naquele dia, as faíscas atingiram o teto revestido de espuma. Em instantes o fogo se espalhou pela pista de dança e logo tomou todo o interior da boate. De acordo com os bombeiros, a fumaça altamente tóxica e de cheiro forte provocou pânico. Aí começou a tragédia.

Ainda sem saberem do que se tratava, seguranças tentaram impedir a saída antes do pagamento. Houve empurra-empurra. Alguns conseguiram deixar o local. Muitos que não conseguiram, desmaiaram, intoxicados pela fumaça. Outros procuraram os banheiros para escapar ou buscar uma entrada de ar e acabaram morrendo. Segundo peritos, o sistema de ar condicionado ajudou a espalhar a fumaça. Além disso, um curto-circuito provocado pelo incêndio causou uma explosão. Morreram 240 pessoas.

Na rede social, uma das sobreviventes, Suzielle Requia, conta como conseguiu escapar da morte. Resgatada com ajuda de um amigo, ela ficou hospitalizada por dois dias, porque sentia muita falta de ar:

“Eu ouvi um grito de uma menina: ‘abre, abre, a Kiss está pegando fogo’. Quando eu olhei para o palco, eu vi um clarão. Eu olhei para o meu amigo e disse: ‘a Kiss está realmente pegando fogo’. E nisso ele agarrou a minha mão e me puxou. Mas eu me perdi dele, porque a fumaça já tinha tomado conta da Kiss. Eu não enxergava um palmo na frente do nariz. Até eu me bati na primeira grade, consegui pular aquela grade e caí para fora da boate. Eu desmaiei”.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

A terapeuta ocupacional Kelen Ferreira sobreviveu com sequelas graves. Ela perdeu o pé direito, teve queimaduras em 20% do corpo e ainda faz tratamento pulmonar:

“Eu fiquei 78 dias internada no Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Quinze dias eu fiquei em coma induzido, mais nove na UTI, que totalizaram 24, e 54 dias no quarto. Eu revivo o 27 de janeiro todos os dias”.

A perícia policial apontou que uma combinação provocou a tragédia: o material empregado para isolamento acústico (com a espuma irregular), associado ao uso de sinalizador em ambiente fechado, a saída única, as falhas no extintor e a exaustão de ar inadequada. Associado a tudo isso, o indício de superlotação.

O caso comoveu o país inteiro e provocou debates sobre a segurança de casas noturnas e locais de grande aglomeração de pessoas.

Ainda em 2013, o governo do Rio Grande do Sul publicou a Lei Kiss, que estabelece normas sobre segurança, prevenção e proteção contra incêndios nas edificações e áreas de risco de incêndios no estado. O exemplo foi seguido por várias outras cidades. Uma audiência pública no Senado debateu a legislação de prevenção e combate de incêndios no Brasil.

Em fevereiro de 2013, foi criada a Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria, com mais de 28 mil assinaturas, pedindo apoio do Ministério Público para a busca de justiça.

Em março daquele ano, foram presos preventivamente quatro investigados. Os réus são os sócios da Kiss, Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann; o vocalista da banda Gurizada Fandangueira, que se apresentou naquela noite, Marcelo de Jesus dos Santos; e o produtor musical Luciano Bonilha Leão.

Eles vão a júri popular neste 1º de dezembro, no Foro Central de Porto Alegre.

fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Edição: Ana Lúcia Caldas e Nathália Mendes

Pedreiras: Terminou o Festejo em honra a São Benedito

Foto: Sandro Vagner

Como já é uma grande e bonita tradição, ontem (28), após nove dias de muitas orações e atrações culturais no Anfiteatro Dom Jacinto Brito, os devotos de São Benedito participaram da Procissão e da Santa Missa, que é celebrada em frente ao Santuário do Padroeiro.

Foto: Sandro Vagner

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Procissão

É bonito de se ver, muita gente pagando promessa com pratos de velas sobre a cabeça, descalços, com vestes do santo dos pobres e outros adereços que fazem da procissão, um colorido à parte. Tudo isso foi constatado mais uma vez pelas ruas e Avenidas de Pedreiras. Por onde passou o cortejo com a imagem de São Benedito, em frente às residências foram confeccionados vários e diversos altares que contemplaram essa devoção anual.

Foto: Sandro Vagner

Essa foi a primeira vez após a Pandemia, que os fiéis puderam acompanhar a procissão, muitos com máscaras e outros, já vacinados, preferiram deixar o acessório de lado. Vale lembrar, que os cuidados devem continuar.

Foto: Sandro Vagner

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Missa

A parte religiosa mais esperada por todos, a Santa Missa em frente ao Santuário de São Benedito, reúne romeiros, devotos e católicos que vem de outras cidades para agradecer pelas graças alcanças, ao santo dos pobres, São Benedito.

Foto: Sandro Vagner

Centenas de fiéis se aglomeram nos degraus e outros buscaram uma maneira de participar da despedida do festejo.

Bispos, Padres, Diáconos, políticos e convidados se misturam no altar, todos com a mesma intenção, de agradecer a Deus por mais um festejo, reforçando o pedido para que no ano que vem tudo seja melhor ainda.

Dom Jacinto Brito, Arcebispo Metropolitano de Teresina, disse que é muito bom voltar a participar do festejo, principalmente poder sentir todas as emoções, como, por exemplo, a procisão.

Dom Jacinto Brito – Arcebispo Metropolitano de Teresina/PI – foto: Sandro Vagner

Acho que desses 50 anos, como Padre, que vai se completar dia 15 de janeiro, próximo, eu só não participei dessa festa três vezes, Então, é algo que tá no meu coração, que vem vibrar com esse povo, pela festa do padroeiro, cantar Salve, Salve, Benedito, acompanhar a procissão, ouvir esses foguetes, sobre tudo, esse calor de fé que vem da comunidade é algo que renova a gente.” Destacou Dom Jacinto.

Muito feliz, apesar do cansaço físico, o Reitor do Santuário de São Benedito, Padre José Geraldo estava satisfeito de voltar a participar da procissão com todos os devotos.

Padre José Geraldo – Reitor do Santuário de São Benedito/Foto: Sandro Vagner

Foi um calor humano dos 31 dias, que nós assim fizemos, e a nossa maior alegria é agradecer a Deus pelo bom êxito desta festa, pra sua gente, do comprimisso cristão e pastoral, mas acima de tudo da partilha que nós fizemos durante esses trinta e um dias; com os homens de ruas, com as famílias pobres e todos aqueles que precisam.” Concluiu.

Foto: Sandro Vagner

Quanto aos 31 dias, Padre José Geraldo se referiu ao Pré-festejo.

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Edição e produção: Sandro Vagner
Revisão: Ruth Barrêto 

Pedreiras: Policiais Militares dos 19º BPM apreendem arma e recuperam moto com procedência de furto

Foto: Polícia Militar

Policiais militares do 19º BPM lotados no Município de Esperantinópolis, receberam uma denúncia de que um indivíduo estaria efetuando disparos de arma de fogo, diante desse fato a guarnição passou a diligenciar e terminaram por encontrar um suspeito no povoado Palmeiral, com as características do denunciado, onde realizaram uma abordagem e encontraram em poder do nacional O.J.R.F um revólver calibre 38 com duas munições intactas e dois estojos deflagrados, diante de tal situação, o mesmo foi preso em flagrante delito e apresentado na 14ª DRPC para a lavratura do procedimento criminal.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Recuperação veículo ROUBO/FURTO

Fotos: Polícia Militar

Hoje (28), a guarnição da Força Tática foi informada a respeito de uma motocicleta abandonada na rua Santa Luzia, onde no local encontravam-se uns indivíduos em atitude suspeita, em posse das informações recebidas a guarnição da Força Tática comunicou ao CPU que de imediato iniciou-se uma operação para ir ao local abordar os mesmos e verificar a situação da motocicleta.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

No local, os suspeitos já não se encontravam, mas ao verificar a motocicleta, ficou comprovado que o veículo teria sido roubado nas proximidades do bairro Boiada.

GU CPU
GU FORÇA ⚡TÁTICA
GU TRIZIDELA DO VALE

fonte: 19º BPM de Pedreiras

Trizidela do Vale: Governador Flávio Dino assina Ordem de Serviço para pavimentação da MA-247 – Trizidela a São Luiz Gonzaga

Governador Flávio Dino assina a ordem de serviço/Foto: Sandro Vagner

Na manhã deste sábado (27), o governador Flávio Dino assinou a Ordem de Serviço, no valor de R$ 40.000.000 (quarenta milhões de reais), para pavimentação da estrada que liga os Municípios de Trizidela do Vale a São Luiz Gonzaga, a MA-247, que vai melhorar a trafegabilidade e estreitar a distância entre os dois Municípios, que devido as péssimas condições de acesso, muitos condutores de veículos percorrem diversos quilometros para chegarem ao município gonzalense.

Prefeito Deibson assina ordem de serviço/Foto: Sandro Vagner

O evento aconteceu no Corredor Cultural de Trizidela do Vale, presença do prefeito Deibson Balé, que agradeceu ao governador Flávio Dino por esse grande benefício, que vai melhorar e muito o tráfego de veículos, não só para os dois Municípios, mas para toda a região do Médio Mearim.

Assinatura da implantação do Restaurante Popular em Trizidela do Vale/Foto: Sandro vagner

O governador Fládio Dino assinou também a implantação do Restaurante Popular, atendendo um pedido da mãe do prefito Deibson Balé, a ex-vereadora Tinãia Balé, que vibrou no momento que o chefe de estado confirmou o presente para a opoulação trizidelense.

Foto: Sandro Vagner

Como forma de retribuição, o governador Flávio Dino recebeu do Poder Legislativo o Título de Cidadão Trizidelense (autoria do vereador Francisco Martins “Corró”), com aval dos demais parlamentares; a Comenda  João Damásio de Freitas “João Balé”; e a Comenda Messias Rodrigues.

Foto: Sandro Vagner

O secretário de Indústria, Comércio e Energia do Maranhão, Simplício Araújo, também foi condecorado com a Comenda José Messias Rodrigues, através da Câmara de vereadores de Trizidela do Vale.

Thony Maranhãoe o govrnador Flávio Dino/Foto: Sandro Vagner

O jornalista e assessor de comunicação de Trizidela do Vale, Thony Maranhão, presenteou o governador Flávio Dino com dois Salmos, com sua linda letra inconfundível e inimitável, foram os Salmos: 125 e 91. Flávio Dino agradeceu a todos pelas condecorações.

Em seu discurso, o governador agradeceu a todos pelo empenho na pavimentação da estrada, mas fez elogio especial ao secretário de Indústria, Comércio e Energia do Maranhão, Simplício Araújo, que conseguiu, através da Seinc, o empréstimo no valor de R$ 40.000.000 (quarenta milhões de reais), junto ao BRB – Banco de Brasília.

Foto: Sandro Vagner

E quem ajudou a conseguir o dinheiro, foi exatamente o Simplícip Araújo. E essa nós devemos, também, aqui a ação do secretário Simplício“. Disse Flávio Dino.

Antes de viajar a São Luiz Gonzaga, o vice-governador, Calos Brandão, conversou com o Blog sobre a estrada.

Carlos Brandão (Vice-govrnador do Maranhão)/Foto: Ruth Barrêto

Hoje é um dia muito especial pra essa região. O governador tá assinando essa ordem de serviço da MA-247, que liga o Município de Trizidela do Vale a São Luiz Gonzaga. Um sonho de 50 anos sendo realizado. Isso vai melhorar a mobilidade dessa região, vai melhorar o desenvolvimento, gerar mais emprego e vai fortalecer a economia.” O vice-governador disse que está preparado para inaugurar outras obras, assim que assumir o governo a partir do dia 02 abril de 2022.

Deibson Balé, prefeito de Trizidela do Vale, também se pronunciou sobre esse momento histório para o Município.

Deibson Balé – Prfito de Trizidela do Vale/Foto: Ruth Barrêto

Hoje, Trizidela do Vale e São Luiz Gonzaga estão ganhando um verdadeiro sonho, que está sendo realizado. Agora, a estrada tão sonhada, está aqui a ordem de serviço assinada. As máquinas já estão aqui para dar início a obra e eu quero só agradecer ao governador Flávio Dino, ao secretário Cleiton Noleto e a todos por essa grande conquista para Trizidela e toda região.”

A ordem de serviço também foi assinado pelo governador em São Luiz Gonzaga, Dr, Júnior.

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

Fotos: Sandro Vagner

 

Pedreiras: VI Conferência de Meio Ambiente trata sobre resíduos sólidos

Foto: Sandro Vagner

Foi ontem (25), no auditório “Zé Cachangá”, no Parque João do Vale, que aconteceu a VI Conferência Municipal de Meio Ambiente de Pedreiras.

O tema chamou à atenção: “Limpeza Urbana e Manejo de Resídiuos Sólido”.

Representantes de diversos seguimentos participaram do evento, que teve palestra, propostas apresentadas pelo púbico e o início da eleição do novo Conselho Municipal de Meio Ambiente. Conselho esse que terá a representatividade de cada seguimento entidade.

Relação dos conselheiros de Meio Ambiente para o biênio 2022/2023

Veja as propostas apresentadas pelos eixos, num total de cinco.

O secretário de Meio Ambiente de Pedreiras, Aldeclei Farias, disse que tem um projeto muito importante, que vai contemplar a sede e a zona rural, que será a coleta de lixo. Outro, será o projeto intitulado “Recicle Pedreiras”, que terá como objetivo fazer a coleta seletiva, que necessitará ter a contribuição da população.

Aldeclei Farias – Secretário de Meio Ambientee de Pedreiras – MA/Foto: Sandro Vagner

Aldeclei Farias disse ainda que todas as propostas serão apreciadas com muito cuidado, para que o resultado possa dar uma nova qualidade de vida para a população de Pedreiras.

Foto: Sandro Vagner

Participaram da Mesa: o vice-prefeito, Dr. Walber Rodrigues (que representou a prefeita Vanessa Maia); a vereadora Valdete Cruz (represenanto a Câmara); Filemon Neto, secretário de Projetos Especiais (representou todos os secretários municipais); Márcio Roberto, Secretário de Meio Ambiente de Coelho Neto; e o secretário de Meio Ambiente de Pedreiras, Aldeclei Farias.

Fotos: Sandro Vagner

  • siga-nos no facebook

  • Clínica CardioMais – Excelência em Tudo/Rua Maneco Rêgo, 854 – Pedreiras/(99)99182-4989

  • Vitorino Net

  • Clique na logo e visite nossa página

  • LOJA DOIS PAPELARIA O MAIOR MIX DE PAPELARIA DE PEDREIRAS – AV. RIO BRANCO – CENTRO

  • Connect Pedreiras

  • Venha nos visitar!

  • Prefeitura de Lima Campos – Clique no banner e visite nossa página

  • Pedreiras Grand’ Hotel – Para pessoas que buscam tranquilidade, conforto, bons serviços e clima agradável

  • Telefones Úteis

    WhatsApp da PM (99) 8156-5426 Tenente do Dia (99) 98174-3547 Sargento do Dia (99) 98140-4154
  • downloadfilmterbaru.xyz nomortogel.xyz malayporntube.xyz