Pedreiras: Paciente recorre ao suicídio no banheiro do Hospital Geral

Hospital de Pedreiras (Arquivo – 30.12.2019)/Foto: Sandro Vagner

Segundo informações, o paciente, um homem de 54 anos, que apresentava quadro depressivo, estaria internado há uma semana tratando da Covid-19. A tragédia aconteceu em um banheiro do Hospital. Ele teria usado um lençol para tirar a própria vida. Era morador do Bairro Mutirão, em Pedreiras.

O caso foi confirmado pelo Delegado Regional de Policia Civil de Pedreiras, Dr. Diego Maciel Ferreira.

Sabemos que existe uma equipe de profissionais especificamente para cuidar dos casos referentes ao coronavírus, já informado pelo secretário de saúde do Município, Marcílio Ximenes.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Em contato com o secretário de saúde de Pedreiras, Marcílio Ximenes, perguntamos se seria divulgado alguma nota sobre o caso, mas não tivemos resposta até o fechamento da matéria.

Lamentamos o acontecido.

Alerta. Setembro Amarelo

Todos os anos o mês de setembro é dedicado a tratar sobre o suicídio, Setembro Amarelo, fato pouco comentado em meio até mesmo da própria mídia, mas segundo especialistas, é preciso conversar e fazer um acompanhamento profissional.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

Segundo a OMS Organização Mundial de Saúde, os governos podem tomar diversas medidas para prevenir o suicídio, incluindo:

  • Quebrar o tabu e falar sobre o assunto
  • Ajudar jovens a desenvolver habilidades úteis para lidar com as pressões da vida, especialmente nas escolas
  • Treinar profissionais de saúde para lidar com comportamento suicida
  • Identificar e apoiar pessoas em risco e manter contato com elas no longo prazo
  • Restringir o acesso a instrumentos letais

Organizações de saúde mental tentam acabar com o que dizem ser um mito comum: o de que conversar com as pessoas sobre suicídio vai incentivá-las a tirar suas próprias vidas.

Veja o que diz o Padre José Geraldo, Reitor do Santuário de São Benedito, quando aproveitou o Setembro Amarelo para falar sobre suicídio:

Eu fui um dos que mais abracei essa causa do Setembro Amarelo, vocês me acompanharam pelas redes sociais, nas palestras, nos sermões, nas homilias aqui no Santuário de São Benedito. Vamos achando que as pessoas vão se isolando, de si, da família, da Igreja , da sociedade e dos acontecimentos e, termina um momento que a pessoa precisa buscar uma resposta para aliviar essa dor, chamada dor fria do medo. O grito silenciosos de socorro ninguém atende, achamos que é frescura, achamos que é bobagem, achamos que é drama, achamos que é sensacionalismo e, nós vamos fechando a porta da nossa vida. Suicídio é um tema complicado, mas ao mesmo tempo podemos simplificar. Nós precisamos  refletir sobre esse tema.” (entrevista concedida ao programa Mais Notícias – 24.09.2019).

Ajude quem precisa. Converse, seja companheiro e contribua para que uma vida continue.

Deixe uma resposta