Logo

Fluminense vence o Flamengo nos pênaltis e leva título invicto da Taça Guanabara

Wellington Silva comemora o primeiro gol do Fluminense sobre o Flamengo – Antonio Scorza / Agência O Globo

Depois de um jogo eletrizante, com cinco gols só no primeiro tempo, o Fluminense conquistou o título da Taça Guanabara de maneira invicta. O troféu veio de modo dramático: a equipe estava em vantagem e cedeu o empate em 3 a 3 aos 40 minutos da segunda etapa, mas levou a melhor na disputa de pênaltis: 4 a 2, com a última cobrança convertida pelo atacante Marcos Júnior.

Com bola rolando, Wellington Silva abriu o placar para o tricolor, mas William Arão e Everton viraram para o rubro-negro. De pênalti, Henrique Dourado deixou tudo igual, e Lucas colocou a equipe das Laranjeiras em vantagem. Coube a Guerrero a tarefa de decretar o empate.

Em contra-ataque veloz após cobrança de falta de Diego na barreira, Wellington Silva arrancou 74 metros, passou por Pará, que ficou caído, invadiu a área pela direita e, livre, bateu rasteiro, cruzado, no canto direito do goleiro Muralha, para fazer um golaço, logo aos quatro minutos de jogo, e colocar o tricolor em vantagem.

Wellington Silva arranca no lance do gol do Fluminense sobre o Flamengo – Antonio Scorza / Agência O Globo

A resposta do Flamengo veio quatro minutos depois, com William Arão. Mancuello cobrou falta pela direita, Guerrero desviou de cabeça, o goleiro Júlio César saiu mal e a bola sobrou para Rafael Vaz. O zagueiro tocou para o gol, Henrique Dourado cortou, mas não impediu finalização de William Arão, que empatou. Este foi o primeiro gol sofrido pelo Fluminense em sete jogos na Taça Guanabara.

A virada rubro-negra aconteceu aos 23 minutos: Pará cruzou para a área, Guerrero cabeceou e Júlio César espalmou para a frente, mas Everton, livre, mandou para o fundo da rede: 2 a 1.

Aos 31 minutos, a bola bateu na mão esquerda de Guerrero, dentro da área: pênalti para o Fluminense. Henrique Dourado cobrou à direita de Muralha. O goleiro acertou o canto, mas não alcançou a bola: 2 a 2.

Jogadores do Flamengo comemoram o gol de Willian Arão – Marcelo Theobald / Agência O Globo

O gol fez bem ao Fluminense, que continuou em cima e foi recompensado aos 40 minutos, quando Wellington Silva mostrou visão de jogo e encontrou Lucas na entrada da área. Após receber belo passe, o lateral tocou no lado esquerdo de Muralha para fazer 3 a 2.

Os times voltaram mais equilibrados para a segunda etapa, com um meio de campo mais sólido. Aos quatro minutos, Henrique Dourado esteve próximo de ampliar a vantagem. O atacante tricolor aproveitou sobra após cobrança de escanteio, girou e bateu de perna esquerda, mas a bola saiu por cima do travessão de Muralha.

Em busca da virada, o técnico Zé Ricardo queimou as três substituições que tinha direito antes dos 30 minutos. Aos 10, trocou Mancuello por Gabriel, que renovou o contrato no meio da semana. Aos 20, William Arão deu lugar ao colombiano Berrío e, aos 28, Trauco saiu para a entrada de Vizeu.

Diego tentou surpreender Júlio César com um chute de fora da área, aos 37 minutos, mas o goleiro estava atento e defendeu. Aos 39, em cobrança de falta por fora da barreira, Guerrero mandou a bola ao lado direito do camisa 22 que, desta vez, ficou parado, vendo a bola entrar: 3 a 3.

Nas cobranças de penalidades, Diego abriu a serie fazendo 1 a 0 para o rubro-negro. Lucas empatou. Guerrero colocou a equipe novamente em vantagem e Henrique igualou para o tricolor. Júlior César defendeu com os pés a cobrança de Réver e Marquinhos colocou a equipe das Laranjeiras em vantagem. Pressionado, Rafael Vaz chutou para fora, junto à trave direita. Marcos Júnior não desperdiçou e garantiu o título.

FLUMINENSE x FLAMENGO

Fluminense: Júlio César, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Pierre, Orejuela, Sornoza e Richarlison; Wellington Silva (Marquinhos Calazans 35/2°T) e Henrique Dourado (Marcos Júnior 19/2ºT).

Flamengo: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco (Felipe Vizeu 28/2°T); Rômulo, Willian Arão (Berrío 20/2ºT) e Diego; Mancuello (Gabriel 10/2°T), Everton e Guerrero.

Gols: Wellington Silva (4/1°T), Henrique Dourado (31/°1T) e Lucas (40/1ºT); William Arão (7/1°T), Everton (23/1ºT) e Guerrero (39/2°T).

Cartões amarelos: Everton e Trauco (Flamengo); Richarlison (Fluminense).

Público: 27.549 presentes (25.451 pagantes)

Renda: R$ 1.258.830

Juiz: Wagner Nascimento Magalhães.

Local: Engenhão.

Fonte: oglobo.com.br

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

  • siga-nos no facebook

  • Clique no flyer e acesse o site da FAESF

  • Vitorino Net

  • LOJA DOIS PAPELARIA O MAIOR MIX DE PAPELARIA DE PEDREIRAS – AV. RIO BRANCO – CENTRO

  • Prefeitura de Lima Campos – Clique no banner e visite nossa página

  • Pedreiras Grand’ Hotel – Para pessoas que buscam tranquilidade, conforto, bons serviços e clima agradável

  • Connect Pedreiras

  • Venha nos visitar!

  • Clique na logo e visite nossa página

  • Clínica CardioMais – Excelência em Tudo/Rua Maneco Rêgo, 854 – Pedreiras/(99)99182-4989

  • Telefones Úteis

    WhatsApp da PM (99) 8156-5426 Tenente do Dia (99) 98174-3547 Sargento do Dia (99) 98140-4154
  • downloadfilmterbaru.xyz nomortogel.xyz malayporntube.xyz