Governo do Maranhão Realiza Primeiro Workshop Sobre Impactos de Instalação de Terminais Portuários

O Governo do Estado, por meio da Secretária de Indústria e Comércio (Seinc), Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e Capitania dos Portos do Maranhão, com apoio da Associação dos Práticos do Estado do Maranhão, realizou, na sexta-feira (27), o I Workshop “Impactos da implantação de terminais portuários na Baía de São Marcos”. Representantes do Governo e profissionais do ramo portuário discutiram normas internacionais de navegação, aumento da movimentação, navegabilidade e manobrabilidade na Baía de São Marcos.
O objetivo do evento, segundo o secretário da Seinc, Simplício Araújo, é promover a interação dos principais agentes que navegam na região. “É extremamente importante entender quais as demandas dos terminais e como organizar a dinâmica dos navios nessa área. Para isso, ouvimos como atuam os terminais já existentes, tendo em vista o aumento considerável de movimentação no ramo portuário, que cada vez mais cresce no Estado”, disse.
O presidente da Emap, Ted Lago, informou que o Porto do Itaqui tem uma posição destacada e que, para expandir ainda mais suas atividades, são necessárias discussões como as do evento. “O Governo Flávio Dino tem em sua visão para o desenvolvimento do Maranhão, o sistema portuário. E nós estamos debatendo aqui exatamente isso, o planejamento de ações que precisam ser tomadas agora, para garantir que esse crescimento seja realizado de maneira sustentável e segura”, declarou.
O evento contou com palestras de profissionais do ramo e de empresas que já possuem terminais portuários em território maranhense e as que pretender implantar empreendimentos portuários no estado. O capitão dos Portos, Marcos Tadashi, ressaltou o objetivo do workshop de nivelar os conhecimentos e trazer as normas para a implantação e execução no sistema portuário.
Aqui tivemos vários especialistas na parte marítima, falando de normas e de diversos assuntos relacionados a atividade portuária e navegabilidade. Para que todos os terminais existentes e, em fase de projetos, possam chegar a um denominador comum. Com o intuito de desenvolver os terminais portuários de forma harmônica e assim contribuirmos para o desenvolvimento do Maranhão”, comentou.
O diretor-presidente da Alumar, Nilson Frazão Ferraz, destacou o potencial do Maranhão e as perspectivas de crescimento da atividade portuária. “Essa é uma área que tem um grande potencial, principalmente aqui no Maranhão. Nós estamos muitos felizes de estarmos com várias empresas, junto com o Governo e comunidade portuária, para discutirmos um assunto que é extremamente importante”.
Já o gerente executivo da Vale, Roberto Di Biase, falou que a iniciativa foi uma grande oportunidade para um debate produtivo entre os envolvidos no setor. “Nesse momento em que se discute o que devemos fazer para evoluir dentro do complexo portuário do Maranhão, foi o primeiro passo para debates técnicos no sentido de ganharmos mais produtividade”, destacou.
O chefe da Unidade Regional da Agência Nacional de Transportes Aquaviários em São Luís, Marcelo Carvalho, enfatizou as condições geográficas e naturais do estado. “Essas discussões podem ajudar muito, já que o Maranhão tem uma taxa de crescimento significativa, a atividade portuária tem um potencial enorme devido as condições naturais e geográficas do estado. Temos aqui um dos maiores litorais do país e próximo aos principais mercados”, afirmou.
Fonte: SEINC

One comment on “Governo do Maranhão Realiza Primeiro Workshop Sobre Impactos de Instalação de Terminais Portuários

Deixe uma resposta