Logo

Morre Darci Rossi, compositor de clássico sertanejo ‘Fio de Cabelo’

O compositor sertanejo Darci Rossi

O compositor Darci Rossi, autor do clássico sertanejo “Fio de Cabelo” e outros sucessos de Chitãozinho e Chororó, morreu nesta sexta-feira (20). A informação foi postada por sua filha Lisandra Raquel Rossi, em sua página no Facebook.

A famosa canção foi composta em parceria com o sertanejo Marciano. Como autor ou co-autor, Rossi também escreveu “Vida e Saudade”, “A Carne é Fraca” e “Amor Perigoso”, entre outras.

“Deus me deu o prazer e a honra de ser filha desse cara iluminado, humilde, inteligente e mais que especial”, escreveu Lisandra.

De acordo com a família, Rossi estava em casa, em Valinhos, interior de São Paulo, quando passou mal. Chegou a ser socorrido e levado para a UTI, mas não resistiu.

Chitãozinho e Chororó lamentaram a morte do parceiro em sua página no Facebook. “Nossos sentimentos aos familiares desse grande amigo e compositor Darci Rossi. Para sempre em nossos corações”, escreveu a dupla.

https://youtu.be/6Yf7L_mW8D0

Fonte: Folha de São Paulo

Eugene Cernan, último homem a andar pela lua, morre aos 82

Por Salvador Nogueira

Foto: Nasa

Eugene Cernan, comandante da missão Apollo 17 e o último homem a andar pela Lua, morreu nesta segunda-feira (16), informou a Nasa, agência espacial americana. Ele tinha 82 anos.

Veterano de três voos espaciais, Cernan começou sua carreira como aviador da Marinha americana e foi selecionado pelo programa espacial dos EUA para virar astronauta em 1963, no terceiro processo seletivo promovido pela Nasa.

Ele era o piloto reserva da missão Gemini 9, precursora do programa Apollo, mas foi chamado, juntamente com Thomas Stafford, a realizar o voo, depois que a tripulação titular morreu num acidente de avião pouco antes do lançamento.

Depois disso, Cernan ainda faria dois outros voos espaciais — os dois até a Lua. Na Apollo 10, em maio de 1969, ele fez um ensaio geral para a primeira tentativa de pouso, chegando a se aproximar da superfície com o módulo lunar, mas o fim da viagem só seria concluído em julho daquele ano, por Neil Armstrong e Buzz Aldrin, na Apollo 11.

Gene Cernan com a bandeira americana na superfície da Lua, em 1972. (Crédito: Nasa)

Depois, ele seria escalado para comandar a última das missões lunares, a Apollo 17. Com a função, veio a marca que o acompanhou pelo resto de sua vida: o último homem a pisar na Lua — ao menos até agora. (A propósito, se você quiser reviver a missão inteira em tempo real, clique aqui.)

Fonte: Folha de São Paulo

Servidora Municipal e ex-vereadora de Pedreiras, Noalda Borges, morreu em São Luís

Noalda Borges – ex-vereadora de Pedreiras/Foto: Joelma

Extrovertida, amiga, sempre alegre, e politiqueira, Pedreiras perdeu uma das figuras folclóricas da nossa política. Noalda, como era conhecida por todos, morreu na madrugada desta terça-feira (13), em São Luís. Ela vinha enfrentando problemas de saúde. As informações foram repassadas pelo amigo e vizinho, Hermínio Jr.

Quem não lembra da Noalda?. Grande parceira do saudoso Pedro Barroso, ex-prefeito de Pedreiras. Em tempos de política, quando saia vencedora, tirava “onda” com os adversários. Na segunda vitória do amigo Pedro Barroso, saiu cantando nas ruas: “Quem manda nessa cidade, sou eu, a dona dessa cidade, agora sou eu“, mas tudo em tom de brincadeira. Por que uma coisa que Noalda preservava, era amizade.

A causa da morte foi um infarto fulminante. Desde domingo, Noalda já vinha passando mal, mas chegou a ser socorrida por amigos.

Noalda Borges da Silva, tinha 69 anos de idade. No primeiro mandato do ex-prefeito Pedro Barroso, ela concorreu uma vaga ao legislativo, ficou na segunda suplência, mesmo assim, ainda conseguiu assumir a vereança por alguns meses.

Filho do ex-prefeito Pedro Barroso, Roberth Barroso, e Dona Socorro Barroso, lamentaram a morte da amiga.

O translado do corpo de Noalda, será ainda hoje (13). O velório acontecerá na rua Miguel Ata, onde ela residia.

Que Deus a receba em vossos braços.

Orival Pessini, criador do Fofão e Patropi, morre aos 72 anos

O ator e humorista Orival Pessini, fantasiado como seu personagem Fofão, posa para retrato no topo de um edifício em São Paulo, em foto de outubro de 2014 (Foto: Danilo Verpa/Folhapress/Arquivo)

O ator e humorista Orival Pessini, fantasiado como seu personagem Fofão, posa para retrato no topo de um edifício em São Paulo, em foto de outubro de 2014 (Foto: Danilo Verpa/Folhapress/Arquivo)

Morreu na madrugada desta sexta-feira (14) em São Paulo Orival Pessini, criador do Fofão e Patropi. O ator e humorista de 72 anos tinha câncer no baço e estava internado no Hospital São Luiz, no Morumbi, na Zona Sul da capital.

Álvaro Gomes, empresário do ator, afirmou por meio do Facebook que Pessini faleceu às 4h.

“Uma pessoa que trouxe alegria a várias gerações com seu humor adulto ou para as crianças, com o Fofão”, disse.

Orival Pessini durante entrevista para a TV Globo em 2015 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Orival Pessini durante entrevista para a TV Globo em 2015 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Nascido em Pompeia (SP), na região de Marília, em 1944, Pessini iniciou a carreira no teatro amador e atuando em comerciais. Estreou na TV em 1963, no infantil “Quem conta um conto”, da TV Tupi. O sucesso viria anos depois, com os personagens Sócrates e Charles, do “Planeta dos Homens” (Globo).

O Fofão foi criado em 1983, para o programa “Balão Mágico” (Globo). O alienígena atrapalhado de enormes bochechas, nascido no planeta fictício “Fofolândia”, tornou-se um dos mais populares personagens infantis dos anos 1980.

Em 1986, migrou para a Rede Bandeirantes, onde estreou um programa inteiramente dedicado ao monstrinho. O “TV Fofão” ficou no ar até 1989.

Antes do fim da atração, criou outro personagem de sucesso, o Patropi, para o programa “Praça Brasil”. Um típico hippie universitário, o personagem tornou famosos bordões como “Sei lá, entende?!” e “Sem crise, meu!”. Como Patropi, participou ainda do “A Praça É Nossa” e “Escolinha do Gugu”, ambos do SBT, “Escolinha do Professor Raimundo” (Globo) e “Escolinha do Barulho” (Record).

No “A Praça É Nossa”, também lançou o locutor Juvenal, conhecido pelo bordão “Numa velocidade…”. Entre seus personagens, está ainda Ranulpho Pereira, um aposentado reclamão que participou de “Uma Escolinha Muito Louca” (Band).

Em 2014, atuou sem máscara na série “Amores Roubados” (Globo), como o padre José. Nos últimos anos da carreira, também se apresentava com o espetáculo “Eles sou eu”, uma síntese dos quase 30 anos de trabalho, na qual revivia alguns de seus principais personagens.

Fofão no Balão Mágico, em 1984 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fofão no Balão Mágico, em 1984 (Foto: Reprodução/TV Globo)

O personagem Fofão foi um dos homenageados pela escola de samba Rosas de Ouro em 2014.“Fico abismado com a reação do público. Fofão fez 30 anos em 2013 e as pessoas querem fazer foto comigo. Hoje em dia participo de eventos para adultos. Pessoas que me viam quando criança”, disse Pessini ao G1 antes do desfile.

Fofão e crianças do programa 'Balão Mágico', entre elas a atriz Simony, na década de 1980 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fofão e crianças do programa ‘Balão Mágico’, entre elas a atriz Simony, na década de 1980 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Orival Pessini ao lado dos seus personagens de maior sucesso, Patropi e Fofão (Foto: Reprodução/TV Globo)

Orival Pessini ao lado dos seus personagens de maior sucesso, Patropi e Fofão (Foto: Reprodução/TV Globo

Fonte: g1.com.br

Forrozeiro Raimundo Paulino Morre aos 94 Anos em Araguaína

1474279029-1051024205

Raimundo Paulino fez sucesso no forró – Divulgação /Arquivo Pessoal

IMPERATRIZ – Ícone do forró imperatrizense, o cantor e compositor Raimundo Paulino morreu na noite desse domingo (18), em Araguaína, onde morava. O artista morreu em casa, após passar mal. A causa da morte não foi divulgada.

O artista piauiense tinha 94 anos e ficou famoso por ser considerado um dos melhores sanfoneiros do Maranhão. Entre suas músicas que fizeram sucesso estão Alô Babaçulândia e Barraria gosta muito de você. Durante muito tempo Paulino morou em Imperatriz (MA), onde vivem familiares.

Os filhos do músico quase todos seguiram a profissão do pai. As Paulinas são as mais famosas.

Fonte: imirante.com.br

“Toinho Beiju” Deu Adeus Após Sofrer Um AVC

11813382_667522496681344_7610647804489126446_n

Toinho Beiju

Antônio Araújo de Oliveira, “Toinho Beiju”, como era chamado carinhosamente por todos, 64 anos de idade, morreu na madrugada desta segunda-feira (12) em Presidente Dutra, vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Beiju, era irmão da advogada Maria do Hélio, pai de 07 filhos, entre eles o candidato a vereador, Jotinha, da coligação do candidato a Prefeito de Pedreiras, Antônio França.

p_20151117_201520

Toinho, durante o lançamento da candidatura de Antônio de França (Foto: Sandro Vagner)

Toinho foi encontrado ontem (11), desmaiado dentro do seu carro, por Raul, seu vizinho. Foi levado às pressas para o Hospital de Presidente Dutra, mas não resistiu.

Mecânico, Toinho Beiju, era servidor federal, trabalhou exercendo a função na antiga SUCAM.

O velório será na casa da mãe dele, dona Francisca, na rua dos Jasmins, no Conjunto Primavera.

Morreu em Pedreiras o Professor Pereira, Ex-Jogador do Botafogo/RJ

IMG-20160904-WA1054

Antônio Pereira “Bicho” (Foto: Álbum de família)

Homem simples, alegre, descontraído, amado por todos, e fez história como um grande jogador de futebol. Antônio Pereira, Professor Pereira, Pereirão ou “Bicho” eram suas inúmeras identidades, e fazia questão de atender por qualquer que fosse. “Bicho”, um linguajar de carioca, que deve ter adotado quando jogou no Botafogo do Rio de Janeiro, também denomina aos amigos com o mesmo jargão. Todas as bondades desse grande homem jamais serão esquecidas, principalmente pelos pedreirenses que lhe adotaram como filho.

page

Professor Pereira recebendo homenagem no dia do Educador Físico (Fotos: Álbum de Família)

Professor de educação física, e na ocasião no dia desse profissional (01.09.2015) foi reconhecidamente e homenageado por Educadores Físicos e proprietários da Academia “Alternative Sport” que adotaram seu exemplo, nessa atividade. Como reconhecimento foi contemplado com um quadro e uma frase que sempre gostava de usar “Pioneiro e Eterno Educador”.

O conheci ainda quando eu morava na cidade de Codó, na década de 80. Na oportunidade Professor Pereira era técnico de futebol, e treinava o América Futebol Clube, de propriedade dos irmãos Antônio Joaquim Araújo (saudoso) e Leonel Araújo. Dessa amizade lembro-me, que viajávamos sobre uma caçamba de Codó até o km – 17, onde o time do “Mecão” realizava seus treinamentos. Durante o pequeno trajeto, aquele sorriso que muitos não vão esquecer, enchia todos os jornalistas e jogadores com suas histórias, que ele fazia questão de contá-las, principalmente sobre sua trajetória como jogador de futebol, quando atuava pelo Botafogo e no Guadalajara do México, chegando ser reconhecido internacionalmente como “O Creoulo Internacioal”. Se formos contar outras histórias daria para escrever um livro, e acho que ele merece, para não cair no esquecimento como grandes vultos de nossa história.

Título de Cidadão Pedreirense concedido pelo ex-presidente da Câmara de Vereador, de autoria do médico e ex-vereador Dr. Allan Roberto (Foto: Álbum de Família)

Título de Cidadão Pedreirense concedido pela Câmara de Vereadores, de autoria da professora e ex-vereadora Iraci Melo (Foto: Álbum de Família)

Hoje (04) de setembro de 2016, aos 80 anos, três dias depois do dia do educador físico, o ‘Bicho” ex-lateral esquerdo do Botafogo e do Vasco, nos deu adeus ou um até breve. Mas suas inesquecíveis e boas recordações jamais serão esquecidas pelos familiares, amigos, alunos, jogadores e por todos que tiveram essa oportunidade de um dia ter pelo menos um minuto de “prosa” com um homem tão feliz, que até mesmo nos seus momentos mais difíceis soube lidar com simpatia para tentar cobrir o sofrimento que o Alzheimer lhe trouxe, mas foi Deus que o chamou, e quem deve está sorrindo nesse momento é Mané Garricha, os dois ainda terão muitas histórias para relembrar.

“Bicho”… sem palavras!

Por Sandro Vagner

Morre, Aos 71 Anos, a Atriz Elke Maravilha

1471324749-270954099

Ela estava internada desde o dia 20 de junho – (Foto: Reprodução)

RIO DE JANEIRO – Morreu, no início da madrugada desta terça-feira (16), a atriz Elke Maravilha, de 71 anos. Segundo informação de parentes, ela havia sido operada de uma úlcera e ficou em coma induzido.

A atriz estava internada, desde o dia 20 de junho, na Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeiras.

Elke Grunnupp nasceu na Rússia, em 1945, e veio, com os pais, ao Brasil ainda na infância. Uma das lembranças mais marcantes de sua carreira na televisão foi a participação na “Discoteca do Chacrinha”. Ela trabalhou, também, em novelas, filmes e teatro.

Fonte: imirante.com.br

Morreu “Zé Baiano”, Mais um Boêmio da Noite

P_20160802_133720

José Ribamar “Zé Baiano” (Foto: produzida do youtube)

José Ribamar Ferreira Andrade, conhecido como “Zé Baiano”, morreu hoje (02), vítima de infarto. Mecânico, formado em geografia pela Universidade Estadual do Piauí, Zé Baiano tinha 62 anos de idade. Era casado com a professora Francisca Bulhão e tinha um casal de filhos. Do primeiro casamento concebeu três filhos.

Simples, de pouca conversa, mas amante da boa música, sempre gostava de cantar a velha guarda. Uma voz que sabia interpretar muito bem o melhor da música popular brasileira. Quando perdeu o amigo João Barreto, vítima também de infarto, Zé Baiano prestou uma linda homenagem, interpretando a música “Naquela Mesa”, de Nelson Gonçalves.

Bulhão, a esposa, disse ao Blog, que perdeu um grande amigo. E a vida é mesmo assim, cheia de surpresas.

O corpo de Zé Baiano está sendo velado na rua Raimundo Araújo, em Pedreiras.

Morre, aos 82 anos, Rubén Aguirre, o Professor Girafales

1434572272-105494811

Rubén Aguirre estrelou o elenco do seriado Chaves. – Foto: Reprodução/Twitter

MÉXICO – Morreu, aos 82 anos, o ator mexicano Rubén Aguirre – ele é conhecido mundialmente por ter interpretado o Professor Girafales, na série Chaves. O ator morreu nesta sexta-feira (17). O ator Edgar Vivar, que viveu o Senhor Barriga no mesmo seriado, publicou sobre a morte do amigo em seu perfil no Twitter.

Em 2015, Rubén Aguirre divulgou uma carta em que comentava seus problemas de saúde – em 2016, ele passou mais de dez dias internado devido a uma pneumonia. “Minhas forças se acabaram. Tenho lutado há dez anos por esse direito, porque há dez anos preciso dele. Tenho 81 anos e, repito, tenho sérios problemas de saúde”, disse o ator na carta divulgada à imprensa.

Casado desde 1960, o ator deixa sete filhos.

Fonte: imirante.com.br

  • siga-nos no facebook

  • Prefeitura de Lima Campos – Clique no banner e visite nossa página

  • Pedreiras Grand’ Hotel – Para pessoas que buscam tranquilidade, conforto, bons serviços e clima agradável

  • Clique no flyer e acesse o site da FAESF

  • Clínica CardioMais – Excelência em Tudo/Rua Maneco Rêgo, 854 – Pedreiras/(99)99182-4989

  • Connect Pedreiras

  • Clique na logo e visite nossa página

  • Venha nos visitar!

  • Vitorino Net

  • LOJA DOIS PAPELARIA O MAIOR MIX DE PAPELARIA DE PEDREIRAS – AV. RIO BRANCO – CENTRO

  • Telefones Úteis

    WhatsApp da PM (99) 8156-5426 Tenente do Dia (99) 98174-3547 Sargento do Dia (99) 98140-4154
  • downloadfilmterbaru.xyz nomortogel.xyz malayporntube.xyz