Mãe pede justiça ao enterrar filho que pode ter sido assassinado por engano em Codó

Foto: Senna Freitas

Foi sepultado terça-feira (7), no cemitério Jardim da Saudades o ajudante de serviços gerais Daniel Borges da Silva, 21 anos, que morava na Rua do Puraqué, bairro Codó Novo. Daniel foi alvejado com um tiro na cabeça por dois homens que passaram em frente a casa dele, e fizeram alguns disparos. Daniel estava conversando com uma tia na hora do acontecido, no último domingo (5). Ele chegou ser levado para o hospital ainda com vida, mas não resistiu.

Ele pode ter sido confundido com outra pessoa. Atualmente Daniel trabalhava numa empresa de asfalto, na região de Pedreiras, e teria ido passar uns dias com os familiares em Codó.

Foto: Sena Freitas

Revoltada, na hora do enterro a mãe de Daniel fez um pedido. “Peço que as autoridades não esqueçam da morte do meu filho, ele era um bom filho e trabalhador

Nenhuma linha de investigação é descartada, principalmente do jovem ter sido assassinado por engano.

Fonte: Sena Freitas (repórter) Codó/MA

Deixe uma resposta