Logo

Bancários Cobram Proposta Decente da Fenaban

grevecaixadeodoroEm ato público realizado ontem (12/09), na Caixa Deodoro, no Centro de São Luís, os bancários maranhenses exigiram que a Fenaban apresente uma proposta digna na rodada de negociação marcada para esta terça-feira (13/09), às 14h, em São Paulo. Até o momento, os banqueiros insistem em desrespeitar a categoria, oferecendo um reajuste pífio de 7% e o enganoso abono de R$ 3,3 mil, atitude intransigente que só faz a greve se fortalecer no Maranhão e no país.

Durante o ato público, os diretores do SEEB-MA ressaltaram que o reajuste de 7%, sequer repõe a inflação do período (set/2015 a ago/2016 – INPC), projetada em 9,62%, representando perdas salariais para os bancários de 2,39% ao mês e de 28,68% ao ano, com reflexos, também, no FGTS, INSS e PLR. Sobre o abono salarial, os diretores explicaram se tratar de um retrocesso, que só provocará prejuízos à categoria, uma vez que não é incorporado ao salário nem à aposentadoria dos bancários.

Vale lembrar que o abono salarial foi imposto aos trabalhadores no Governo FHC, época em que os bancários ficaram oito anos sem reajuste salarial e os bancos públicos foram sucateados. Os Governos Lula e Dilma tentaram – sem sucesso – repetir essa fórmula enganosa, assim como Temer tenta agora, mas os bancários DIZEM NÃO AO ABONO, reivindicando reajuste de 28,33% e reposição das perdas salariais!

7º dia de greve

Nesta segunda-feira (12/09), 7º dia da paralisação, os bancários de São Luís se concentraram na agência da Caixa Econômica, na Praça Deodoro, Centro da Capital. No interior do Estado, a greve se fortalece a cada dia.

Na cidade de Balsas, por exemplo, todas as agências de bancos públicos e privados se encontram fechadas. Em todo o Brasil, 11.531 agências e 48 centros administrativos tiveram suas atividades paralisadas.

Além de reajuste de 28,33%, a categoria reivindica PLR de 25% linear, isonomia, estabilidade no emprego, contratação de mais bancários, fim do assédio moral e das demissões imotivadas.

Saiba mais

Os bancários cruzaram os braços desde o dia 06 de setembro e só retornarão às atividades quando os patrões apresentarem uma proposta decente.

Os trabalhadores votaram pela paralisação depois que a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) se recusou a atender as principais reivindicações da categoria.

Outro fator que fez os trabalhadores radicalizarem o movimento foi o reajuste oferecido pela Fenaban de 6,5%. O índice é muito baixo, principalmente para um setor que lucrou quase R$ 30 bilhões em 2016.

Nova negociação

Nesta terça-feira (13/09), às 14h, o Comando Nacional dos Bancários volta à mesa de negociação com a Fenaban, em São Paulo. Enquanto isso, a greve continua por tempo indeterminado.

Fonte: Sindicato dos Bancários do Maranhão

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

  • siga-nos no facebook

  • Clínica CardioMais – Excelência em Tudo/Rua Maneco Rêgo, 854 – Pedreiras/(99)99182-4989

  • Vitorino Net

  • Clique na logo e visite nossa página

  • LOJA DOIS PAPELARIA O MAIOR MIX DE PAPELARIA DE PEDREIRAS – AV. RIO BRANCO – CENTRO

  • Connect Pedreiras

  • Venha nos visitar!

  • Prefeitura de Lima Campos – Clique no banner e visite nossa página

  • Pedreiras Grand’ Hotel – Para pessoas que buscam tranquilidade, conforto, bons serviços e clima agradável

  • Telefones Úteis

    WhatsApp da PM (99) 8156-5426 Tenente do Dia (99) 98174-3547 Sargento do Dia (99) 98140-4154
  • downloadfilmterbaru.xyz nomortogel.xyz malayporntube.xyz