Logo

Brasília: PF prende 4 suspeitos em operação para encontrar hacker que invadiu celular de Moro

O ministro da Justiça, Sergio Moro Foto: Mauro Pimentel / AFP

A Polícia Federal (PF)prendeu nesta terça-feira quatro pessoas acusadas de crimes cibernéticos. Há suspeita de que os detidos tenham atuado na invasão do celular do ministro da Justiça, Sergio Moro. Os presos — três homens e uma mulher — serão transferidos para Brasília,conforme adiantou a coluna da jornalista Bela Megale.

Na chamada Operação Spoofing, foram cumpridas onze ordens judiciais, sendo sete mandados de busca e apreensão e quatro de prisão temporária nas cidades de São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto.

As prisões ocorreram durante o curso das investigações sobre a invasão do celular de Moro. A partir de agora, a PF tentará descobrir se os presos têm alguma relação com o vazamento de conversas do procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava-Jato em Curitiba. O inquérito está sendo conduzido pela Diretoria de Inteligência.

Duas turmas de agentes e delegados se dedicam ao caso, em quatro cidades. A Procuradoria-Geral da República também abriu um procedimento para acompanhar o trabalho da polícia. A apuração desse tipo de crime é tida como complexa, e o prazo para conclusão das investigações será longo, prevê a cúpula da PF.

De acordo com a PF, o nome “Spoofing” faz referência a “um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é”.

Em junho, reportagem do GLOBO mostrou que a PF e o Ministério Público Federal (MPF) tinham indícios de que o ataque hacker que expôsmensagens privadas de Moro e de procuradores  foi muito bem planejado e teve alcance bem mais amplo do que se sabia até aquele momento. Entre os alvos dos criminosos, estiveram integrantes das forças-tarefas da Operação Lava-Jato de ao menos três estados (Rio, Paraná e Distrito Federal), delegados federais de São Paulo, magistrados do Rio e de Curitiba.

Depois do início da investigação, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, também afirmaram que seus telefones foram invadidos.

fonte: oglobo.globo.com

1 Comentário

  1. Anônimo disse:

    Inversão de valores….era para prender esse juizinho ai

Deixe o seu comentário!

  • siga-nos no facebook

  • Clique no flyer e acesse o site da FAESF

  • Vitorino Net

  • LOJA DOIS PAPELARIA O MAIOR MIX DE PAPELARIA DE PEDREIRAS – AV. RIO BRANCO – CENTRO

  • Prefeitura de Lima Campos – Clique no banner e visite nossa página

  • Pedreiras Grand’ Hotel – Para pessoas que buscam tranquilidade, conforto, bons serviços e clima agradável

  • Connect Pedreiras

  • Venha nos visitar!

  • Clique na logo e visite nossa página

  • Clínica CardioMais – Excelência em Tudo/Rua Maneco Rêgo, 854 – Pedreiras/(99)99182-4989

  • Telefones Úteis

    WhatsApp da PM (99) 8156-5426 Tenente do Dia (99) 98174-3547 Sargento do Dia (99) 98140-4154
  • downloadfilmterbaru.xyz nomortogel.xyz malayporntube.xyz