Pedreiras: Professor de Física da UFPI faz novo levantamento da Covid-19

Mailson Feitosa – Professor de Educação Física na UFPI

Os números da Covid-19 têm aumentado consideravelmente em municípios maranhenses, Pedreiras não tem ficado de fora dessa estatística. Fato que pode ser creditado ao seu grande fluxo de pessoas do próprio município e de regiões circunvizinhas que chegam com o objetivo de resolver seus interesses.

Muito têm se falado e questionado acerca da efetividade que o isolamento social pode produzir na curva de infectados. Para tanto, deve-se lançar mão de cálculos matemáticos a fim de se obter uma resposta conclusiva sobre a discussão.

Através do Decreto Municipal nº 21 de 12/05/2020, a prefeitura municipal de Pedreiras determinou o fechamento total das atividades não essenciais do comércio de Pedreiras. De lá até aqui, tem ocorrido uma diminuição no número de casos confirmados, se considerada a tendência de crescimento de casos que se apresentavam até o dia 12/05/2020.

Abaixo, trago o gráfico para a análise dos resultados obtidos.

A linha vermelha (Modelo) representa a curva da tendência de crescimento dos infectados caso o comércio não houvesse sido fechado; enquanto que a em amarelo (Polinomial) representa os dados reais de infectados, números apresentados nos boletins epidemiológicos do município; o ponto em azul representa a data inicial do fechamento do comércio (13/05), a ser analisada.

Podemos VERIFICAR O ACHATAMENTO DA CURVA de infectados com base na curva em amarelo (Polinomial) de 13/05 até os dias atuais, o que determina que as medidas de fechamento do comércio foram eficazes para o ACHATAMENTO DA CURVA e DIMINUIÇÃO NOS NÚMEROS DE INFECTADOS.

É importante destacar que, embora tais medidas tenham sido efetivas para a diminuição no surgimento de novos infectados, podemos voltar ao mesmo patamar caso as pessoas venham interagir nas ruas e sem tomar os devidos cuidados de distanciamento e de higiene pessoal.

CONTINUA DEPOIS DOS COMERCIAIS

A melhor forma de combater esse vírus ainda é o distanciamento social, então só saia às ruas se houver extrema necessidade.

Proteja sua vida e a de quem você ama!

“Se puder, fique em casa”.

Autor do estudo:

Prof. Mailson Feitosa

Mestrando em Física – UFPI

Prof. de Física na UFPI.

Ex-Prof. de Física do Instituto Federal Catarinense – IFC.

Pós graduado em Ensino de Física – IESM.

Pós graduado em Tecnologias da Educação – UNOESTE.

Licenciado em Física – UEMA.

Deixe uma resposta