Ícone do site Portal Sandro Vagner

Codó: Ela X Eles. Cenário político codoense ganha a presença da Mulher

Fotos: Reprodução via internet

Em ano de eleições tudo pode acontecer, a começar por aquele pré-candidato que se diz o salvador da pátria. Outro que desiste antes do tempo, porque assim acha que pode ajudar melhor o “povo”, isso, quando não surgem rumores de duvidosas articulações, como dizem, por baixo dos panos.

Codó, minha terra natal, onde já presenciei inúmeras eleições municipais, desde a era dos Araújo, Salem, Murad, Reis, Zaidan, Archer, Figueiredo e outros nomes de famílias tradicionais na política codoense, é um solo de políticos que iam à luta sempre com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento do município, e pelo visto essa tradição ainda tem muita história pra contar.

As décadas foram ficando para trás e as renovações políticas no cenário codoense começaram identificar outras lideranças, como, por exemplo, Zito Rolim, cria de Reinaldo Zaidan, onde administrou por dois mandatos a cidade de Codó.  Depois veio a juventude de Francisco Nagib, que até tentou a reeleição, mas desistiu, isso já é uma outra história. Se é pra renovar, outro nome que apareceu com cara de mudança foi o médico Dr. Zé Francisco, esse, por sua vez, ainda conseguiu reunir muita gente das gestões passadas, e deu, sem sombra de dúvida, o pulo do gato, já que o caminho tinha sido trilhado há muito tempo, porém, sua reeleição parece que não vai acontecer, longe de mim, querer dizer que o homem não tem competência para tal, mas acontece que quando uma gestão logo no seu primeiro mandato não vai bem das pernas, o resultado todo mundo já conhece.

Diante de toda especulação da atual gestão codoense, outros nomes começaram a ganhar os quatro cantos da cidade, como, por exemplo, do empresário Chiquinho FC, quem tive o prazer de conhecer desde quando comprava Coco em um apertado armazém na Av. Augusto Teixeira, por trás de uma simples mesa e à frente dois tamboretes, onde recebia os amigos, e eu fui um deles, quando fazia programa esportivo na Rádio Eldorado de Codó! Bom, como o filho, Francisco Nagib, atual deputado estadual, o pai que já apoiara outros nomes, desta vez resolveu trocar de partido e se lançou como mais uma opção ao eleitorado codoense, e agora com a desistência de Zito Rolim, que declarou apoio ao empresário Chiquinho do Coco, deve ter ganhado um reforço individual político de nome, mas o eleitor será que vai seguir os rumos de Zito Rolim?

Como forma de saber sempre como está a política em Codó, fui surpreendido com mais um nome, olha que desta vez é de uma mulher, até porque a classe feminina na política ainda tem muito que caminhar e lutar para conseguir o seu reconhecimento e mostrar que pode sim ser uma boa administradora, não só na política, mas em outras áreas, assim como temos conhecimento de vários municípios serem comandados por mulheres, aqui mesmo onde estou residindo, há 36 anos, em Pedreiras, a atual gestora, Vanessa Maia, segundo as pesquisas, deverá ser reeleita, pela determinação do trabalho que prestou aos seus munícipes.

Então, através de alguns meios de comunicação, fiquei sabendo que o novo nome que deve ser colocado à disposição da população codoense, trata de uma professora, Rosina Benvindo, que segundo as informações, tem uma carreira brilhante como educadora e, talvez, sendo mulher, já que Codó nunca teve uma prefeita, o público feminino, em especial, teria uma grande vantagem, se de fato estiver buscando por renovação. Mas como eleição é uma caixinha de surpresa, onde tudo pode acontecer, a professora Rosina Benvindo, acreditando nessa oportunidade, decidiu colocar seu nome à disposição, mesmo sabendo que irá lutar contra tudo e contra todos, afinal o caminho é longo e luta é árdua.

Então, senhoras e senhores o  jogo está aberto, opções não faltam. E experimentar o novo nunca fez mal a ninguém, não é mesmo? Bem que nesse caso o novo também tem seu outro lado, o empresário Chiquinho FC.

Com os nomes do atual prefeito, Dr. Zé Francisco, do ex-prefeito, Biné Figueiredo, também pretenso pré-candidato, Chiquinho FC e da professora Rosina Benvindo, será uma disputa das grandes, ou seja, será Ela contras Eles!

Ah, fiquei sabendo que com a desistência de Zito Rolim, dificilmente a maioria de seus eleitores não o acompanhará, segundo comentários, pode chegar a 70%, uma força a mais para a pré-candidata Rosina Benvindo, que mesmo ligada a Zito, não vai trilhar o caminho do seu correligionário.

Lembre-se, eleitor é bicho vingativo.

Uma coisa é certa: voto não se transfere! Entenderam?

Façam suas apostas.

Por Sandro Vagner

Sair da versão mobile