Crime ambiental: Redes invisíveis que capturavam aves foram apreendidas em Pedreiras

Foto: PC/Pedreiras
Rolinhas fogo apagou/Foto: PC/Pedreiras

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), o tráfico de animais silvestres é uma das atividades ilícitas mais lucrativas do planeta, perdendo apenas para o tráfico de drogas e de armas, movimentando mais de US$10 bilhões por ano, sendo somente no Brasil, cerca de US$1 a 1,5 bilhões por ano. (Fonte: Wikipédia).

Veículos apreendidos/Foto: Polícia Civil/Pedreiras
Veículos apreendidos/Foto: Polícia Civil/Pedreiras

Duas motocicletas foram apreendidas no Povoado Santa Emília, município de Pedreiras. Nos veículos foram encontradas um tipo de rede fabricada para capturar aves, e algumas da espécie conhecida como rolinhas “fogo apagou”, foram encontradas junto às redes. O material foi conduzido pela Polícia Militar.

As informações foram repassadas por investigadores da Polícia Civil de Pedreiras. Ninguém responsável por esse crime ambiental, foi preso. As investigações vão continuar.

Foto: PC/Pedreiras
Foto: PC/Pedreiras

Os dois veículos apreendidos têm placas de Pedreiras. Os proprietários estão sendo aguardados na 14ª DRPC de Pedreiras.

Pena 

De acordo com a Lei de Crimes Ambientais, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente ou em desacordo com ela pode pegar pena de seis meses a um ano de detenção, e multa. (Agência de Notícias de Direitos Animais – ANDA)