Logo

Pedreiras: Professores terão matrículas unificadas. Projeto aprovado pelos vereadores

Foto: Sandro Vagner

Professor que tiver mais de uma matrícula, na rede municipal de ensino, terá que optar por uma apenas. Diante a polêmica, o prefeito de Pedreiras, Antônio França, enviou à Câmara, um projeto, que unifica as matrículas, com isso, os servidores da educação não serão prejudicados.

O projeto, que estava com as comissões, voltou hoje (03) ao plenário e foi aprovado por todos os vereadores, na sessão desta sexta-feira (03).

A presidente do SINDSEP, Ana Roberta, ficou satisfeita com a aprovação do Projeto de Lei e agradeceu a todos os vereadores que se preocuparam com a situação dos professores.

Ana Roberta – Presidente do SINDSERP/Foto: Sandro Vagner

Dessa forma os servidores não irão perder uma das matrículas, haja vista, que emprego, hoje, está tão difícil. Eles passaram em concurso público e já estão trabalhando durante 10 anos, 17 anos ou até 20 anos, e outros até aposentados, recebendo notificação. Os servidores tem duas matrículas de 20 horas, unificada, vão continuar trabalhando os dois horários.” Disse a presidente.

Foto: Sandro Vagner

Relator de uma das comissões, o vereador Jotinha disse por que o Projeto de Lei só entrou hoje (03) em pauta. “Como não deu tempo de colocar o Projeto em pauta, devido o feriado, mas, hoje, pedimos que fosse colocado, tendo em vista que os professores já foram notificados, eles tinhas um prazo para aprovação desse projeto, foi aprovado o parecer e em seguida, aprovado as indicações dos cargos dessa classe que tanto merece, que tanto sofre“. Finalizou.

Foto: Sandro Vagner

Veja o Projeto de Lei

Clique Aqui

1 Comentário

  1. Antonio Carlos Moreira Pereira disse:

    Tenho todo respeito pela a classe dos professores, sendo muitos deles considero como amigos, mas isso se chama jeitinho brasileiro, pode até ser legal, mas não respeita o Princípio da Moralidade contido no art. 37 da CF/88, ou seja, se não respeita um dos princípios constitucionais é inconstitucional. Todos os professores que são muito bem esclarecidos quanto tomaram posses nos referidos cargos sabiam que não poderiam acumular mais de dois cargos de professores, inclusive na assinatura do termo de posse assinaram também uma declaração que não estavam acumulando irregularmente cargos públicos. Pelo que deu para extrair também do projeto o deferimento do requerimento dependerá de dotação orçamentária e é um ato discricionário do chefe do executivo (prefeito). Acho que dava para melhorar o projeto, como: Incluí no projeto todos os requisitos para unificação das matrículas, assim o profissional que venha preencher todos os requisitos teria sua matrícula unificada automaticamente, ou seja, seria um ato vinculado, não dependendo assim da boa vontade do prefeito e do sec. de Educação. Outro detalhe importante é que haverá uma seleção, onde de todos que estavam irregulares somente alguns serão “regularizados”, mesmo cometendo as mesmas irregularidades dos que não serão contemplados pelo projeto. Ressalta-se também que o projeto não torna legal o período em que o profissional acumulou irregularmente os cargos públicos, sendo passível de devolução de valores, já que o projeto não prever anistia para quem teve irregular todo esse período.

Deixe o seu comentário!

  • siga-nos no facebook

  • Clique no flyer e acesse o site da FAESF

  • Vitorino Net

  • Gráfica e Editora Mearim – Pedreiras

  • Pedreiras Grand’ Hotel – Para pessoas que buscam tranquilidade, conforto, bons serviços e clima agradável

  • LOJA DOIS PAPELARIA O MAIOR MIX DE PAPELARIA DE PEDREIRAS – AV. RIO BRANCO – CENTRO

  • Connect Pedreiras

  • Venha nos visitar!

  • Telefones Úteis

    WhatsApp da PM (99) 8156-5426 Tenente do Dia (99) 98174-3547 Sargento do Dia (99) 98140-4154
  • downloadfilmterbaru.xyz nomortogel.xyz malayporntube.xyz